Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A carga de porrada de Ponte de Sor já obrigou o Ministro Santos Silva a manifestar-se, conforme os dias e os órgãos de comunicação social, preocupado, disponível para ajudar a investigação, empenhado em ir até onde for possível, capaz de empreender diligências diplomáticas e, o Diabo seja cego, surdo e mudo, até de avaliar um "eventual talvez possível quem sabe sem precipitações" levantantamento da imunidade. Fico consternado por ver o Ministro tão aperreado com este melindroso assunto num momento do ano que devia ser de descanso e descontracção. Houvesse um módico de Justiça no Mundo e a Providência proporcionaria a Santos Silva um daqueles lampejos de inspiração ocorrendo-lhe que, vai-se a ver, um Código de Conduta para filhos de Diplomatas pode bem ser uma bela solução para encerrar definitivamente o assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De As Bombinhas da Catrina a 21.08.2016 às 16:08

O Costa vai continuar a passar por entre os pingos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.08.2016 às 19:45

Gente reles , incompetente e sem o menor sentido de Estado.
E cobarde, "diplomaticamente" cobarde.
Sem imagem de perfil

De JSP a 21.08.2016 às 19:46

Gente reles , incompetente e sem o menor sentido de Estado.
E cobarde, "diplomaticamente" cobarde.
Sem imagem de perfil

De ariam a 21.08.2016 às 21:30

O assunto deve estar mais que encerrado, parece que os meninos partiram de carrinho para Madrid, nas calmas porque, além da imunidade diplomática, isto do espaço Schengen até facilita este tipo de situações e já devem ter apanhado o avião para o seu país. Aqui no nosso canto europeu, ainda não estamos habituados mas, isso dos códigos de conduta, por essa Europa, têm sido criados vários mas, só para europeus e de como, bem receber, quem vem de fora... mas, sobre isso, seriam outros quinhentos.
Sem imagem de perfil

De AntónioF a 22.08.2016 às 10:37

Caro Rui,
permita-me:
«"Se eu ainda fosse ministra das Finanças, esta questão não se estaria a colocar", garantiu Maria Luís Albuquerque (...)».
[O sr. Rui Machete, enquanto ministro dos Negócios Estrangeiros, teria prontamente pedido desculpa ao governo iraquiano. Onde já se viu incomodar os filhos de um embaixador de um país como o Iraque?
Os portugueses sabem que comigo, connosco, têm que baixar as orelhas e serem submissos face aos interesses estrangeiros sejam eles quais forem: «troika, alemães (recordam-se do ajoelhar - ou acocorar - do meu antecessor nas finanças?), angolanos, etc., etc.!]
«Maria Luís Albuquerque (...) falava aos jornalistas, na sede do PSD, em Lisboa.»

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D