Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Obviamente, demite-se

por Pedro Correia, em 03.10.17

image[4].jpg

 Foto: Miguel A. Lopes/Lusa

 

Esmagado pela  hecatombe eleitoral e confrontado certamente com cenários demolidores na Comissão Política do partido, Pedro Passos Coelho sai pelo seu pé, exercendo a única opção credível que lhe restava. Como escrevi ontem aqui, restava-lhe abandonar o palco empurrado - o que seria péssimo para ele e nada recomendável para um partido que mantém intactas as ambições de regressar ao poder a médio prazo.

Rui Rio é agora forçado a abandonar a prolongada reclusão a que se entregara, apenas interrompida pelo apoio que concedeu ao malogrado candidato do PSD à Câmara Municipal do Porto - pessoa cujo nome, sinceramente, não cheguei a fixar. Nada famosos, os resultados que Rio patrocinou: 10,3%, apenas um mandato na vereação da Invicta e menos de metade dos votos obtidos por Luís Filipe Menezes há quatro anos. O pior desfecho de sempre do partido laranja num acto eleitoral da capital do Norte.

Há melhores cartões de visita, convenhamos. Mas o ex-autarca portuense terá mesmo de sair da sua zona de conforto, competindo-lhe ser uma das figuras em foco na política portuguesa neste mês de Outubro, na linha do que já  aqui fora antecipado. Se a circunstância faz o homem, como dizia o outro, eis Rio precisamente por estes dias a ser moldado pela circunstância.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.10.2017 às 23:27

Boa noite Pedro Correia. Duas notas breves, a 1ª sobre Rui Rio que, se agora não avançar talvez "morra" politicamente, a 2ª é que estando embora um calor enorme, estamos em.........Outubro, não parece mas estamos. Cumprimentos.
António Cabral
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.10.2017 às 23:29

Isto está mesmo quente, António. Tem razão. Chapéus há muitos...
Perfil Facebook

De Rão Arques a 03.10.2017 às 23:43

Só com uma emboscada torpe e rastejante poderia ser abatido um homem vertical.
Ironicamente continua de pé, enquanto o furtivo atirador vai arrastando os joelhos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 00:10

Assumiu a responsabilidade. Tão só. As desastrosas escolhas de Lisboa e Porto foram dele.
O ciclo está esgotado, é tempo de se abrir outro. A política é a arte de resolver os problemas, não é a "arte" de ir acumulando problemas sem resolução.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 04.10.2017 às 10:42

Verdadeiramente, caro Pedro, nem foram escolhas. Foi, talvez, o que havia, disponível!!
O que me pareceu, na verdade, é que ninguém, mais ou menos conhecido, do PSD queria oferecer uma vitória a PPC. Todos exultaram, travestidos de comoção, com a derrota... de PPC!!
É pena mas, de facto, PPC até na saída tem razão. Não pode PPC continuar a servir de argamassa às esquerdas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 11:07

Se as escolhas de Lisboa e Porto não foram verdadeiramente escolhas, porque mais ninguém estava disponível, então o estado do partido é ainda mais calamitoso, reforçando a necessidade de renovação urgente.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 04.10.2017 às 11:54

Claro!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 16:59

E sendo assim, nada como resolver a questão. Repito: a política é a arte de resolver os problemas, não de os avolumar.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 03.10.2017 às 23:47

A minha aposta vai para o Irmão da Loja Mozart .
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 00:06

Já percebi que aprecia música clássica.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 04.10.2017 às 09:33

na linha do que já aqui fora antecipado

Tem a certeza de que, na ortografia que Você defende, não deveria ser "fôra"?

É que, tal como "pára" tem, nessa peculiar ortografia, um acento só para se distinguir de "para", assim "fôra" deveria ter um acento para se distinguir de "fora"...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 11:09

Não me chocaria nada um acento diferencidor, antes pelo contrário. Evitaria frases ortograficamente ridículas como esta: "Ninguém para quem já fora para fora".
Sem imagem de perfil

De Alain Bick a 04.10.2017 às 09:42

o futuro PSD da velhada parece o SLB.

PPC vinga-se permitindo a eleição dum dirigente de transição

os futuros resultados vão ser piores

entretanto a dívida aumenta, mas não é para pagar
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 11:11

A benfiquização doPSD recebeu cartão vermelho dos eleitores. Seara, Ventura, Leal Coelho: benfiquistas que prometiam arrasar e afinal foram arrasados nas urnas.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 04.10.2017 às 16:05

Ponto a favor. Saiu de livre vontade, não foi empurrado, esquartejado e demitido à má fila., Não tem que se envergonhar.
Ontem joguei no Euromilhões. Dizem que é mais difícil acertar na chave, do que um raio atingir o mesmo exacto ponto duas vezes seguidas.
Aguardemos pois.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.10.2017 às 17:00

Excepto o raio de Pedrógão, identificado pelo director da PJ como a origem da tragédia. Esse pode voltar a atacar a todo o momento (Deus queira que não).

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D