Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Leituras

por Pedro Correia, em 09.09.17

500x[1].jpg

 

«Os sonhos são, tal como os corpos em que se alojam, matéria altamente biodegradável.»

A. M. Pires CabralSingularidades, p. 63

Ed. Cotovia, Lisboa, 2017

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana Filipa Comendinha a 09.09.2017 às 18:46

É tão verdade...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.09.2017 às 19:40

Pensamos pouco nisto, mas é mesmo verdade, Ana Filipa.
Sem imagem de perfil

De atitopoteu a 09.09.2017 às 19:29

do mesmo autor, meu comprovincial, professor/director da Secundária lá pela "santa terrinha" de meus pais, se o não conheces recomendo o romance SANCIRILO.

prémio, 'salboerro', Circulo de Leitores, nos primórdios dos anos 80 onde, se bem me lembro, (como diria Vitorino Nemésio !...) descreve a atmosfera quente de um jogo de futebol !...

o 'Sporting - Benfica' lá do sítio ;-P

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.09.2017 às 19:40

(Olha quem ele é...) Não conheço mas já anotei a sugestão, agradecendo-a.

Saudações Desportivas!
Sem imagem de perfil

De atitopoteu a 09.09.2017 às 23:00

descoberto, ora bolas !...e logo eu que até nem ligo às letras nem a estas coisas da "literatícia", eheheh !!!

pelo que te dás a conhecer, vais gostar !...não tens de quê !...é troca por troca.

agradeço e retribuo
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 09.09.2017 às 20:46

Não concordo. A única matéria eterna do corpo são os sonhos e os ideais. Sonhamos como sonhavamos, ideamos como ideavam os nossos antepassados há milhares de anos.....basta olhar para cima.
Sem imagem de perfil

De V. a 10.09.2017 às 23:54

*Olha para cima* É só gaivotas mortas! <- cf. anedota
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 09.09.2017 às 22:34

Nem mais. Os sonhos que não concretizamos vivem connosco e connosco partirão to the wild blue yonder.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.09.2017 às 10:17

É isso. Não por acaso, sonhamos de maneira diferente à medida que as décadas da nossa vida vão passando.
Sem imagem de perfil

De V. a 10.09.2017 às 12:38

Acho que a ideia do escritor como produtor de epigramas já não resulta..
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.09.2017 às 10:16

Discordo. Isso levar-nos-ia, por exemplo, a eliminar grande parte da obra da grande Agustina.
Sem imagem de perfil

De Armando Palavras a 11.09.2017 às 14:09

Um belo conjunto de contos, assinado por Pires Cabral, um dos grandes escritores do país.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D