Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O escritor fantasma no governo de Madrid.

por Luís Menezes Leitão, em 30.10.17

Leio aqui que a "posição oficial do governo português" sobre a questão da Catalunha foi ditada pelo governo de Madrid, sendo a nossa declaração um simples copy paste do formulário enviado por esse governo. Andou tanta gente a lutar desde 1143 para termos um governo próprio e independente de Castela ou de Espanha para afinal estamos reduzidos a esta subserviência a Espanha em pleno séc. XXI. O nosso actual governo aceita pacificamente ter um ghost writer no governo de Madrid. Como bem dizia Eça de Queiroz, este governo não cai porque não é um edifício, mas há-de sair com benzina porque é uma nódoa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 30.10.2017 às 11:52

Somos um "clone" de Madrid, nem Costa, nem Marcelo falam por suas cabeças com medo da UE.
Sem imagem de perfil

De sampy a 30.10.2017 às 12:24

Ainda bem que todos os outros países puxaram dos galões independentistas e produziram peças notáveis de originalidade a apoiar as pretensões do bando secessionista.

Os catalães que ponham os olhos no nosso governo e ganhem juízo enquanto é tempo.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 30.10.2017 às 15:13

Só numa ditadura dura morrem mais de 100 pessoas sem a demissão, por iniciativa própria, do governo . Ou desaparecem armas capazes de demolir prédios, não se sabendo se roubadas, ou se um dia existentes, e não se demite o ministro da defesa. Ou morrem instruendos nos Comandos e nada sucede.

Ministra da Defesa e chefe militar holandeses demitem-se após relatório de acidente

Em causa está uma acidente num treino que matou dois soldados e feriu um terceiro.

Ou ainda isto:

Parece-me evidente que neste caso, o Tribunal desrespeitou a Convenção de Istambul, que Portugal assinou, ratificou e implementou", começa por afirmar à TSF Isabel Ventura, autora de uma tese de doutoramento onde analisou os discursos judiciais em casos de violência sexual.

E nada acontece!

Somos exemplares



Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 30.10.2017 às 12:25

Concordo totalmente com este post. Também escrevi há uns dias sobre o mesmo assunto no meu blogue.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.10.2017 às 13:18

qual é o interesse de Portugal de transformar a Espanha num caos? Espanha é um estado com qual Portugal desde há seculos mantem relações diplomáticas umas vezes boas outras vezes más...mas agora afirmarem que Portugal deve apoiar a destruição do Reino de Espanha é algo de absurdo...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 30.10.2017 às 14:38

afirmarem que Portugal deve apoiar a destruição do Reino de Espanha é algo de absurdo...

Sem dúvida que é.

Mas não se trata de não apoiar essa destruição. Trata-se de nada dizer quando não há a necessidade de dizer seja o que fôr.

Há muitos países por aí que já declararam a independência e Portugal não reconheceu essa independência. Mas não se deu ao trabalho, inútil, de vir declarar explicitamente que não o faria.

Portugal não tem nada que reconhecer a independência da Catalunha, neste momento. Mas também não tem nada que dizer que não o faz.

Uma vez que a Catalunha é, como Portugal diz, uma questão interna de Espanha, então Portugal não tem nada que tomar posição sobre essa questão interna.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 30.10.2017 às 13:56

Desde a Crise de 1383–1385, passando pela Maçonaria Do Grande Oriente e pelos Iberistas do séc XIX , parte considerável da intelectualidade sempre foi contra/ traiu os interesses de Portugal. Sempre teve vergonha de ser português. A independência devemo -la ao povo
Sem imagem de perfil

De jerry khan a 30.10.2017 às 16:36

as independências do rectângulo foram erros
fui sempre favorável à Federação Ibérica
prefiro Rajoy ao zonbie antónio das mortes
Sem imagem de perfil

De jerry khan a 30.10.2017 às 16:51

El País
El expresidente de la Generalitat Carles Puigdemont viajó a Bruselas desde Marsella (Francia) acompañado por cinco exconsejeros de su Gobierno, ha informado Efe. Puigdemont y los exmiembros de su Ejecutivo se dirigieron en coche desde Cataluña a Marsella y, una vez en esta ciudad, tomaron un vuelo con destino a la capital de Bélgica. Los cinco exconsejeros que acompañan a Puigdemont son Meritxell Borràs, del PDeCAT (que ocupaba la cartera de Gobernación); Antoni Comín, de ERC (Salud); Joaquim Forn, del PDeCAT (Interior); Dolors Bassa, de ERC (Trabajo y Asuntos Sociales), y Meritxell Serret, de ERC (Agricultura, Ganadería, Pesca y Alimentación). El viaje se ha conocido apenas unas horas después de que el fiscal general del Estado, José Manuel Maza, haya anunciado una querella contra Puigdemont y todos los exmiembros del Govern por los delitos de rebelión, sedición y malversación.

cagaram-se nas ciroilas
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 30.10.2017 às 22:10

Se o Eça foi pilhado para corroborar apontamentos de falta de coerência alheia, o exemplo não poderia ser pior.
O "vencido da vida" fazia da caricatura de Portugal e dos Portugueses a sua mania pessoal, mas não se coibiu de viver do erário público desse Estado pago pelos Portugueses.
A acrescentar a essa granítica coerência do finíssimo José Maria há o seu crepuscular quietismo em relação a uma Monarquia já nas vascas da agonia. Enfim...

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D