Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Deixa lá isso

por Patrícia Reis, em 06.06.14

Os filhos podem ser mais intrusos ou mais íntimos. Depende de cada um, da personalidades da fase em que estão (na adolescência é para esquecer). Hoje, o meu filho mais novo disse-me que a vida seria diferente se as pessoas fossem diferentes. Menos auto-centradas, foi o que ele disse e respondi Deixa lá isso. Depois compreendi que o meu adolescente é um quase-homem, o mundo roda, a vida atrapalha, o tempo corre. E tudo passa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De t. a 06.06.2014 às 18:09

Uma óptima oportunidade para lhe explicar que "tudo muda menos a natureza humana" e que, mais do que querermos modificar os outros, podemos desde já perguntarmo-nos como podemos ser mais úteis aos outros.
Sem imagem de perfil

De Caros a 06.06.2014 às 20:52

Quando a adolescência passa quase sem incidentes de maior e quando já adultos, deixam de ser homens e passam a ser piores que crianças, em actos e atitudes, passa a ser extremamente grave. Aliás, há actos e atitudes que nenhuma criança faria, mas que jovens adultos ousam fazer, sem meditarem nas consequências futuras. Há filhos que se esquecem que têm pais que um dia tudo lhes proporcionaram, para terem um futuro risonho. Há filhos que foram doces, afáveis desinteressados de bens materiais, mas que um dia, se aproximaram de quem não deviam e tudo o que tinham de bom cai por terra e tornam-se, naquilo que nenhum pai sonha que um dia possa acontecer.... Esses filhos, passam a odiar país e família e que a mando de outros exigem tudo e se não são satisfeitos os seus desejos, são capazes de agredir, blasfemar, trair e até matar. Isto é real não é ficção. Algum dia, se possível for, terão estes filhos novamente a confiança dos pais e família e direito a perdão? Aqui já não sei, só o destino saberá dar uma resposta.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 06.06.2014 às 21:13

E eu creio que ele tem razão, minha amiga. Resta esperar que ele seja diferente e cá a mim parece-me que é!

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D