Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Frases de 2018 (1)

por Pedro Correia, em 11.01.18

«A violação é um crime, mas o flirt insistente ou inconveniente não é um delito, nem o galanteio é uma agressão machista. (...) A liberdade de importunar é indispensável à liberdade sexual.»

Catherine Deneuve, em carta aberta publicada no Le Monde de 10 de Janeiro e assinada por mais 99 mulheres, incluindo a actriz alemã Ingrid Caven e a escritora francesa Caterine Millet

Autoria e outros dados (tags, etc)


42 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 11.01.2018 às 13:47

Também não exageremos, cara Catherine. Só se sente importunada quem se deixa importunar.
Há algum tempo, mulher digna do género, extirpava os inoportunos e inoportunos em três tempos. Nem sempre era fácil lidar com o pós- operatório e a recuperação podia ser lenta, mas a força de vontade e a dignidade seguramente bastavam para superar tudo.
Mulheres de fibra não se incomodam com tão pouco. Respondem à letra e de preferência com poucas letras, mas bold, maiúsculas, tamanho 30 e em negrito, para se entender bem e não dar azo a quaisquer dúvidas.
Agora, basta um sopro de lamento para carimbar um homem com a letra escarlate.
Quantas vezes nem é preciso se-lo, basta parece-lo...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.01.2018 às 14:24

"Mulheres de fibra não se incomodam " Pois, lá dizia Maria Manuela Moura Gudes: dá-se-lhes um pontapé no lugar onde os homens são mais sensíveis...
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 11.01.2018 às 14:32

Está bem Dulce, mas nem todas "os têm no sitio" (estou a ser micro-macho?)....ou seja por questões de personalidade existem mulheres que podem não saber lidar com estas situações potencialmente tormentosas...daí a necessidade do Pontapé-mor da Lei.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 11.01.2018 às 15:25

Nada micro-macho: os humores são atributos da espécie que existem tanto nos machos como nas fêmeas, sendo que frequentemente nem uns nem outros os têm na quantidade e qualidade qb para saber superar inconveniências.
As mulheres são parideiras. Parir é sofrer (... agora nem por isso e ainda bem). É da força que nos vem a força. Para tudo. Até para atravessar um sindrome gripal sem mariquices nem lamúrias, pois é certo e sabido que o género masculino passa a neutro quando adoece...
Isso das legislações, das quotas e outras imposições da moda, são para as excepções e não para a regra .
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 11.01.2018 às 17:28

Está a brincar?

Imagine uma mulher tímida que todos os dias ouça, no trabalho :

Papava-te toda....Comia-te à grande!!

Acha isto tolerável como galanteio?

Essa linha argumentativa é semelhante àquela que vê na indisciplina das escolas uma falta de preparação dos professores e não uma desvalorização de autoridade do Poder de Estado, através do seu corpo docente ( o mesmo se passa com as forças de segurança )

Os professores não têm que ser ex-comandos, nem uma empregada fabril ter a tarimba de uma gaija de bairro.

A lei deve proteger quem não o saiba/pode fazer.

Sem imagem de perfil

De Anónima e tímida a 11.01.2018 às 19:39

"Papava-te toda....Comia-te à grande!!" É pá!! Nunca nenhum homem me disse nada disso nem parecido mas gostava que me dissessem.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 11.01.2018 às 22:15

Vá a um baile da ACAPO!
Sem imagem de perfil

De Anónima e tímida a 12.01.2018 às 00:03

ACAPO, onde é isso?
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 11.01.2018 às 21:40

Vlad, concordo consigo neste comentário, à exceção da parte em que qualifica como "galanteio" as frases que refere como exemplo. é (também) aí que reside a diferença.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 11.01.2018 às 22:20

Só neste?
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 11.01.2018 às 22:44

nos outros há mais exceções.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 11.01.2018 às 23:36

Olhe Vlad, não preciso imaginar sequer. Vejo. São situações diárias num pequeno universo onde cerca de 200 homens e mulheres exercem idênticas funções.
Há sempre alguém - um bully, um machão, um parvo - com uma posição mais confortável, ou antiguidade no serviço ( sim , até porque para estes tipo de gente a antiguidade é um posto).
Nunca haverá legislação cure a timidez ou o machismo ginofóbico.
A realidade não passa por legislar abismos entre géneros. Passa por mudar mentalidades . Por EDUCAR . Em casa. Na escola. Desde o berço.

E acho bem que a mulher tímida se prepare para agir se ouvir continuada e repetitivamente" Papava-te toda....Comia-te à grande!!" E se isso realmente a incomodar. Se estiver à espera de uma legislação que accione mecanismos que fechem a bocam ao tipo, bem pode esperar sentada.

Eu sempre me regi por um princípio : as pessoas só têm a importância que nós lhes atribuímos. Ignorar sistemáticamente alguém que não vale um chavo e se acha a última coca-cola no deserto, é atingi-lo onde lhe dói mais, em cheio no orgulho.

Funciona melhor do que um número de diploma barra mês, barra ano, impresso no Diário da República.


Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 11.01.2018 às 17:25

Errata: O primeiro dos "inoportunos" era suposto ser "importunos"
( ainda sou do tempo :) )

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D