Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Qui pro quo

por Sérgio de Almeida Correia, em 17.09.09

Durão Barroso renovou o seu mandato à frente da Comissão, no Parlamento Europeu, com uma confortável maioria. Para tal, contou com uma frente alargada de apoio que incluiu, além do PPE, os votos dos eurocépticos do ECR e mais 63 votos de liberais e socialistas. Destes, a maioria foi de socialistas espanhóis e portugueses. O El Pais correu a sublinhá-lo. O presidente da Comissão também teve a perfeita noção disto, bem como, viu-se pelas declarações que produziu após a eleição, do trabalho que tem pela frente. Normal, pois, que tivesse agradecido a quem o apoiou, começando exactamente pelo primeiro-ministro português e pelo Presidente da República. A líder do PSD, quando lhe puseram um microfone à frente para comentar a eleição, a primeira coisa que quis enfatizar, para além dos parabéns transmitidos, foi o facto de Barroso ser militante do PSD. Ao fazê-lo, Ferreira Leite ignorava ostensivamente que o apoio dos governos socialistas de Portugal e de Espanha fora  decisivo para esse resultado. Sem esse apoio Barroso não poderia sentir o conforto que sentiu após a eleição e, provavelmente, muitas das abstenções teriam sido votos contra. Quando há dias Ferreira Leite dizia que não queria espanhóis "metidos" na política portuguesa, esqueceu-se que os nossos vizinhos, mesmo contra a sua vontade, estão "metidos" na política europeia. Foi este facto, aliás, que conduziu aos compromissos que levaram à reeleição de Durão Barroso e, triste ironia, que permitiu a Manuela Ferreira Leite trazer para a campanha interna a lembrança sobre a filiação partidária do reeleito presidente da Comissão. Neste contexto, para quem não quer os espanhóis cá "metidos", faz algum sentido sublinhar a filiação partidária do reeleito presidente da Comissão? Se calhar faz. Eu é que não devo estar a ver bem.  

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Dias Ferreira a 17.09.2009 às 16:27

Sérgio:

Recordo-lhe estas palavras:
" É inconcebivel que o PM de Portugal fuja para Bruxelas a meio do mandato" quem disse isto em 2004 foi um tal de José Sócrates, na altura o PSD sublinhou que era importante ter um Português como Presidente da Comissão Europeia.
Em 2009, ontem o mesmo fulano que tinha dito o que escrevi acima, disse, pasme-se "era importante ter um Português como Presidente da Comissão Europeia" e melhor ainda é ver os "iluminados da treta" do Largo do Rato a dizerem que foi uma vitória do governo Português.
É com atitudes e situações destas que cada vez mais afastamos as pessoas da politica mas muito sinceramente entre um fulano envolvido em trapalhadas e que mente eu prefiro "a outra senhora" que tem o nome de MFL.
Sem imagem de perfil

De Blondewithaphd a 17.09.2009 às 17:48

E eu devo estar a precisar de ir rever as dioptrias. Ando a ver mal que me farto!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.09.2009 às 19:39

Durão Barroso sublinhou a importância do governo português na sua reeleição. Que me conste, o governo ainda é do PS.
Não ouvi nenhum agradecimento de Durão Barroso a MFL e, talvez por isso, ela tenha sentido necessidade de se pôr em bicos de pés.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.09.2009 às 22:24

Tiro certeiro, Sérgio. A eleição de DB com o apoio expresso do Governo socialista português e da «perigosa» Espanha de Zapatero, aliás também socialista, ocorreu no zénite da onda anti-espanhola iniciada pela líder do PSD no seu frente-a-frente com o PM. Como bem sublinhas, na hora dos agradecimentos Durão não se esqueceu de fazer uma expressiva referência a Sócrates. Azar para a atabalhoada campanha laranja.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D