Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há, pelo visto, um conjunto de almas democráticas e sensíveis que vive momento de particular agitação pelo facto de, no dia em que se realizam as eleições para o Parlamento Europeu, se iniciar um fórum do Banco Central Europeu, em Lisboa, com a presença dos presidentes do FMI, BCE e Comissão Europeia – precisamente os organismos internacionais que constituem a troika. Vai daí, indignados como estão, decidiram recorrer ao agarrem-me que eu dou cabo deles dos nossos tempos, isto é, à subscrição de uma petição. O argumento fundamental que sustenta a petição, subscrita até este momento por Mário Soares, Manuel Alegre, Boaventura Sousa Santos, Carvalho da Silva e mais mil e seiscentos patriotas, é um efeito de ingerência na escolha livre e democrática dos portugueses. Confesso que não percebo. A acreditar em tudo o que tem sido dito pelos promotores, estas instituições, mancomunadas com o governo em funções, são autoras confessas, voluntárias e deliberadas de políticas de terrorismo social e económico que provocaram o sofrimento generalizado e profundo da população. Sendo assim, o evento que se inicia no dia 25, se alguma consequência eleitoral tivesse, seria sempre a de provocar um sentimento de repulsa e revolta que favoreceria as propostas políticas da oposição e, de forma genérica, as que são defendidas pelos principais subscritores da petição. Serão então os referidos democratas de tal forma guiados por princípios de civilidade e isenção que se obrigam até a recusar circunstâncias que poderiam vir em seu proveito? Pois, claro. Isso e um par de botas ortopédicas. Mas mesmo que acreditássemos na pureza das preocupações dos promotores da petição, sempre sobraria uma inquietação. Nesse caso, teríamos de concluir que os promotores e subscritores consideram que os eleitores portugueses são de tal forma pueris, volúveis e pouco informados que determinam as suas decisões de voto em função da realização de um evento com estas características. É, convenhamos, um entendimento bastante ridículo. Mais do que isso, tal visão seria portadora, portanto, de uma mal disfarçada falta de respeito pelos portugueses e de uma desconfiança de princípio sobre a sua maturidade democrática. Infelizmente, é um tique comum numa certa esquerda que cede recorrentemente à tentação de infantilizar os cidadãos para se arrogar de seguida o direito originário de moldar as suas ideias ou substituir-se ao seu pensamento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De JS a 11.05.2014 às 12:00

" ... uma mal disfarçada falta de respeito pelos portugueses..." e sobretudo pela própria classe política, a que pertencem.
É que nunca será impunemente que as diferentes facções políticas (publicamente) se mal-dizem, mutuamente.
O feitiço afinal vira-se contra os (veteranos e aprendizes de) feiticeiros.
Sem imagem de perfil

De jo a 11.05.2014 às 13:00

O fórum dificilmente terá influencia no resultado da votação.
Mas estas são as entidades que andaram a gritar que as eleições são más para a estabilidade do país (não deixa de ser verdade, as ditaduras são mais estáveis que a democracia) e que nunca se coibiram de publicamente dar orientações sobre o governo do país, que não lhe competiam.
Pondo de lado a influência que possam ou não ter nas eleições, a escolha do dia e local das reunião revela um completo desprezo pela votação e pelos votantes.
Para esta gente esta é a sua quinta e para a utilizar não é necessário pensar sequer se a ocasião não é a melhor para os habitantes. Os habitantes são criados e estão lá para servir e para pagar os empréstimos.
Quanto ao facto da sua presença prejudicar a votação nos partidos que preferem, é provavelmente verdade. Mas isto sempre foi gente conhecida pela sua pesporrência e maldade, não pela sua inteligência.
Sem imagem de perfil

De Vento a 11.05.2014 às 13:17

Subscrevo em pleno o sentido do texto e recordo a campanha eleitoral feita por Sócrates, em Espanha, ao lado dos irmãos.

Mas entendo oportuna uma recomendação, desta feita ao Banco Alimentar: aproveitem este evento que se realiza no dia 25 para fazer uma campanha de angariação de géneros e dinheiro, à porta e dentro deste evento, e que incluam também no cardápio da campanha a doação de uns bons bifes do lombo. Sim, porra, isto de andar a comer arroz e massa sem acompanhamento à altura tem de acabar algum dia.
Não há dúvida que o terrorismo político e económico tem vindo a ser patrocinado por estes pórceres internacionais e seus lacaios, que servem de mordomos, dizem-se governantes deste país.
Sem imagem de perfil

De Rajada a 11.05.2014 às 14:29

Também detesto pórceres, seja lá o que isso for. Mas cheira-me a inergumes.
Sem imagem de perfil

De Diplomado pelo Zandinga a 11.05.2014 às 14:23

Desconfio de que esses abaixo sentados andam todos a receber as reformas à conta da troika...
Sem imagem de perfil

De da Maia a 11.05.2014 às 14:49

Neste caso, acho pertinente a petição, embora os nomes dos personagens invocados não sejam os mais cativantes. Não fosse isso, e se calhar nem se sabia dessa iniciativa emblemática do BCE.

Que eu saiba, o Banco de Portugal, nunca teve a ideia de realizar fóruns em dias de eleições nacionais. Acho que isso em qualquer país seria mal entendido, para dizer o mínimo.

O BCE realiza o fórum no dia das eleições europeias.
Draghi vota na sua comarca, e dá aqui um pulinho?
Ou será que se está nas tintas para as eleições?

Não tem nada de especial, afinal as eleições nem tinham que ser num domingo, como acontece nos EUA. A única coisa que é inconsistente é com a verborreia associada às eleições nos países europeus... período de reflexão, respeito pelas instituições, importância do voto, blá, blá, blá.

Normalmente na Europa perde-se mais tempo a responsabilizar os cidadãos pelas escolhas que não fazem, mas que são convencidos que fazem.

Enquanto uns contam os votos, outros contam os euros.
Quem manda na Europa neste festival?

Deixo pois a canção que assinalou a revolução dos cravos na City:
https://www.youtube.com/watch?v=3FsVeMz1F5c
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 11.05.2014 às 22:02

Vejam o programa: a coisa só começa ao fim da tarde do dia 25, depois das urnas fecharem, e não passa de uma recepção aos participantes durante um jantar, cuja ementa não foi anunciada mas que deve ser de luxo.
Com isto quero dizer que o evento não vai ter qualquer influência nas eleições.
Só espero é que não seja o BP a pagar a despesa...

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D