Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O embate deu empate (nulo)

por Pedro Correia, em 11.01.18

À hora do debate entre os dois candidatos à liderança do PSD optei por assistir ao jogo Cova da Piedade-Sporting. Só perto da meia-noite vi em gravação o segundo confronto televisivo entre Rui Rio e Santana Lopes, desta vez na TVI e só parcialmente em sinal aberto.

Nem queria acreditar: os últimos cinco minutos deste embate decorreram com ambos os candidatos a perorar sobre cenários de derrota eleitoral do PSD em futuras legislativas. Um admitia viabilizar um governo minoritário do PS com Costa, outro admitia viabilizar um governo minoritário do PS sem Costa.

A moderadora, Judite Sousa, introduziu o tema e ambos caíram na armadilha, como principiantes da política. Discutindo a melhor forma de entregar o poder de bandeja aos socialistas.

Veredicto: empate nulo. Como o zero-a-zero que se registava ao intervalo do Cova da Piedade-Sporting. Costa só pode sorrir: tem motivos para isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 11.01.2018 às 10:13

V. Percebo-o. Mas enquanto andarmos a pagar dívida a Instituições Internacionais obscuras não podemos escolher o futuro que queremos. Enquanto isto durar é tudo uma farsa de país e de democracia.

Quanto a pagar créditos à habitação veja também a corrupção que houve entre a Banca- Autarquias (PDM )- Construtores Civis- Fundos Imobiliários.

Aliás grande parte das imparidades relacionam-se com créditos a projectos imobiliários que não foram concretizados nem ofereciam garantias (BPN como paradigma)
Sem imagem de perfil

De V. a 12.01.2018 às 01:24

Os buracos financeiros desses bancos, isoladamente, não teriam destruído a economia — e são actividades criminosas, não são resultado de um funcionamento normal. E basta olhar para os números do Orçamento do Estado para perceber que o peso da despesa com ordenados e reformas do sector público (central e local) e SNS em relação ao do PIB. O SNS tem de existir, o resto podia ser gerido de outra forma.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.01.2018 às 12:56

- 7.000.000milhões de euros, só no BPN
- PPP´s rodoviárias 2000.000.000 euros
- EDP renováveis - 3.500 milhões € até 2020.

Porta giratória Estado- Sector Privado.

Não acredito na salvação do país
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.01.2018 às 16:37

Exagerei no BPN - 7 mil milhões

E veja os escândalos da Parpublica

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D