Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Frases de 2017 (25)

por Pedro Correia, em 12.07.17

«Sente-se que o País está melhor.»

Mariana Mortágua, ontem à noite, na RTP 3

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


21 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 12.07.2017 às 11:03

A Mariana tem, objetivamente, razão - o desemprego diminuiu e a economia cresceu.
A questão é apenas se o país está melhor devido à atuação do governo ou devido a outras razões.
Sem imagem de perfil

De Javardoura a 12.07.2017 às 11:41

Objectivamente, quais os índices que deveremos tomar em conta quando avaliamos o Estado de um país?
Se forem apenas os económicos então a China será o paradigma. Mas quem quer o molde chinês?
Um problema de todos os marxistas é avaliarem a existência apenas numa base material e económica. Assim qual seria a definição dada por um marxista sobre alegria e amizade? O amor? O bem viver?
Que tipo de emprego foi criado? Parcial? Consegue-se autonomia económica com esse tipo emprego criado? Não foram o BE e o PS, no tempo da PAF, que bastas vezes falavam na qualidade do emprego criado e não no seu aumento?

"desemprego diminuiu"
Significante, mas insignificado

Sem imagem de perfil

De V. a 12.07.2017 às 13:22

O Desemprego não diminuiu — o que diminuiu foi o número de inscritos nos CE porque os 3 anos de apoios e os prolongamentos desde os picos de desemprego em 2012 e 2013 já acabaram ou estão a terminar. Querem aldrabar estatísticas, peçam ao PS.
Sem imagem de perfil

De M a 14.07.2017 às 10:07

Muitos desses desempregados de longa duração são obrigados a frequentar cursos de formação sem utilidade e deixam de entrar para as estatísticas (conheço vários com formação superior que são obrigados a ter 'aulas' dadas por formadores mal formados em todos os sentidos); recorrem a pequenos trabalhos/tarefas com rendimentos não declarados muitas vezes contra a sua vontade; emigram (o total de emigrantes da última década já deve chegar aos 2 milhões se considerarmos todas as faixas etárias).
Sem imagem de perfil

De ML a 13.07.2017 às 02:59

Não tem razão, não e ela sabe muito bem, mas o seu interesse é continuar protagonista das opções que tomou, fazendo disso o seu cavalo de batalha. Cá por casa não se "sente" o que está melhor...
Sem imagem de perfil

De am a 12.07.2017 às 11:09

Para ela e sus muchachas ... não tenho dúvidas!
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.07.2017 às 11:22

Sobretudo para os que cá já não andam.

Parafraseando um grande intelectual luso - báquico:

O melhor sitio para se estar, em Portugal, é no Estrangeiro!
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 12.07.2017 às 11:28

Depois do soco no estômago, só a Mortágua nos pode aliviar as dores.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 12.07.2017 às 12:09

Ah, santinha, valha-lhe S. Vladimir e Saint Donald e a Virgem (?) dos AFs
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.07.2017 às 14:08

Isto está mesmo mau. Se eu não tivesse lido estes comentadores nem dava conta da ruindade da nossa situação. Obrigado pelo aviso.
Sem imagem de perfil

De Alain Bick a 12.07.2017 às 14:59

sente-se!
que o país está ...

começou o 'desbaste' do estado
Sem imagem de perfil

De Politicamente Incorrecta a 12.07.2017 às 15:34

É impressionante, a economia já não se baseia em números, passou a pertencer aos sentidos, ela sente... se calhar, mudou só de desodorizante...

Dívida em relação ao PIB 138,06% portanto, nesta novo sistema económico, eu sinto... que vem aí "chuva".

Sem imagem de perfil

De João Tropa a 12.07.2017 às 16:47

Não ligue. As mulheres são assim, mudam de opinião conforme o desodorizante que usam. A Mariana tem muito paleio mas não faz excepção.
João Tropa
Sem imagem de perfil

De Politicamente Incorrecta a 12.07.2017 às 19:16

AS mulheres . e ,

Sou mulher e lhe garanto que não sou assim mas, sejam mulheres ou homens... vamos ver quantos vão sobreviver à insanidade...
Há muito que foi programada ou pensa que tudo acontece por acaso?

https://www.youtube.com/watch?v=VllwRgSECcw
Alan Watt - A Globalist Agenda For a Dumbed Down Domesticated Society - A Prison Planet special
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.07.2017 às 17:03

Minha cara, os números não existem senão quando interpretados por alguém e toda a interpretação comporta subjectividade -veja a dívida americana ou a japonesa ( alguém pensa na falência deste países? - valoração subjectiva e simbólica ).
Já ouviu falar em Confiança?
Sem imagem de perfil

De Politicamente Incorrecta a 12.07.2017 às 20:47

Ui... Confiança?
Nunca na História Houve uma Dívida Global comparável.

Por acaso até sei a Quem vai servir e para quê.
Sabe quem vai sofrer?
Precisamente os que não são culpados de nada.
Diz que não tem importância, das duas uma, é ingenuidade ou anda a "saber-lhe bem" mas, de cidadãos vamos passar a escravos, isso é indesmentível.
Parlamentos agrilhoados a Dívidas que, por isso, acabam controlados por "entidades" externas e os obrigam a legislar como Eles querem. Legislar não é só puxar o "cobertor" para a esquerda ou para a direita.
EuroDeputados que não Podem Propor nem Vetar Leis, votamos só para escolher quem fica com os "tachos", não o nosso Presente e muito menos o nosso Futuro.
Países Dependentes de um Gangue que imprime dinheiro "do AR" porque FED e BCE são PRIVADOS e sabe de quem? Curiosamente, até os Bancos Centrais Nacionais passaram a ser controlados, precisamente, por um BCE que é PRIVADO.

Estamos a caminho de uma Ditadura Global bem pior que a "caseira" que já tivemos.
A si deixo outro link e perceberá em quem confio, unicamente em mim e nos meus iguais.
Quanto às Dívidas crescerem eternamente, serve para destruir as economias Reais, entregando tudo a Corporações (dos mesmos Donos) onde, a especulação e a corrupção acabam por destruir o resto e, depois da Razia, a elite vai conseguir o que sempre quis, Poder Absoluto e, desta vez, como 8 já têm o dinheiro de 3,6 Biliões de pessoas, países controlados através do Dinheiro, agora só lhes falta controlar as populações. Legislar o que nos querem injectar, patentear sementes e tudo o que nos vai tirando poder sobre o nosso próprio Corpo e uma Religião a nível Global, nada melhor para controlar o espírito e, um fiat money, desta vez electrónico, tipo Big Brother, não vá estarmos a comprar muito "sal ou muito açúcar", Tudinho para "nosso Bem". Nem no tempo da nossa Ditadura "caseira" eram tão minuciosos a Controlar só que desta vez, não se vai poder fazer outra Revolução, os Ditadores não moram cá e só puxam os cordelinhos nos bastidores.

Revolução só se o Mundo acordasse, de vez e, visse como há décadas andam a ser Manipulados, sempre a troco de migalhas e, futuramente, sem empregos, um rendimento básico universal vai parecer atractivo até ao dia em que, mais uma vez, vão todos pensar que está tudo bem, até aparecer o imposto escondido que Draghi apregoa querer... inflação.
Há 20 anos, já muitos avisavam e eram maluquinhos, agora só não vê quem for cego, ingénuo ou... deixou de ter Consciência Moral e Livre Arbítrio para servir "outros interesses" e a sua Agenda Pessoal.

https://www.youtube.com/watch?v=0k4pXwmis7A
The Myth of Authority (Video Contest Winner)
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.07.2017 às 23:35

Minha cara, já pensou que o único significado que as pessoas têm para as suas vidas pode ser o trabalho e o consumo? E que elas sejam felizes, assim?Quer obrigá-las a acordar, com uns safanões, ou mais vigorosamente? Recomendo como leitura Homem Revoltado de Camus, e um retiro budista no Alentejo. Longe da civilização. Ninguém a impede, nem o Draghi. É livre de fazer com a sus vida o que quiser. Não olhe para tanto vídeo e teoria e aja.
Sem imagem de perfil

De Politicamente Incorrecta a 13.07.2017 às 06:03

Tanto egoísmo e, tão centrado no presente... não deve ter filhos, portanto netos muito menos. A vida não se resume à nossa mera "passagem", deixando para os outros um Mundo pior do que aquele que encontrámos.

Passe Bem "meu caro".
Sem imagem de perfil

De Jorg a 12.07.2017 às 17:59

A propósito deste "tasse (sic!) bem" não resisto a mais um parafrasear de A. Gonçalves no Observador:

"Um agrupamento musical chamado D.A.M.A. publicou no Twitter um verso de uma canção sua: “Se sim tasse bem, se não tasse bem também.” Uma fã corrigiu (digamos): “Tá-se”. O agrupamento levou a mal: “Olá Sofia. Em que língua? Em Português, o Pretérito Imperfeito no Subjuntivo do verbo é Estasse, abreviado ‘Tasse. #thinkbeforeyouspeak”. O erro original já tem graça, mas muito mais engraçada é a presunção com que o erro é legitimado. Há todo um carisma especial quando a ignorância assim primordial e imaculada se faz acompanhar pela confiança do ignorante"
Mudando de assunto, o dr. António Costa e sus geringonços 'tão a falar no Parlamento....
Sem imagem de perfil

De anonima a 12.07.2017 às 18:12

"sente-se que o país esta melhor", frase bastante cientifica
(em tom de gozo)

Comentar post


Pág. 1/2





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D