Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Leituras

por Pedro Correia, em 04.11.17

9789727084272[1].png

 

«Há momentos em que a necessidade mais premente de um homem é ter um objecto de amor, um foco em que centralize as suas comoções difusas. E há também ocasiões em que a irritação, o medo da vida, as desilusões, tudo isso, inquieto como espermatozóides, precisa de achar uma saída no ódio.»

Carson McCullersReflexos nuns Olhos de Oiro (1941), p. 50

Ed. Relógio d' Água, Lisboa, 1989. Tradução de Cabral do Nascimento

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 04.11.2017 às 13:38

A cópula, como facada. O pénis como lâmina afiada. E a vagina, como bainha.

A boca que quer comer, mordendo, enquanto fodendo.

E milhares de espermatozoides lutando, num desperdício letal , por um único e simples ovo.

Porque nascemos gritando? Avisados, ou recordados do castigo que é a Vida? Do que sabemos deixar para trás? A segurança do útero materno?

O grito como o primeiro som que a terra, e a Vida ouviu. E vive-se gritando. Para fora. E outras vezes para dentro.

A vida é isso. Desperdício e violência.

"Qual a crença, filosofia, ideologia, ou cultura que consiga persistir incólume ao teste da fúria do tempo humano? "

Richard Jefferies.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D