Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Convidada: JOANA RITA

por Pedro Correia, em 05.01.18

 

Elogios avulso

 

o  pedro correia desafiou-me para escrever um artigo, aqui para o delito de opinião. “quanta honra”, pensei. mais ainda quando me é dada a liberdade para escrever sobre aquilo que eu quiser.

pensei em vários temas: a pós-verdade, o tempo médio de vida das indignações nas redes sociais, a lei do financiamento dos partidos – foram alguns dos temas que me fizeram abrir um documento no word e começar a escrever. desisti dessas ideias, pois julgo que sobre cada uma delas outros irão escrever e com mais propriedade.

 

resolvi partilhar convosco algumas ideias avulso, em tom de elogio. confesso que estou farta de reclamações: hoje é o bolo-rei em cima do caixote, amanhã são as cartolas na festa do final do ano.

 

ficam aqui algumas coisas que valem a pena ou, como se diz na minha aldeia, são coisas que “sim, senhor”.

 

 

país irmão: se nunca viram, não sabem o que estão a perder

 

conheci esta série por acaso, julgo que através de um tweet do nuno lopes.

*suspiros*

os diálogos são ricos, o argumento é genial e os planos das cenas são muito bem pensados.

acompanho no rtp play; ainda que passe no canal 1, à segunda à noite, é mais fácil de gerir online.

 

FB: https://www.facebook.com/paisirmaortp/?fref=ts
RTP PLAY: https://www.rtp.pt/play/p3846/pais-irmao

pais irmão - foto da pagina de facebook .jpg

 

 

fugiram de casa dos seus pais: um programa de tv que podia ser um podcast

 

o miguel esteves cardoso (mec) inspirou-me muito, quando era mais nova. achava-o irreverente, devorava os seus livros. há uns anos a sua escrita deixou de ter sentido para mim e continuei a viver agarrada aos livros de outros tempos. quando soube que ia haver um programa de televisão, de conversa, entre o bruno nogueira e o mec: awwwwww. expectativas ao alto. no dia da estreia sentei-me no sofá, em frente à televisão. e depois percebi que o programa era muito bom, sim. para ouvir em podcast. enquanto arranjo o almoço ou lavo a loiça > rtp play > e ouvir.

 

RTP PLAY: http://www.rtp.pt/play/p4131/fugiram-de-casa-de-seus-pais

fugiram de casa dos seus pais -  página fb do br

 

 

também os brancos sabem dançar: um romance que dança com a palavras

 

sou apaixonada pelos buraka som sistema e pela voz do kalaf. Em tempos li uma entrevista dele, à revista LER, e fiquei fascinada com o seu discurso. numa das últimas feiras do livro, em Lisboa, ganhei coragem e comprei um livro seu, que era um compêndio de crónicas. o kalaf estava lá e eu pedi-lhe um autógrafo. sim, senti aquela coisa de ai ai ai está ali a minha crush.

também os brancos sabem dançar é um romance embrulhado em amarelo, que cheira a kizomba e a funaná. a leitura é um conjunto de passadas que misturam movimentos mais antigos e as coreografias mais contemporâneas que invadiram as pistas de dança, recentemente. é para ler. e dançar, pois.

 

(o livro publicado na Caminho, em 2017)

kalaf epalanga.png

 @ joana rita 

 

 

slow j: ainda sobre palavras e brancos que sabem rimar

 

conheci o slow j no festival super bock super rock, há dois anos.

num palco pequeno, com o fred ferreira, surgia um rapaz tímido com uma voz quente e a atitude de quem só quer fazer o que gosta, da melhor forma possível.

2017 trouxe-nos the art of slowing down e esta música, CASA. “esse é o meu fado, esse é o meu semba” – e foi assim que slow j me conquistou. definitivamente.

 

slow j - fotografia de marco almeida para musicfes

© marco almeida, para musicfest.pt

 

 

* escrevo em desacordo com o AO90 

 

 

Joana Rita

(blogue ALL ABOUT LITTLE LADY BUG)

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.01.2018 às 21:49

Obrigado pela visita, Joana. E pelas dicas. Bom ano.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D