Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Noite eleitoral (1)

por Pedro Correia, em 25.05.14

1. Castigo pesado da coligação no Governo. O pior resultado de que há memória para o PSD em coligação com o CDS. Fica bem evidente que certas somas apenas servem para subtrair: repetir em legislativas a fruste coligação eleitoral das europeias será mais um erro político a somar a tantos outros. Resta ao centro-direita procurar captar parte dos seus eleitores tradicionais que desta vez optaram pela abstenção.

 

2. "Reconciliámo-nos com o País", declarou o cabeça de lista do PS, Francisco Assis. Com um sorriso nada triunfalista, o que é prova de saudável prudência. Os socialistas venceram. Mas, muito aquém dos 44% conquistados por Ferro Rodrigues nas europeias de 2004, estão longe de convencer boa parte do eleitorado. E não conseguiram criar nenhuma onda avassaladora que lhes permita reclamar legislativas antecipadas. Cada coisa a seu tempo.

 

3. A CDU combateu com êxito a tendência abstencionista, mobilizando o seu eleitorado. Obtém um dos melhores resultados de sempre em europeias, consolida-se como terceira força política e quebra a dinâmica de vitória do PS, cumprindo assim o seu principal desígnio estratégico numa eleição que potencia o voto de protesto como nenhuma outra.

 

4. O BE afunda-se. E não pode culpar os jornalistas: teve muito mais cobertura mediática do que o MPT, que ficou claramente à sua frente. Deve antes culpar-se a si próprio. Por ser Bloco só de nome (teve duas dissidências, pela esquerda e pela direita). Pela liderança bicéfala que escolheu como se padecesse de crise de identidade. E por funcionar como cópia do PCP, esgotando-se em acções de protesto. O original é sempre preferível à cópia: só Alfredo Barroso parece ter-se convencido do contrário.

 

5. Em noite de europeias, há comentadores residentes nas pantalhas que não fazem ideia quantos deputados tem o Parlamento Europeu. Alguns, estranhamente, até parecem fazer gala nisso. Espero que as televisões se lembrem deles na próxima vez em que decidirem fazer uma daquelas reportagens de rua com perguntas de algibeira destinadas a provar que o povo é ignorante...

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De É fazer as contas a 25.05.2014 às 22:06

Que percentagem de votos é necessária para se ter maioria absoluta na AR? Ou muito me engano, ou ainda acabam a fazer a vontade ao Cavaco.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.05.2014 às 00:20

Nunca menos de 44%. Pois claro: vem aí bloco central.
Curioso é que o PCP reclame já, do alto dos 12,5% agora conquistados nas urnas, eleições legislativas antecipadas.
Como se estivesse cheio de pressa de ver o PS e o PSD a governarem coligados.
Imagem de perfil

De Manuel a 25.05.2014 às 22:08

Mas será que os nossos melhores cérebros, sejam políticos, sociólogos, filósofos, politólogos, escritores, ou até mesmo de senadores, não vêm o tamanho da hipocrisia, do teatro em que a Democracia representativa mergulha e com isso arrasta a sociedade ou para a ilusão ou para o virar as costas à Democracia?
Logo à noite que olhem para os números e dediquem o serão a pensar sobre eles, nos porquês que estão por trás de percentagens de abstenção a cercar os 70% e imaginem onde é que isto vai desembocar. Pelo andamento qualquer dia teremos tantos votos quanto candidatos e se calhar vão continuar a achar que tudo está bem nesta Democracia. E não se apoiem no facto de serem eleições europeias ou de que a troika desfigurou a imagem que tínhamos da Europa, é que cá dentro a coisa não está nada melhor.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.05.2014 às 00:26

É ver os resultados em França, no Reino Unido e na Dinamarca, por exemplo. E na Grécia também.
Servem de aviso a quem persiste em ignorar a realidade.
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 25.05.2014 às 22:24

A coligação perdeu, mas o principal desastre (após a implosão do BE) foi para o PS. Já devem estar a emitir bilhetes de ida para o Tozé Seguro...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.05.2014 às 00:25

Seguro deve estar a fazer contas no Rato. Extrapolando estes resultados para legislativas. A ver se conseguirá formar coligação com o Livre, o partido dos animais, o MPT de Marinho Pinto e os destroços que sobrarem do ex-Bloco de Esquerda.
Tarefa impossível: não há hipótese.
Sem imagem de perfil

De Miguel R a 26.05.2014 às 00:38

Nem uma ligação a Bruxelas? Tive que ir a RAI NEWS, a EURONEWS. Muito fraco. Nem sequer davam os resultados de todos os partidos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.05.2014 às 00:22

Continuamos periféricos. Muito 'high tech' mas mais pacóvios que nunca. Falamos de Portugal como se fosse uma ilha perdida no Atlântico e a Europa começasse para nós atrás dos Montes Urais...
Sem imagem de perfil

De jonas river a 26.05.2014 às 01:34


Completamente de acordo com o seu PT.5º,mas atrever-me-ia acrescentar a quase totalidade dos canais,temas e "convidados".
Acho ser culpa do governo e da troika.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.05.2014 às 00:23

Pois, Jonas: a culpa deve ser mesmo dela. Malvada troika.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D