Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Frases de 2017 (1)

por Pedro Correia, em 10.01.17

«Mariana Mortágua há-de ser ministra das Finanças»

Francisco Louçã, em entrevista ao Expresso (7 de Janeiro)

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 10.01.2017 às 11:18

É uma previsão ousada mas não totalmente descabida.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.01.2017 às 12:36

Never say never.
Sem imagem de perfil

De Desconhecido Alfacinha a 10.01.2017 às 11:58

E começa-se bem...

Forte abraço
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.01.2017 às 12:35

Ladies first...

Abraço!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2017 às 12:23

Sim se, como o Pina Moura, se passar mais para a direita, rapidamente, após o óbvio, previsto desaparecimento do BE.
Terá que ser muito obedientezinha, pois no PS há muita concorrência do mesmo gabarito. No PSD será um verbo de encher.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.01.2017 às 12:36

Esquerda... direita... parece conversa de parada militar.
Sem imagem de perfil

De isa a 10.01.2017 às 15:25

Com essa de "parada militar", veio-me ao pensamento aquele início de um célebre discurso:

"Meus senhores, como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos."
Fernando José Salgueiro Maia

Não sei porquê mas, novamente, palavras que, para mim, começam a fazer sentido.
O Homem que ajudou a conquistar a Liberdade e, ao contrário de todos os outros que vieram para a "corrida aos tachos", foi o único que recusou, todos, os que, ao longo dos anos lhe ofereceram: Ser membro do Conselho da Revolução, adido militar numa embaixada à sua escolha, governador civil do Distrito de Santarém e pertencer à casa Militar da Presidência da República.

Sem procurar prémios, benesses, compensações, retribuições ou mordomias, simplesmente, fez algo para bem de todos, sem procurar qualquer proveito pessoal, apenas provando fazer parte do Todos e, este é o verdadeiro espírito de Abril que devia ter continuado. Dizem que a História se repete e, novamente, vamos ter de enfrentar "o estado a que chegámos", sem soberania a troco de dinheiro (que não se sabe bem para onde foi a maior parte) obedecendo a entidades externas, completamente endividados e, pior, hoje só por gostar do nosso país está quase a virar crime, intitulado de populismo que tem de ser combatido com "acções firmes", "contra hegemonia do populismo" mas, qual "hegemonia do populismo"?

O que é Hegemonia? Significa preponderância de alguma coisa sobre outra. É a supremacia de um povo sobre outros povos, ou seja, a superioridade que um país tem sobre os demais, tornando-se assim um Estado soberano.

Como as palavras são traiçoeiras e, muitas vezes, usadas para nos manipular, o problema de usar a palavra populismo é querer, apenas, desviar as atenções de que, há povos que, apenas, querem continuar a ter o Poder de decidir, democraticamente, o Presente e Futuro do seu próprio País e é precisamente, essa Entidade Externa (e, tem muitos a servi-la) que pretende ter supremacia sobre Todos os Países, usando mais umas palavras enganadores de uma tal "Democracia Representativa" mas, representativa de Quem e de Quê, se o nosso voto não contar para nada?

“acção firme em favor dos valores, das instituições e da cultura democrática” Realmente, dizer que, isto, de se ser dependente do exterior e, os Parlamentos obedecerem a Normas, Regras e Leis Externas, eleger eurodeputados que não podem propor ou vetar leis portanto, se nosso voto já não contar para nada porque algures, alguém escolhe tudo por nós e ordena, tendo o poder de fazer cumprir essas ordens, chamar a isto "cultura democrática", só mesmo saído da mesma boca que, em vez de Seres humanos, só vê "gado".

Palavras... foi sempre através delas que muitos povos, palavra a palavra, foram enganados, ludibriados, para entrar em caminhos que só lhes trouxeram desgraça...
Os ingleses acordaram, os italianos, parecem ter acordado e os americanos estão tentando salvar a sua Constituição e as suas liberdades individuais...
Francamente, só vejo o confronto entre os pequeninos, os cidadãos anónimos e os mais poderosos do Planeta, a quem, os seus Triliões já não chegam, querem Poder Total e Absoluto sobre quem, também, só consideram "gado".

Portanto, há apenas dois lados e, infelizmente, há quem goste de servir o lado errado, o dos psicopatas que já compraram todas as tralhas possíveis e inimagináveis ao comum dos mortais e, só falta mesmo, comprar ou controlar, todos os Seres Humanos deste Planeta, cujo único poder é estarem em maioria e, no fundo, só querem viver a sua vida em paz, condignamente e, ter algum voto na matéria, sobre as políticas que controlam as suas vidas e, quando a sua opinião e os seus desejos já não contarem para nada, a única palavra que me vem à mente é escravatura.

Haja esperança porque, por todo o Mundo, ainda há quem faça o que pensa que deve fazer, em troca de nada, só e apenas, para o bem de Todos.

Já viu como, apenas, duas palavrinhas suas, desencadearam uma enxurrada de palavras? Todas elas, atrás umas das outras, como numa parada militar
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2017 às 12:44

(Acabo de ouvir de raspão o Camilo Lourenço na TV...)
Se tal contribuir para colocar as finanças ao serviço das pessoas, em vez das pessoas ao serviço das finanças, que seja.
Ela ou outra/o qualquer.
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.01.2017 às 17:19

CL também vaticina que MM será ministra das Finanças?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2017 às 18:19

Foi pelo contraste, Pedro!
João de Brito
Sem imagem de perfil

De anonima a 10.01.2017 às 17:58

cruzes credo
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.01.2017 às 22:47

Também acho. Mulher nas finanças não.
Sem imagem de perfil

De xico a 10.01.2017 às 19:58

E era muito bem feito. Só assim se aprende que para as omeletes fazem sempre falta os ovos (ou as galinhas que os ponham).
Sem imagem de perfil

De am a 10.01.2017 às 20:23

E por certo, seguirá as pisadas do papá:-

Uma limpeza no Banco de Portugal .... Devolver ao Povo o que é do Povo!

Zé do Telhado ( dixet)

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D