Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dramas humanos

por Rui Rocha, em 22.06.14

Sónia Araújo está a viver uma fase conturbada na carreira. A apresentadora da RTP está prestes a ver o ordenado ser reduzido de 11 800 euros para metade. À família e aos amigos mais próximos, a cara do programa ‘Aqui Portugal', das tardes de sábado, já demonstrou preocupação com a redução do vencimento, principalmente por causa do futuro dos três filhos, todos menores: Carolina, de 11 anos, e os gémeos Francisco e Tomás, de apenas cinco.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


8 comentários

Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 22.06.2014 às 12:50

Apela-se à compreensão dos contribuintes. Estes cortes são uma imoralidade!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 22.06.2014 às 19:01

Exige-se uma petição.
Sem imagem de perfil

De am a 22.06.2014 às 15:11

E que dizer da Catarina Furtado, que já lhe furtaram 20% dos 25 mil?

Uma roubalheira!

Quanto não pagará a RTP à D: Márcia ( Correspondente nos EU) para retransmitir as noticias da CNN?

Imagem de perfil

De Rui Rocha a 22.06.2014 às 19:02

Assim não se pode viver.
Sem imagem de perfil

De jo a 22.06.2014 às 15:54

A ideia de que é incorreto que quem tenha bom ordenado se queixe de cortes é curiosa.
Primeiro, se o ordenado não é roubado é legítimo quem o ganha defendê-lo. A democracia é dar a todos o direito a protestar. Mesmo quando achamos que não tem razão. E se achamos que não tem razão dizemos porquê e não dizemos que o que está mal é o ato de protestar.
O corolário lógico destas notícias costumam ser afirmações do género "não nos devemos queixar da nossa diminuição de vencimento porque há desempregados e indigentes". E esta afirmação é repetida as vezes suficientes até só haver desempregados e indigentes - aí podemos queixar-nos, embora seja tarde.
Existem muitas variantes desta atitude. Uma muito popular é dizer que os trabalhadores empregados deviam baixar voluntariamente os seus vencimentos ou despedirem-se para darem lugar a desempregados. É a luta de classes com os trabalhadores a lutarem dos dois lados - e a perderem.
Já se sabe que o capitalismo é preguiçoso, pelos vistos quer que sejamos estúpidos.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 22.06.2014 às 19:04

Já que estamos em tom sério, sublinho que o que é verdadeiramente demolidor na notícia é o receio pelo futuro dos filhos.
Imagem de perfil

De cristof a 22.06.2014 às 21:47

presumo que a S.A. não ia dizer queteme pelo futuro dos filhos -tenho-a em melhor conta que isso;mas que é ofensivo para a talvez 90% das mães portugueses issonão tenho dúvida e qo "jornalista" que escreveu isso,mercia ter ido na leva do DN:
Sem imagem de perfil

De João Lisboa a 22.06.2014 às 22:22

Parece é que ninguém reparou que se trata da televisão pública... paga com o guito dos contribuintes.

Canal público único, sem publicidade, em modelo PBS, já! http://www.pbs.org/

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D