Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Admirável mundo novo (IX)

por Rui Rocha, em 13.10.15

Um governo-sombra é para meninos. Estamos perante a possibilidade de um governo-treva.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De isa a 13.10.2015 às 20:36

Quando alguém arranja um estratagema para poder dar um chuto num colega de Partido.
Quando se habituou, na Câmara, a criar novas taxas, onde até uma taxa anual se pode transformar em prestações na conta da água mas, simplesmente, para poder criar uma nova taxa, do mesmo montante, apenas, com outro nome e, fico a pensar... uma taxa a dobrar... quanto dinheiro não renderá, implantada a nível Nacional...
Alguém que consegue deixar, no lugar que abandonou, um não eleito, um delfim à sua escolha.
Quando é o maior perdedor nas eleições e pensa que basta fazer pactos, de preferência, onde ele possa ser Primeiro Ministro e, de preferência que, os outros "empactoados" (esta invento eu), fiquem sentadinhos às suas ordens... no mínimo, devia acender uma luzinha vermelha de alarme... Só lhe falta, mesmo, governar, para conseguir extinguir o PS mas, talvez uma parte do PS, aproveite para investir "bem", estes últimos quatro anos de subsídios europeus. Não me esqueci que ele até vai tentar, arriscar Tudo num só ano, para incentivar a economia... ora, como as economias de todo o Mundo estão a cair... China, Brasil, India, Rússia... até a Alemanha... no mínimo, só fazendo um pacto com Shiva ou outra entidade sobrenatural... ou... abrir caminho para mais uma Troika...
Quando uma Câmara cria um Fundo (com o nosso dinheiro) de dois milhões de euros, para alugar casas no mercado livre... para refugiados... que "sorte" será... para "alguns" senhorios...
Das Três... uma... anda tudo a fumar alguma coisa ilegal, concorda por aspirações à "gamela" ou, realmente, só há "anjinhos" em Portugal.
Mas... no fundo, acredito mais na sabedoria de Albert Einstein:
"Two things are infinite: the universe and human stupidity; and I'm not sure about the universe"
Sem imagem de perfil

De Costa a 13.10.2015 às 21:43

Ou como é sabido: "never underestimate the power of stupid people in large groups". E o povo, só por ser povo, não é necessariamente inteligente. Erra e depois de perder quase tudo coloca-se (ainda mais) à mercê de ambições e desesperos pessoalíssimos.

Os últimos dias e muito possivelmente os próximos tempos encarregar-se-ão de o demonstrar plenamente. E, chegados onde chegámos, sem se poder sequer invocar a desculpabilização da ignorância.

Mas estamos em Portugal: está muito bem assim e nem poderia ser de outra maneira.

Costa

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D