Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dúvida ingénua

por José António Abreu, em 16.09.16

E os partidos políticos? Vão ser obrigados a pagar o novo imposto ou, como sucede no IMI, ficarão isentos? Em especial o PCP, o mais rico de todos, com os seus 15 milhões de euros em património imobiliário?

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De As Bombinhas da Catrina a 16.09.2016 às 08:48

Cantona vai pregar para outra freguesia.
Não gosta da super-ministra Catarina nem do Costa.
Enganaram-no
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.09.2016 às 09:00

Vai continuar isento, claro. Só pelo latifúndio da Quinta da Atalaia - que permanece sem utilidade visível 362 dias por ano - devia ser muito onerado em nome da "justiça redistributiva".
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.09.2016 às 09:09

Só pelo latifúndio da Quinta da Atalaia - que permanece sem utilidade visível 362 dias por ano - devia ser muito onerado em nome da "justiça redistributiva".

As propriedades rústicas (não edificadas), como a Quinta da Atalaia, pagam em geral um IMI baixíssimo, insignificante. Isso é assim em todo o país. Não é pela Quinta da Atalaia que o PCP alguma vez iria pagar muito imposto.

Já quanto à falta de utilidade visível, isso é verdade e é criticável, mas o mesmo se aplica a muitas propriedades rústicas pelo país fora, que se encontram ao abandono. Muitas delas, devido a o solo ser tão fraco que não se justifica o seu cultivo.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 16.09.2016 às 14:58

Então se o Luís Lavoura não for útil isso também é criticável.

Tudo em prol da nação.
Como um fascista ou comunista diria.

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.09.2016 às 09:19

A Quinta da Atalaia é irrelevante, trata-se de uma propriedade rústica. O PCP tem, isso sim, bastantes andares, prédios inteiros até, e isso é que constitui um património significativo.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.09.2016 às 09:05

Está escarrapachado nos jornais que ainda está a ser debatido (entre os partidos que sustentam o governo) se os partidos irão ou não ser forçados a pagar o novo imposto. Este post é portanto inútil.
Sem imagem de perfil

De sampy a 16.09.2016 às 14:11

Lavoura, como tu consegues escrever três comentários sem deixar clara a tua posição sobre o assunto, são as tuas intervenções que se revelam completamente inúteis.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.09.2016 às 14:27

sampy, a minha posição sobre o assunto está exposta no meu blogue. Vá lá ler.
Nos blogues dos outros eu só comento o que os outros escrevem, não explico necessariamente as minhas posições.
Sem imagem de perfil

De sampy a 16.09.2016 às 16:13

Lavoura, a maneira como comentas nos blogues dos outros não gera necessariamente vontade de visitar o teu blogue.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.09.2016 às 12:21

Ainda nada está claro, estando tudo em estudo. Assim sendo porquê este comentário?
Sem imagem de perfil

De fatima MP a 16.09.2016 às 13:19


"Ainda nada está claro, estando tudo em estudo. Assim sendo porquê este comentário?"

Elementar, meu caro Anónimo. Porque o estudo começa (e termina) sempre pelos mesmos, aqueles que já pagam. Porque não, então, numa política fiscal auto- proclamada de justa, começar, por uma vez, por aqueles que não pagam? Alguma razão que a razão desconheça ????

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D