Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Despertar o monstro

por Pedro Correia, em 09.10.17

03-francisco-de-goya-y-lucientes-the-sleep-of-reas

 O Sono da Razão Gera Monstros (Goya, 1799)

 

Os imbecis separatistas catalães encabeçados por Carles Puigdemont e Carme Forcadell, espumando um histérico ódio visceral a Espanha com o aplauso cúmplice de alguns intelectuais portugueses, ameaçam despertar um monstro adormecido - o nacionalismo espanhol.

Chamo-lhes imbecis por sonharem ver Barcelona como capital de um segundo Kosovo, imaginando no seu delírio que o poder político em Madrid se prestará a imitar a Sérvia ajoelhada em 2008. E por parecerem incapazes de perceber as lições da História: a anterior insurreição catalã, em Outubro de 1934, funcionou como antecipado dobre a finados da II República Espanhola e prelúdio da guerra civil iniciada apenas 21 meses depois.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 09.10.2017 às 10:42

Hoje há comentadores e intelectuais... E pronto, estão aí os resultados. O intelectual, aquele que adora "palrar" mas nada faz, o comentador aquele que nada quer fazer, ou quando esteve numa posição de... nada fez. É a isto que estamos entregues.

Os pseudo-intelectuais deste país andam muito preocupados com a Catalunha e com Trump, mas não os vejo preocupados com o que se vai passando por cá, excepto quando se toca nas mordomias...


Enquanto as torneiras vão estando abertas o silêncio sobre o que se passa por cá vai-se mantendo, quero ver é quando a profecia do alemão se cumprir :-)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2017 às 14:38

O intelectual da treta preocupa-se com a capelinha. E com as capelinhas dos outros intelectuais. A ver o que está a dar. E pronuncia-se só depois de perceber de que lado sopra o vento.
Esse é o intelectual a que me refiro. O da treta. Infelizmente o verdadeiro intelectual - o sábio, o estudioso, antítese do tudólogo - é ultra-minoritário. Receio mesmo que seja uma espécie em vias de extinção.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2017 às 10:53

Não gosto do tom deste texto.
Alinha pela desgraçada comunicação de Felipe VI.
Apela ao medo.
Esquece que o mundo é feito de mudança.
Deixem as brincadeiras de guerra para a Coreia do Norte e EUA.
O que falta à Catalunha para que possa ser independente?!
Aparentemente, para muitos, os argumentos reduzem-se a um:
- Madrid... numa mão a Constituição, noutra a espada!
Muita gente ainda se não deu conta que, gradualmente, as constituições políticas irão ceder o lugar a declarações de direitos humanos.
Oxalá!
João de brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2017 às 14:45

Aludir ao nacionalismo espanhol como "monstro adormecido" é apelar ao medo?
Aconselho-o então a nunca ver os desenhos e os quadros de Goya no Prado. Fugirá a sete pés face a tal "apelo ao medo".

P.S. - Quer mandar a Constituição portuguesa de 1976 para o lixo? Consegue ser dois anos mais velha que a Constituição espanhola. Força, meu caro. Com direitos, liberdades e garantias - tudo borda fora. Velharia inútil.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 09.10.2017 às 21:44

As pinturas negras resultaram da perseguição atroz a Goya pela coroa absolutista espanhola.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 09.10.2017 às 21:46

Mas qual Constituição de 1976!!?? Diga quantas revisões ela já teve, por favor
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2017 às 22:02

A Constituição de 1976 é a que vigora. Já foi alterada algumas vezes - sobretudo em 1982, 1989 e 1997.
Antes vigorava a de 1933. Que também foi alterada diversas vezes.

Mas o que interessa aqui é a Constituição espanhola, não a portuguesa.
Sem imagem de perfil

De Alain Bick a 09.10.2017 às 11:34

desta vez não há luta Washington-Moscovo
se declararem a independência é para vitimizarem-se
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2017 às 14:41

Os separatistas catalães são tigres de papel.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.10.2017 às 12:37

Pois, tem toda a razão o Pedro em chamar a atenção neste seu post para o monstro que é o nacionalismo espanhol. Monstro que já mostrou as suas garras, no passado 1 de outubro, e que tem falado muito através de muitos jornais espanhóis (e certamente que também através das redes sociais).
É pena no entanto que em muitos posts anteriores o Pedro só tenha castigado o nacionalismo catalão, não tendo desde logo falado também (criticamente) deste monstro do nacionalismo espanhol. É que, o nacionalismo espanhol é muitíssimo mais perigoso (até porque está bem armado, e porque é mais numeroso) do que o nacionalismo catalão.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 09.10.2017 às 19:41

http://observador.pt/opiniao/uma-batata-muito-quente/

Gostei de ler
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2017 às 21:13

Obrigado pela dica, Dulce.
Ao contrário do que a autora desse artigo imagina, ao questionar "quem é que segue a política interna da Catalunha?", há quem o faça. E daí poder agora pronunciar-se com critério e fundamento sobre o que está lá a acontecer.
Sem imagem de perfil

De passante a 09.10.2017 às 21:17

Estava quase, quase ... era mais para o lado de "o sonho da razão produz monstros".

Do século XVIII para cá teve-se ampla demonstração. Para quem gostar de contabilidade macabra, é só contar os milhões de mortos às mãos de racionalistas com razões impecavelmente racionais para os massacres.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2017 às 22:02

É muito mais o sono do que o sonho.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2017 às 01:19

Também me parece excessivo o tom, talvez excitado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.10.2017 às 09:56

Sente excitação ao ler o DELITO de madrugada?

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D