Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Leitura recomendada

por Pedro Correia, em 16.06.14

Os intelectuais de direita estão a sair do armário, de Paulo Moura.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Venha Mais Um a 16.06.2014 às 16:05

Faltou Alberto Gonçalves, que põe a esquerdalha piursa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.06.2014 às 19:54

Muito antes faltaria Vasco Pulido Valente. Que deixa todos os ursos 'piursos'.
Sem imagem de perfil

De Carlos Faria a 16.06.2014 às 22:25

É um bom artigo e deve ter sido uma boa conferência, concordo com muitas coisas sobretudo com o descomplexo que vai surgindo em Portugal por se ser de direita.Discordo de outras, até por que num País ideologicamente de esquerda conota-se de direita pessoas que noutros países seriam tidas como de esquerda e até dá-se ao luxo de considerar de esquerda os que pensam como os de centro-direita em Portugal (veja-se muito da ação dos democratas nos EUA que nem chegam a ser da internacional-socialista ou os liberais do Canada tidos como esquerda lá, mas onde são os neo-democratas os membros da IS).
Agora neste confronto ideológico e com a crise que vivemos o que eu de facto aprendi foi que a economia é mais ideológica do que científica e digladia-se ideologicamente quase todos selecionam os itens que são conforme a que defende um modelo que acreditam e esquecem os que se lhe opõem.
Tenho dias que me sinto de direita face a tanto exageros de esquerda e outros precisamente ao contrário.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.06.2014 às 20:00

Em Portugal vivemos ainda tempos de esquizofrenia pós-revolucionária, bem patente nos partidos políticos. Nenhum se reclama de direita. Nenhum se proclama liberal.
O Partido Comunista meteu a "ditadura do proletariado" e a revolução na gaveta: é um partido socialista radical.
O Partido Socialista nada tem de socialista: é social-democrata moderado, com fortes minorias sociais-cristãs e sociais-libderais.
O Partido Social Democrata tornou-se um partido liberal, de centro-direita, com uns resquícios de direita populista: nada tem de social-democrata.
O Centro Democrático Social é um partido conservador, vagamente aparentado com a democracia-cristão clássica, que nada tem do "centrismo" de que se reclama ainda no nome.
O Bloco de Esquerda será de esquerda, mas é tudo menos um bloco. Como ainda agora se viu, com dissenções pela esquerda (MAS) e pela direita (Livre). E funciona cada vez mais como uma réplica do PCP, faltando-lhe no entanto a representação social, sindical, autárquica e histórica que o PCP tem.
Imagem de perfil

De João Campos a 17.06.2014 às 13:50

Faltou a referência à revista "Atlântico" - por onde, aliás, passaram todos os nomes mencionados, e mais alguns. Mas no geral, sim, bom artigo. Dado o tema e o jornalista, estou surpreendido!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.06.2014 às 19:52

Faltou, de facto, uma referência à 'Atlântico'. Um dia alguém há-de contar a história deste blogue/revista e a influência que teve no debate de ideias em Portugal nestes últimos dez anos.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D