Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já li o livro e vi o filme (112)

por Pedro Correia, em 20.12.17

917352253_1_1000x700_peter-pan-ediao-especial-rui-

disneys-peter-pan-1953[1].jpg

  

    PETER PAN (1911)

Autor: J. M. Barrie

Realizadores: Wilfred Jackson, Clyde Geronimi e Hamilton Luske (1953)

A fabulosa produção dos estúdios Walt Disney universalizou a história do rapaz que nunca deixou de ser menino. Livro e filme equivalem-se: ambos continuam a fazer sonhar gerações de miúdos e graúdos embalados para a Terra do Nunca.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 20.12.2017 às 22:17

Com os filmes da Disney dobrados em Pt-Br, tantas crianças houve, que andes de articularem uma frase já sabiam dizer " a voar, a voar, a voar".
Eu sempre quis crescer. Com 10 anos queria ter 15. Com 16 queria ter 20.
A verdade é que felizmente o espírito não acompanha o corpo, e esse ainda voa por aí, porque pensamentos felizes, fazem-nos voar .
Li o livro, li-o ao meu irmão mais novo e às minhas filhas e a minha neta adora o filme.

"Então venha comigo, onde nascem os sonhos, e o tempo nunca é planejado. Basta pensar em coisas alegres, e seu coração vai voar nas asas, para sempre, na Never Never Land!"
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.12.2017 às 11:42

Vi o filme em miúdo - foi mesmo um dos primeiros que vi no cinema. Dobrado em português do Brasil. E fiquei deslumbrado.
Ao mesmo tempo o meu Pai ofereceu-me um disco de 45 rotações com as principais canções do filme, mas na versão original, em inglês.

Misturo as duas versões e volta e meia dou por mim a cantarolá-las, com frequência: "Pense em castelos no ar / em estrelinhas a voar..."; "We're following the leader / wherever he may go..."

É sempre bom sinal.

Feliz Natal, Maria Dulce.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 21.12.2017 às 12:07

Feliz Natal para si também, Pedro Correia.

May you always follow the "Second star to the right and straight on 'til morning. ”
Sem imagem de perfil

De sampy a 21.12.2017 às 11:29

Se é verdade que Disney universalizou a história, também é certo que acabou por deslavar a sua complexidade e algum negrume.

O ponto central da peça: "Do you believe in fairies? Say quick that you believe! If you believe, clap your hands!" mantém-se extremamente provocador e divisor.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.12.2017 às 11:35

Certo. Mas o filme incentiva muito a leitura da obra, que de outro modo passaria hoje bastante mais despercebida.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D