Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Admirável mundo novo

por Ana Vidal, em 16.09.09

 

Estive hoje numa reunião curiosa: seis mulheres (de diversas idades) em volta de uma mesa, a discutir assuntos relativos a uma grande empresa do país. Metade delas pertencia à cúpula executiva dessa empresa. Homens? Só um, e por breves momentos: entrou silenciosamente, serviu cafés e águas e saiu da mesma forma discreta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


29 comentários

Sem imagem de perfil

De mike a 16.09.2009 às 23:28

Curioso... nos últimos meses tive várias reuniões com vários homens a discutir assuntos relativos a grandes empresas. 80% pertenciam à cúpula executiva das empresas. Mulheres? As recepcionistas. Será assim tão novo este mundo?
(Sim, estou a meter-me contigo, apesar do relato deste comentário ser verídico). :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 16.09.2009 às 23:40

Ah, eu sabia que pelo menos um havia de ficar picado!

Mas é por isso mesmo que eu lhe chamo "mundo novo", Mike: estatisticamente, a minha reunião de hoje ainda é uma novidade, embora não seja caso único. Mas há poucos anos ainda era impensável este quadro.
Sem imagem de perfil

De mike a 16.09.2009 às 23:46

Pronto, está bem, a ética manda que não digas qual era a empresa mas eu quase apostaria que era de tuparwares. (gargalhada abafada a custo)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 16.09.2009 às 23:54

Tenho pena de não poder dizer-te qual é a empresa... tenho a certeza de que engolirias a tua gargalhada abafada! :-)
Sem imagem de perfil

De fresta fininha a 16.09.2009 às 23:29

Eu gostava muito de ter estado nessa reunião, Ana :-)))
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 16.09.2009 às 23:41

Porquê, posso saber? :-)
Sem imagem de perfil

De fresta fininha a 17.09.2009 às 01:19

Pra poder-me sentar nessa cadeira tão gira !

:-)))))))
Sem imagem de perfil

De Turmalina a 16.09.2009 às 23:36

Eu escrevo bastante...escrevo textos e roteiros de maneira informal. Tenho um certo e restrito reconhecimento na área, mas AINDA não vivo disso...
Na vida real dirijo um departamento de uma empresa de porte médio. Desde o primeiro dia em que assumi o departamento senti olhares de incredulidade da ala masculina da empresa (a tal cúpula executiva).Ouvi algumas gracinhas e tenho certeza que alguns colegas torceram contra o meu sucesso muitas vezes, afinal eu era do sexo frágil e meu lugar não era aquele.Só que " Veni, vidi, vici " e hoje, pelo menos, respeitam minha opinião :o)
Como eu aprecio este admirável mundo novo...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 16.09.2009 às 23:45

Eu também aprecio, Turmalina, mas desde que ele não caia no extremo oposto... não há nada tão saudável e produtivo como a diversidade!
Sem imagem de perfil

De Turmalina a 17.09.2009 às 10:30

Lá na empresa , que não é Tuperware....rs...., a coisa é bem equilibrada!!!
Hoje, pq anteriormente a maioria era masculina :o)
A diversidade torna a empresa mais produtiva sim, pq os pontos de vista são muito diferentes e a discussão positiva leva à uma decisão mais bem elaborada :o)
Sem imagem de perfil

De Sara a 17.09.2009 às 00:00

Deu-me imenso prazer ler este post :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.09.2009 às 00:17

Então ainda bem, Sara.
:-)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.09.2009 às 00:25

Prefiro reuniões dirigidas por mulheres, Ana. Não é de agora, é já de há muito tempo.
Sem imagem de perfil

De Pepe a 17.09.2009 às 00:32

Eu prefiro-as dirigidas por competentes, sejam homens ou mulheres.
E muito me admira que as mulheres que se bateram pelas quotas não venham agora defender, em coerência, quotas para médicos, juízes, professores, etc. (todas aquelas profissões que estão a ficar "femininas"). Ou o problema só existe quando os homens são mais?
Sem imagem de perfil

De dita dura a 17.09.2009 às 00:43

eu prefiro quando elas são giras ..
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.09.2009 às 00:50

As reuniões? Eu também.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.09.2009 às 00:47

Não me sinto atingida, caro Pepe. Nunca me bati por quotas, muito pelo contrário. E também dou mais importância à competência do que ao género. Limitei-me a dar conta de uma situação invulgar, pelo menos por enquanto.
Sem imagem de perfil

De Pepe a 19.09.2009 às 14:05

Eu não faço "posts" ou comentários para atingir ninguém.
Apenas para dizer o que penso, em liberdade. Enquanto a tenho.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.09.2009 às 14:29

E faz muito bem. Mas comentou num post meu, e exactamente pela mesma razão - o uso da liberdade a que temos direito - respondi à sua pergunta.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.09.2009 às 00:49

Porquê, Pedro? Deixa-me adivinhar: achas que as mulheres são mais pragmáticas, mais atentas ao pormenor e mais imaginativas. É isso?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.09.2009 às 00:53

São mais organizadas, mais objectivas, têm um sentido de aproveitamento do tempo muito mais apurado e não se perdem em derivações intermináveis nem em considerandos sobre futebol e outros desportos, com ou sem bola.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.09.2009 às 01:12

Acho que tens razão. As mulheres tendem a centrar-se no essencial e aproveitar bem o tempo, de facto, porque têm quase sempre dois empregos: assim que acaba o remunerado, começa o outro...
Resta-lhes pouco tempo para futebol e afins.
Sem imagem de perfil

De mike a 17.09.2009 às 01:20

Tudo isso e mais rígidas também.
Mas por normalmente são mais competentes, Ana. ;)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.09.2009 às 11:34

Claro que têm de ser mais rígidas, Mike. Educar filhos não é tarefa fácil e cria o hábito do rigor e da exigência... :-)
Mas também são mais humanas e compreensivas quando há problemas pessoais envolvidos.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.09.2009 às 11:50

Nunca tive essa sorte!
Sem imagem de perfil

De mdsol a 17.09.2009 às 15:33

Claro que a situação ainda merece este destaque.
E a cadeira é um must!

:))
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.09.2009 às 15:41

"Ainda" é a palavra, Maria do Sol.
:-)
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 20.09.2009 às 14:55

Numa fase mais evoluída do processo de emancipação e da igualdade de direitos, posts como este serão demodé.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 20.09.2009 às 15:43

Claro que serão demodés, Paulo Sousa. E espero que o venham a ser muito em breve, como já disse.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D