Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje!

por Helena Sacadura Cabral, em 26.05.14
Pronto, já estamos no dia seguinte. Eu, a preparar-me para a Feira do Livro, os políticos a prepararem-se, desde ontem, para a Feira das Vaidades e as suas danças, que não serão poucas…
O povo escolheu. Sabiamente, como já nos habituou. O país está a tornar-se cada vez mais ingovernável, nos velhos moldes políticos que conhecemos e a mostrar, desde as autárquicas, que ou os partidos mudam ou o seu poder vai progressivamente desaparecer. 
A abstenção, os votos brancos e os votos nulos só atestam o que digo. Pesadíssima derrota para o governo e BE - os extremos acabam por se tocar - e vitória amarga para o PS, que não vai saber o que fazer com ela, sobretudo, se insistir em manter Seguro que, assim, se tornará o "passaporte" ideal para a coligação  que nos governa.
Na Europa a direita e a esquerda mais radicais fortaleceram as suas posições, os eurocepticos afirmaram-se e na Alemanha a senhora Merkel não deve estar propriamente a esfregar as mãos.
Conclusão, a Europa ou muda ou a UE desintegra-se. A caminhada já começou. E Portugal ou muda ou torna-se ingovernável, seja com 80 ou 120 medidas, com manifestos assinados pela esquerda e direita ou com outros que "não querem mais isto".
Hoje a política não pode fazer-se nos mesmos moldes de há quatro décadas e os líderes estão demasiado velhos para escolherem o futuro daqueles que agora têm vinte e poucos anos. Não perceber isto é caminhar para os nacionalismos exacerbados e reverter a democracia!

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De SSalgueiro a 26.05.2014 às 14:30

Hoje! Hoje é que deveria ser o dia de reflexão para muita gente.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 26.05.2014 às 15:14

Felizmente que estamos no dia seguinte, as últimas semanas foram politicamente penosas.
Concordo absolutamente com o o que escreveu no último parágrafo. A politica em Portugal vai ter de se fazer noutros moldes, e os politicos têm de fazer politica, e procurar convergir no essencial para formar governos, em nome do interesse dos cidadãos.
Melhor ou pior, a Direita tem sabido unir-se quando foi necessário, e já o fez várias vezes desde a AD de 1979. A esquerda tem de aprender a fazer o mesmo, e o PS, que com o "fenómeno" Marinho Pinto dificilmente passará dos 35% em futuras eleições, tem de encontrar os seus "consensos" (palavra horrorosa) à esquerda.
Se a esquerda ganhar em 2015, o que não será dificil, tem de formar governo.
Existirem maiorias eleitorais de esquerda, e depois o país ser governado à direita pelo bloco central, é uma reversão da democracia. Os socialistas têm de se assumir de uma vez por todas.
Sem imagem de perfil

De Quero Ver a 26.05.2014 às 16:39

Quero ver os socialistas assumirem-se e formarem governo com os comunistas. Só para descobrir que demissões irrevogáveis iriam acontecer, não é por mais nada.
Sem imagem de perfil

De Essa Agora! a 26.05.2014 às 15:27

Passos (1964), Portas (1962), Seguro (1962), velhos? No BI não o serão propriamente nem por aí andavam, a não ser de calções, há 40 anos. Andarão talvez na política há demasiado tempo, e fazem-na como faziam os que tiveram por mestres.

Mas há outros que sempre fazem questão de mostrar a sua sabedura, e quanto a esses, claramente, não há pachorra nenhuma, estão muito para lá do prazo de validade: Soares, Alegre, Almeida Santos, Ferreira Leite, Santana Lopes, Freitas, e mais uns poucos (que, de resto, não estão eleitos para coisa nenhuma).
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 26.05.2014 às 16:45

Essa agora
Ser velho em política é isso mesmo - é andar lá há demasiado tempo.
Qualquer desses jovens de 52 anos anda na política desde a adolescência. No caso do Paulo há 40 anos, no caso do Tó Zé há perto de 30.
Passos tem 46 anos e faz política há mais de 30. Começou na UEC aos 14 anos.
Não lhe parecem velhos?!
Mais um par de anos e têm tempo legal para a reforma...
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 26.05.2014 às 22:40

Cara Helena, alguém me perguntou ou a qualquer português se queríamos fazer parte "desta" Europa?
Se eu não fui visto nem achado para decidir esta questão, porque me estão a impingir que eleja quem quer que seja?
Sem imagem de perfil

De rmg a 27.05.2014 às 00:00


Eu acho digno ou de rir ou de chorar (tanto faz) a questão que muitos meus concidadãos levantam de que ninguém lhes perguntou se queriam ou não fazer parte desta Europa .

Isto é : enquanto entrou dinheiro estiveram quase todos calados e agora que sai dinheiro estão quase todos indignados .

É o que se chama coerência nos princípios .
E completa falta de noção dos seus próprios anacronismos , claro está .

Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 27.05.2014 às 23:08

Se entrou dinheiro, poderá ter sido para o seu, para o meu bolso não foi. É por isso que "nesta" Europa e nesta espécie de país, o fosso entre ricos e pobres é cada vez maior.
Sem imagem de perfil

De rmg a 29.05.2014 às 23:35


Agradeço o simpático comentário que houve por bem fazer à minha atenção .
É sempre um prazer debater ideias com alguém assim .

Portanto considera V. Exa. que o dinheiro que entrou nestes anos todos foi inteirinho para os bolsos de alguns entre os quais muito provávelmente eu com grave prejuízo de todos os outros entre os quais de certeza Você .

Pois ficarei atento aos seus comentários .
Quando se dispara para onde se está virado acerta-se muitas vezes nos próprios pés ...

Uma boa noite para si


Sem imagem de perfil

De Miguel a 27.05.2014 às 00:21

A Feira do Livro? Ah, Helena, já somos dois; mal posso esperar por sair do trabalho na sexta-feira!
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 29.05.2014 às 20:36

Ah! Miguel eu não estou assim tão entusiasmada...mas ficarei satisfeita se correr uma brisa fresca!

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D