Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O ponto e a vírgula

por Sérgio de Almeida Correia, em 03.06.14

Um acusa o maior partido da oposição de ser um "foco de instabilidade política nacional". O outro vem dizer que "jamais" uma disputa partidária foi tão violenta e atreve-se a falar sobre falta de "lealdade política e institucional" nesse mesmo partido da oposição.

Um esqueceu-se que é dirigente de um partido que já deu a conhecer dezassete líderes em quarenta anos de democracia, produzindo qualquer coisa como trinta e cinco congressos, onze dos quais nos últimos dez anos. O outro ainda devia andar a mudar as fraldas quando Henrique Chaves deu o golpe de misericórdia na creche desgovernada de Santana Lopes. Por isso não sabe o que então foi dito à hora dos telejornais.

Um, enquanto aguarda a promoção a ministro na próxima remodelação, depois do êxito da gestão recorrentemente superavitária do seu partido em Gaia, está visto que assumiu o papel de ponto em toda a sua plenitude. O outro, a avaliar por este magnífico texto que deu à estampa no Expresso, será mais a vírgula. Um duo que promete animar o Verão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 03.06.2014 às 14:16

Antes a «creche desgovernada de Santana Lopes» do que o «reformatório amotinado» do «Grande Só-Cretino». Portugal ficou tão «melhor» depois, não ficou?
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 03.06.2014 às 17:03

Tens toda a razão, se há partido que não tem moral para falar sobre estas coisas é o PSD.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 03.06.2014 às 21:58

Uma bela homenagem à língua portuguesa do Duarte, Marques.
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 04.06.2014 às 11:02

Sempre o mensageiro é mais importante que a mensagem - princípio primeiros da 'madura' democracia portuguesa!
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 04.06.2014 às 22:04

"O outro ainda devia andar a mudar as fraldas quando Henrique Chaves deu o golpe de misericórdia na creche desgovernada de Santana Lopes."

Está referir-se ao Golpe de Estado efectuado pelo Presidente Sampaio com a conivência das elites e jornalistas e que por isso não existiu?

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D