Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os inimigos do Natal

por Pedro Correia, em 24.12.16

Estimativas dos principais serviços de informações europeus apontam para a existência de 22 mil jiadistas que se infiltraram nas correntes migratórias e se movimentam hoje com desenvoltura no espaço Schengen, onde Portugal se insere. Um deles foi o tunisino que assassinou 12 pessoas em Berlim e atravessou sem o menor embaraço dois países antes de chegar a Milão, onde se envolveu num tiroteio com a polícia que lhe custou a vida.

Enquanto celebramos o espírito natalício e esta bonomia de costumes infelizmente odiada por grande parte da população do planeta, não tenhamos ilusões: os inimigos do Natal estão no meio de nós. Entrincheirados na sombra, fanáticos sequiosos de sangue, prontos a matar e a morrer.

Autoria e outros dados (tags, etc)


27 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.12.2016 às 15:26

Correcção:

Lendo o artigo, a referência a 22.000 nomes parece ser de recrutas estrangeiros que cruzaram a fronteira da Síria para o interior deste Estado, no final de 2013, para se juntarem ao DAESH.

O número daqueles que cruzaram as fronteiras europeias para o interior do continente desde 2015 será outro inteiramente, maior ou menor.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 26.12.2016 às 08:46

Será maior, mas é aquele o que merece mais consenso. Vinte e dois mil já é um número assustadoramente elevado. De modo a justificar, por exemplo, a mobilização acrescida de 50 mil agentes policiais só para proteger igrejas em França nesta quadra natalícia.
Algo que seria inimaginável há poucos anos. E que revela bem até que ponto o terrorismo jiadista tem vindo a alterar o nosso quotidiano.
Sem imagem de perfil

De Rena a 24.12.2016 às 15:44

Sobre fundamentalistas e fundamentalismos recordemos que nasce hoje Aquele que fez da Cruz o nosso perdão.
Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 24.12.2016 às 16:40

Nos E.U.A. consegue-se mudar de estado sem problema e não tenho ouvido propostas de introduzir controlos nas fronteiras doas estados da união. O problema neste caso foi a incapacidade de devolver o tunisino, que já fora preso em Itália, à procedência. Nem os italianos nem os alemães conseguiram deportá-lo quando já cometera crimes na Europa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.12.2016 às 19:04

O camarada Putin não deixa um só entrar em território russo. Lá saberá porquê.
Sem imagem de perfil

De jo a 24.12.2016 às 16:47

Quantos fanáticos de extrema direita existem na Europa?
Quantas pessoas morreram em guerras justificadas por falsos pretextos?
Isso justifica as ações dos jiadistas, ou é só uma desculpa?

Se calhar tentar estigmatizar os migrantes, porque há jiadistas entre eles não é lá muito natalício. Nem muito diferente do modo de pensar jiadista.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.12.2016 às 19:05

Há sempre um amigo pronto a abraçar os inimigos do Natal.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.12.2016 às 19:33

Pelo menos esta noite, falemos de Abraços, Amor, Amizade, Alegria, Amanhãs, e porque se me acabaram as palavras boas em A, falemos ainda de PAZ, Generosidade, Compaixão. Natal é tudo isso. Não falemos esta noite de quem tem o freio nos dentes e a lâmina nos olhos e espreita na moita. Esses, se os houver esta noite, irão enregelar de frio interior. Para si Pedro, porque as suas palavras e militância são sempre do lado do Bem e respeito pelo outro, desejo um doce e Feliz Natal e, porque não (são desejos, senhor…) um Super 2017! Desejos extensíveis, claro, aos restantes leitores e comentadores do Delito.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2016 às 10:23

Não faço ideia de quem seja, mas venho aqui agradecer as suas palavras. Esperando que o seu Natal esteja a ser pelo menos tão tranquilo, harmonioso e fraterno como o meu.
Sem imagem de perfil

De fatima MP a 25.12.2016 às 10:51

Pedro, sou eu o Anónimo das 19.33. Com a pressa não inseri a "identificação", mas não era essa a ideia, sorry. Reforço os votos de Bom Natal para si e para o Mundo!
E vamos curtir este magnifico dia de sol com que fomos presenteados. Em Sesimbra está MARA! Abraço!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2016 às 12:37

Viva, Fátima. Reitero os meus agradecimentos à sua mensagem tão simpática e tão bonita. Desfrutemos deste sol glorioso que nos envolve com o seu abraço, aí como aqui (em Lisboa).
Continuação de um Natal feliz.
Sem imagem de perfil

De jo a 25.12.2016 às 13:13

Não tenho nenhum problema em abraçá-lo.

Bom Natal! e Feliz Ano Novo!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2016 às 18:54

Você abraça os jiadistas. Genuflectido.
Sem imagem de perfil

De jo a 25.12.2016 às 23:34

Não abraço jiadistas.

Mas tenho a ideia que se deixar que idiotas extremistas me levarem a agir como eles, sou tão idiota como eles.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 26.12.2016 às 17:07

"Mas tenho a ideia que se deixar que idiotas extremistas me levarem a agir como eles, sou tão idiota como eles."

Mais uma frase feita vinda do Pravda.
Mas a Grande Guerra Patriótica já foi boa não é? Foi feita com flores?
Sem imagem de perfil

De jo a 25.12.2016 às 23:37

Já reparou que chegou ao ponto de o seu ódio nem lhe permitir responder a um desejo de Feliz Natal?

É triste, mas repito:
Desejo-lhe a si e a todos, um bom Natal e um Feliz ano Novo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 26.12.2016 às 08:43

Você insiste tanto em vir aqui com a mesma ladainha que já se comenta a si próprio.
É triste.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 24.12.2016 às 19:46

Natalício, natalício, para certa gente, é andar pela net a chatear os outros que não pensam da mesma maneira. Que Deus lhes perdoe.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2016 às 10:28

Alguns escrevem com o portátil virado para Meca, TaA.
Sem imagem de perfil

De jo a 25.12.2016 às 13:28

Já passaram muitos anos desde que frequentei a catequese, mas sou capaz de jurar que Jesus disse:

Perdoai aos vossos inimigos,
e não:
Persegui todos os que vivam na terra dos vossos inimigos.

Mas o cristianismo para certas pessoas é só uma bandeira, como a águia do Benfica ou o leão do Sporting.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2016 às 18:58

A história repete-se. Na década de 30 as hordas nazis contavam com o beneplácito de colaboracionistas onde quer que pusessem a pata assassina, hoje as hordas jiadistas são acolhidas com idêntica bonomia pelos herdeiros espirituais desses colaboracionistas.
Sem imagem de perfil

De jo a 25.12.2016 às 23:42

Quando começamos a resvalar para as comparações com Hitler, estamos a ficar sem argumentos.

Vejamos o que fez o Sr. do Bigodinho e os seus amigos:
Classificou as pessoas em grupos, conforme a sua religião, e disse que os de uma certa religião não tinham direito a viver com ele. Depois disse que não tinham direito a viver de todo.

Tem razão. Andam pensamentos semelhantes no ar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 26.12.2016 às 08:42

Nos anos 30, os colaboracionistas morais do terrorismo nazi fizeram o mesmo que você faz hoje com o terrorismo jiadista. Abriram-lhes os braços.
Sem estes preciosos aliados, o terrorismo de todos os matizes está desde logo condenado ao fracasso.
Eles só prosperam em solo fértil. Adubado pelos colaboracionistas morais: aqueles que estão sempre a capitular perante os inimigos da democracia liberal.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.12.2016 às 19:42

Está, portanto, a afirmar que os países europeus deviam declinar a integração de refugiados deixando morrer pessoas que fogem da guerra? Espírito natalício na sua plenitude.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.12.2016 às 10:26

Estou a afirmar o que afirmei. Julgo ter sido claro. A Europa tem vindo a ser infiltrada por indivíduos que professam ideologias terroristas e odeiam o padrão de vida e de civilização que aqui criámos.
Não é, de resto, matéria de opinião. É matéria de facto.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.12.2016 às 19:49

Um dos mais básicos deveres do Primeiro Ministro de Portugal é cuidar da segurança dos portugueses.

Depois, ninguém duvida que em primeiro lugar, a prioridade, em ajudas sociais, terá que ser para os portugueses que precisem de esse suporte.
Será que já não há mais portugueses a necessitar de ajuda do Estado?.

Será que o PM está verdadeiramente a brilhar lá fora?. Em areopagos entre o cínicos e obsoloscênte?.








Sem imagem de perfil

De Reaça a 24.12.2016 às 21:58

A Europa, tanto se relaxou que o esfincter principal não funciona mais.

Agora toma!

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D