Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Equívoco

por Sérgio de Almeida Correia, em 21.09.09

O prof. Marcelo Rebelo de Sousa, que já hoje aqui foi citado, depois de ter andado durante uns tempos desaparecido em combate, resolveu voltar à carga com a sua análise tão objectiva quanto desviada a preceito quando o assunto não lhe convém. Ontem mesmo veio criticar ao de leve o Presidente da República a propósito do delirante caso das escutas a Belém. Quando confrontado com o tema primeiro hesitou, mas logo depois, tomando de novo balanço, perante a evidência, veio apontar o dedo a um certo assessor, afirmando que este precisava de um "puxão de orelhas".  O problema é que o assessor fez aquilo para que foi contratado pela Casa Civil do Presidente da República. Falar com jornais e jornalistas e fazer recortes é a sua função. Por isso é que está na assessoria de imprensa e não na cozinha do palácio. Teve foi o azar de ser apanhado em flagrante, a dizer e a fazer mais do que aquilo que o bom senso e a lisura de procedimentos de uma Casa Civil recomendariam. Por isso mesmo, se há alguém a precisar, para usar a infeliz expressão do prof. Marcelo, de um "puxão de orelhas" é o Sr. Presidente da República, que é quem lá mete e protege, pelo menos até depois das eleições, assessores que não estão à altura das funções que desempenham. Talvez que a melhor forma dos portugueses darem esse "puxão de orelhas" seja já no dia 27 de Setembro, desfazendo o equívoco do prof. Marcelo e mandando o "recado" sob a forma de uma "reprimenda" à dr.ª Manuela Ferreira Leite. Não o podendo fazer directamente, estou certo de que esse gesto não passaria despercebido ao Presidente da República.  Em especial agora que o prof. Cavaco Silva já tem tempo para ler jornais e pode mais facilmente avaliar o trabalho dos seus assessores na hora de analisar as condições para uma recandidatura.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


17 comentários

Sem imagem de perfil

De João Manuel Vicente a 21.09.2009 às 15:58

A questão é que o tal assessor não se equivocou, não cumpriu com menor diligência as suas funções...

Terá, muito pelo contrário, dado integral e pontual cumprimento à instrução de que fora directo destinatário, assim mais não tendo sido que um mero porta-voz ou núncio de S. Ex.ª o Sr. Presidente da República...
Imagem de perfil

De ariel a 21.09.2009 às 16:14

A única forma deste gravíssimo assunto ser tratado com um mínimo de decência para a dignidade do Estado é o assessor ser liminarmente dispensado de funções. É elementar, qualquer pessoa de bem percebe isso. Por mim que tenho uma mente capciosa, deu-me para não acreditar que o mandatário tenha actuado sem a cumplicidade do mandante. Mas isto sou que, que sou muuuuuito tortuosa.
Imagem de perfil

De ariel a 21.09.2009 às 16:44

Bem, acabei de ver a nótícia no Sapo ... era o mínimo...!
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 21.09.2009 às 16:45

Assessor já era. E agora Sr. Presidente?
Sem imagem de perfil

De Francisco a 21.09.2009 às 17:06

O Sr. Silva já tinha que ter corrido com o assessor antes desta semana.
O assessor é a assessor de Cavaco desde 1985.
Se o assessor faz coisas em nome de Cavaco fá-lo à muito tempo - nesse caso o Sr. Silva é uma marioneta "loira" (o que não destoa do caso BPN).
Portanto em qualquer dos casos e para quaisquer cenário que consigo imaginar o Sr. Silva está no cargo errado, deve sair. Ou então a justificação para estes actos, cujo alvo parece ser a eleição de MFL, tem que ser algo muito mirabolante - já sou todo ouvidos para essa justificação à muito tempo. Na falta dela, demita-se.
Estas suspeitas levantadas sobre Sócrates parecem ser a base que sustenta a teoria da asfixia democrática e essa manipulação de uma eleição é inaceitável.
O Sr. Silva fez o que não devia e não fez aquilo que o cargo obriga.
Imagem de perfil

De ariel a 21.09.2009 às 17:34

Mau mau, mas porque diabo há-de ser uma marioneta "loira", ? a mim parece-me uma songa monga bem morena .....:)))
Sem imagem de perfil

De Maria a 21.09.2009 às 18:38

Já agora - "bonifrate" moreno - léxico português, género e tez apropriada....:))
Imagem de perfil

De ariel a 21.09.2009 às 19:17

Boa Maria :)))
Sem imagem de perfil

De João Sousa a 21.09.2009 às 18:36

"Estas suspeitas levantadas sobre Sócrates parecem ser a base que sustenta a teoria da asfixia democrática (...)"

Quer ver que foi também um acessor de Cavaco quem processou jornalistas e bloggers em nome de Sócrates?

Quer ver que foi também um acessor de Cavaco quem, em vez de Sócrates, criticou numa entrevista em directo jornais e introduziu no léxico popular o chavão "jornalismo travestido"?

Quer ver que foi também um acessor de Cavaco quem disse, na A.R., que não sabia de nada sobre o interesse da PT na TVI e, depois, veio-se a descobrir que sabia desde o início do ano?

Etc, etc.

A brincar, a brincar, este assessor de Cavaco (em nome do próprio ou não) fez um favor a Sócrates: o pessoal vai-se esquecer de tudo o resto.
Sem imagem de perfil

De Francisco a 21.09.2009 às 19:18

Criticar adversários políticos na CS, com transparência, é legitimo.
A ligação entre as suspeições levantadas e a teoria da asfixia é óbvia e agora se percebe de que púcara MFL a foi tirar.

Esse mesmo assessor já havia sido demitido pelo Sr. Silva em 93, por uma anedota de mau gosto. FL é assessor desde 1985. Cavaco já devia ter investigado e demitido o assessor em Agosto, agora é apenas para varrer para debaixo do tapete.

Este ano Pinho demitiu-se por uns corninhos. Antes, Vitorino demitiu-se pela sisa. Coelho pela ponte de entre-os-rios.
Manipulação de eleições a partir de Belém é muito grave.
Obviamente demita-se.
Sem imagem de perfil

De João Sousa a 21.09.2009 às 20:06

Penso que foi um tal ministro chamado Borrego (Carlos?) e não este Lima quem caiu por causa da anedota.

De qualquer modo, mantenho a minha posição: não são "estas suspeitas" que estão na base da teoria. Na verdade, o termo "asfixia democrática" já vem de longe, não é do Verão do ano passado - e muito menos de Agosto último, quando esta notícia saiu pela primeira vez no Público.
Sem imagem de perfil

De Eheheheheheh a 21.09.2009 às 20:43

O que é acessor?
Será um assessor com acesso?
Sem imagem de perfil

De João Sousa a 21.09.2009 às 21:11

Esta agora... será que estou com senilidade precoce? De há uns tempos a esta parte, ando a insistir no C. E o que é mais absurdo é que até escrevi uma vez bem no final do texto.

Já tenho TPC para esta noite: escrever 100 vezes "assessor".
Sem imagem de perfil

De Francisco a 21.09.2009 às 21:27

A correcção é bem vinda. Obrigado.
Sem imagem de perfil

De Eheheheheheh a 21.09.2009 às 20:41

"à muito tempo"

V. continua a ter um conflito insanável com a gramática - e, no entanto, insiste. Parabéns!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 21.09.2009 às 19:59

Hoje, aqui no Porto, uns amigos apoiantes de Cavaco e do PSD ( não deste, do verdadeiro, porque neste eles não votam...) diziam-me consternados:
-Como é que uma pessoa como Marcelo RS se presta a fazer estes papéis?
Está tudo dito, não está?

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D