Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não a percam jamais

por Bandeira, em 13.04.16

Amigos do serviço de urgência do Hospital de S. Francisco Xavier: Não me conheceis, nem isso importa; sou filho da velhinha que foi deixada ao vosso cuidado por dois diligentes bombeiros ao princípio da chuvosa noite de ontem, vítima de um desmaio e subsequente queda que lhe rasgou um corte feio na cabeça e fez perigar o recobro das intervenções duras que a senhora havia sofrido, semanas antes, noutro hospital. Durante todo o tempo que a minha velhinha passou no interior do vosso serviço, entre análises e exames de imagiologia, percebi – no fundo já o sabia – o quanto são duras as vossas tarefas, difícil o trato humano. Sempre que tenham de lidar com uma velhinha assustada, um alcoolizado violento, um acidentado grosseiro ou um adolescente em pânico, por favor sintam o meu respeito e admiração. Obrigado por terem tratado a minha velhinha como se fora a vossa velhinha; por esse vosso espírito estranhamente jubiloso que vos permite acumular lucidez para os momentos mais difíceis; e sobretudo pela vossa gentileza, a vossa incomensurável gentileza: não a percam jamais.

Autoria e outros dados (tags, etc)


18 comentários

Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 13.04.2016 às 21:47

As melhoras da sua velhinha :-)
Imagem de perfil

De Bandeira a 14.04.2016 às 12:12

Grato, IsabelPS :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.04.2016 às 22:57

Belo e sentido e justíssimo texto, Zé. Um forte abraço, com votos de boas melhoras da tua Mãe.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 14.04.2016 às 08:29

Como se vê nem tudo vai mal no SNS. E é bom que casos como este sejam publicitados.
As melhoras para a sua mãe.
Imagem de perfil

De Bandeira a 14.04.2016 às 12:16

Muito obrigado, Tiro ao Alvo. E sim, é uma pena, uma injustiça tremenda que estes profissionais bem mereciam ver corrigida.
Imagem de perfil

De Bandeira a 14.04.2016 às 12:14

Obrigado e um abraço, Pedro. Sei que entendes bem esta luta.
Sem imagem de perfil

De JAB a 14.04.2016 às 09:18

A sensibilidade e a gratidão são valores que não podemos abandonar.
Parabéns por este texto ao autor e aos visados.
Também já vivi, mais ou menos, a mesma experiência.
É que qualquer velhinha que cai ou por quem passo rua podia ser a minha mãe que já tem 92...
Imagem de perfil

De Bandeira a 14.04.2016 às 12:20

Grato, JAB. E tem toda a razão. Sensibilidade, empatia, gentileza, gratidão, decência, compreensão, delicadeza, vocábulos não faltam - o que falta é quem os utilize, a começar por muitos utentes das urgências que se comportam como se entre criadagem. (92 anos é obra! Viva a sua mãe ainda por muitos e bons.)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.04.2016 às 12:27

Que bom e que raro ler um texto assim sobre algo que acontece aqui e agora!
E o melhor de tudo é que acontece mesmo, a julgar pelos, felizmente ainda poucos, episódios que me levaram às urgências do meu hospital.
Mas o melhor de tudo é mesmo estarmos a falar de uma regra, cujas exceções apenas confirmam.
Que bom!
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.04.2016 às 16:40

Parece-me que são a regra, sim. Obrigado e um abraço.
Sem imagem de perfil

De H a 14.04.2016 às 13:13

Como médico, é precisamente essa a pergunta que me faço frente ao doente: se esta pessoa fosse a minha Mãe, como gostaria de a ver tratada?
(alguns administradores não gostam da pergunta, faz com que o atendimento por vezes demore...)
As melhoras para a sua Mãe.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.04.2016 às 16:40

Obrigado e bem-haja pela sua atitude, H.
Sem imagem de perfil

De fatima MP a 14.04.2016 às 14:56

Que texto lindo de ler. Um dos sentimentos que mais me tocam é justamente a gentileza. Para além do bem que faz, ele é super estimulante - gentileza gera gentileza. Para mim, ele define, quase por si só, a "gaveta" para onde vão as minhas pessoas: "pessoas a evitar" e "pessoas a não perder". Melhoras para a sua velhinha que, suspeito, será bem gentil.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.04.2016 às 16:41

Gentilíssima, gentil Fátima. Obrigado!
Sem imagem de perfil

De FGL a 14.04.2016 às 16:26

As garras da desumanização nem sempre vencem. Parabéns aos resistentes!
Que não lhes falte a força e que o reconhecimento público nunca seja esquecido. Como foi este o caso.
As melhoras da sua Mãe.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.04.2016 às 16:42

Parabéns a todos eles, sim, e muito obrigado. Um abraço
Sem imagem de perfil

De l. rodrigues a 15.04.2016 às 15:25

Tendo eu próprio beneficiado dos cuidados e "hospitalidade" do SNS, no meu caso no vetusto hospital de S. José, onde permaneci recentemente duas semanas, fui testemunha em primeira mão da dedicação e abnegação de todo o pessoal.

Tendo percorrido todos os patamares de intervenção médica, desde a enfermaria geral aos cuidados intensivos, passando pelos intermédios, não tenho dúvidas: quando algum dos meus também precisar, é ali que quero que esteja.

Longa vida ao SNS.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.04.2016 às 16:43

Dedicação e abnegação, palavras gentis mas tão cheias de força. Um abraço

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D