Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Old Spice

por João Campos, em 21.07.17

sean-spicer-press-conference.jpg

Curioso, o timing da demissão de Sean Spicer: será apenas uma cortina de fumo para um momento particularmente bizarro (passe o eufemismo) da administração Trump, ou terá Spicer finalmente cedido aos gritos desesperados de socorro da última vértebra da sua espinha dorsal? Por um lado, e por mais tempestuosa que tenha sido a sua relação com a imprensa (passe outro eufemismo), não consigo deixar de sentir alguma simpatia pelo ex-porta-voz da Casa Branca: sempre que o vi na televisão a proferir os disparates mais inusitados fiquei com a sensação de que não acreditava verdadeiramente neles; que, algures no canto mais recôndito da sua mente, ele sabia quão absurdas eram as suas palavras e as suas acções. De resto, o contraste com o fanatismo gelado de Sarah Huckabee Sanders, com a alucinação permanente de Kellyanne Conway, e com o aspecto de Voldemort-de-trazer-por-casa do outro imbecil que emergiu há um par de meses para debitar dois ou três disparates não podia ser mais evidente. Enfim, propaganda por propaganda, prefiro aquela que seja divertida, e as declarações delirantes de Spicer sempre proporcionaram algumas gargalhadas, tanto pelo próprio como pela forma como "alimentou" momentos muito inspirados nos programas de John Oliver, Stephen Colbert, ou Trevor Noah. Enfim, ou muito me engano (e espero enganar-me), ou os norte-americanos ainda irão ter muitas saudades de Sean Spicer. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.07.2017 às 23:35

A administração Trump é uma espécie de 'reality show' em sessões contínuas. Com personagens reais.
Mais trepidante do que muitas séries. Um verdadeiro folhetim à moda antiga.
Imagem de perfil

De João Campos a 22.07.2017 às 00:07

Sem dúvida. Mas ao contrário dos folhetins do antigamente de boa parte dos reality shows, este não é exactamente inofensivo. Muito pelo contrário.
Sem imagem de perfil

De JS a 22.07.2017 às 09:21

Obviamente a administração Trump não é mais do mesmo. É um "show" diferente. Melhor para os americanos??.

Para já, por não ter origem nas hierarquias políticas suscita óbvias "bolas pretas" dos "donos da bola". Inclusivé do partido Republicano com quem contratualizou -a custo- um acordo.
Por outro lado a comunicação, hiper- dependente durante anos do partido Democrata/Obama/Clintons percebeu que o novo PR até sabe, e pode, passar por cima dela. E sem estar dependente dela. Tentam obviamente abatê-lo.

Em Portugal desde os mais letrados políticos, ex-políticos, comentadores e jornalistas dominam as papageadas "fakenews" velhas e mal traduzidas da CNN, WaPost e NYTimes.
Nem podia ser de outra forma. Ou ignorância ou proselitismo absolutamente simples. Há felizmente honrosas excepções.
A ver vamos.
Imagem de perfil

De João Campos a 22.07.2017 às 12:46

Muita gente usa o argumento de "não ser mais do mesmo" como se isso fosse necessariamente uma prova de qualidade. Não é. A menos, claro, que queiramos mesmo acreditar que basta um político não ser como os "outros" (o que quer ou quem quer que esses "outros" sejam) para ser bom. Ou que queiramos mesmo acreditar que o facto de um político ser "mau" torna "bom" o seu adversário. E, aí chegados, qualquer charlatão iletrado como Trump serve para apascentar o rebanho.
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 23.07.2017 às 00:31

... E eis mais um exemplo, uma demonstração, uma «personificação» (desta vez pelo João Campos), dos danos que muitos anos de desinformação, de propaganda, até de adulteração da História, perpetradas pela escola e pela comunicação social e recebidas sem reserva, podem causar.

Não está em causa - eu não nego, certamente - que o actual presidente dos EUA e a sua administração tenham cometido erros. Porém, do outro lado, sim, está gente bem pior: é entre os democratas que se encontram mais indivíduos (como que) sem espinha dorsal, que proferem os verdadeiros disparates mais inusitados, as palavras e as acções mais absurdas (saberá o João, e os outros colaboradores e leitores do DdO o que se passa actualmente lá em termos de mania de «direitos transgéneros»?), onde abundam autênticos «fanáticos gelados», alucinados e imbecis, que não só incitam à violência como a cometem. Quem é que pensam que tem andado a lançar as maiores calúnias (como a de que a nova reforma do sistema de saúde causará a morte de milhões de pessoas), a sabotar a intervenção de oradores conservadores nas universidades, a fazer motins com destruição de propriedade pública e privada, a agredir opositores e inclusive a disparar sobre congressistas (saberá o João quem é Steve Scalise, e o que lhe aconteceu)? Uma pista: não são apoiantes de Donald Trump, não são membros do Partido Republicano...

... Partido que, actualmente, ocupa maioritariamente, e de uma forma quase esmagadora, todos os níveis de poder dos EUA. Porque acham que isso acontece? Porque os cidadãos, os eleitores, enlouqueceram? Ou porque sabem que os democratas são, essencialmente, incompetentes, mentirosos, corruptos, criminosos, mesmo traidores (foi Barack Obama, e não o seu sucessor, quem prometeu a Vladimir Putin «mais flexibilidade»)? Que nunca deixarão de ser os perversos racistas que praticaram a escravatura e a segregação, e que agora promovem o aborto em larga escala, se possível até aos nove meses de gestação?

Aqueles (e não só jovens ignorantes e inexperientes) que pensam que fazem uma grande figura a debitar os clichés do costume sobre a grande nação de outro lado do Atlântico fariam melhor em alargar e em diversificar as suas fontes de informação. Enquanto não o fazem arriscam-se a serem, eles sim, motivo de gargalhadas.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D