Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu também não

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 05.09.09

"Eu não percebo como é que andam pessoas a chorar lágrimas de crocodilo por ter terminado um espaço que violava as leis, violava os códigos, violava as regras do jornalismo,que envergonhava os jornalistas em Portugal".

(Emídio Rangel na TSF cit "P2)

Autoria e outros dados (tags, etc)


24 comentários

Sem imagem de perfil

De João André a 05.09.2009 às 16:48

Já agora, outra coisa que penso que deve envergonhar jornalistas é o artigo de Eduardo Cintra Torres no Público. Até pode ter razão no que escreve, mas as acusações gratuitas que faz são do mais rasteiro (até para ele) que já li.
Imagem de perfil

De Jorge Assunção a 05.09.2009 às 18:04

Ao menos Eduardo Cintra Torres tem uma coisa que muitos outros não têm: é coerente. É ler o artigo que escreveu há cinco anos sobre o caso Marcelo: http://static.publico.clix.pt/tvzine/critica.asp?id=2880

Num artigo onde foi premonitório:

"E o PS, será alternativa? Cautela também com ele. Armado em cordeiro nesta crise em torno do caso Marcelo, o PS fez avançar como porta-voz no parlamento o mesmo homem que durante anos representou a política comunicacional do guterrismo, também ela tentacular, semelhante à de Santana, talvez um poucochinho menos brutal e certamente menos desajeitada que a de Gomes da Silva e menos obsessiva que a de Santana. Qual a credibilidade do PS socrático nas suas críticas se mantém a mesma postura e as mesmas pessoas?"
Sem imagem de perfil

De João André a 05.09.2009 às 18:51

Jorge, eu não gosto do estilo de ECT, mas isso é a sua forma de escrever. Aqui que acho rasteiro no artigo de hoje são as acusações sem um pingo de fundamentação (podem ser verdadeiras, note-se, mas precisa de as sustentar de alguma forma). Acusa Sócrates de ser o responsável pelo fim do programa sem uma sustentação real. Como disse, pode ser verdade (o caso cheira mal, é óbvio), mas tem que o sustentar de alguma forma.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.09.2009 às 18:22

E as afirmações de Carlos Barbosa também são muito dignificantes, João. De um perfeito genleman, como ECT
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.09.2009 às 17:13

Nunca imaginei ver-te citar o ER para atacares a MMG, Carlos. Sim, senhor, grande paradigma da ética jornalística que acabas de invocar: ainda te lembras dos 'Donos da Bola'?
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.09.2009 às 17:42

Limitei-me a citar uma frase que li hoje no P2, com a qual concordo. E quanto a ética jornalística, meu caro, MMG e ER estão bem um para o outro.
As citações são apenas isso, não significam que me identifique com os seus autores. Como acontece, aliás frequentemente nos jornais.
Já fui citado por pessoas com quem não me identifico, nem se identificam comigo, o que me apraz.
Queres dois exemplos?
Ontem, o AG de quem sou amigo mas com cujas posições raramente me identifico ( e vice-vesa), citou-me no Exílio de Andarilho.
Ainda ontem a Fernanda Câncio - cuja forma de estar no jornalismo aprecio, como sabes-fez um link, no Jugular, para um post que escrevi aqi no DO
Apreciei ambas as citações. Gosto de separar as águas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.09.2009 às 18:15

Muito bem então, Carlos. Então nada a objectar: é que eu também tenho memória longa e jamais esquecerei o 'jornalismo' que se praticava naquele programa que citei em cima. E nem sequer sou adepto do FC Porto, como tu.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.09.2009 às 18:35

Tinha-me esquecido dessa tua referência aos Donos da Bola, Pedro. Vi dois ou três daqueles programas nojentos, mas nunca considerei aquilo jornalismo. Como também não considero aquelas folhas desportivas jornalismo e nem preciso de te explicar porquê. Mas aquilo, eu sei o que é...
Agora o Jornal que o JEM ofereceu à MMG para ela brincar, era oferecido como informação, mas o que ali havia era perseguições e vingançazinhas pessoais, que nos estavam a ser vendidas como jornalismo. Aquilo era uma vergonha, Pedro, e admiro-me muito que defendas aquilo ou compares com os "Donos da Bola", cuja ida para o ar tinha objectivos muito precisos, mas não se vendia como informação desportiva.
JEM e MMG passaram uns meses a vender-nos informação, quando o que estavam a fazer era outra coisa que não dignifica o jornalismo e os jornalistas.
Tal como Paes do Amaral, também nunca teria uma porcaria daquelas numa grelha. Como escreveu o FF, aquilo era abaixo de cão!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.09.2009 às 18:53

Muito me admira ver-te citar o Paes do Amaral, Carlos. Recordo-te que foi ele o censor do programa de comentário do Marcelo Rebelo de Sousa na TVI: se ele diz mal do programa da MMG, isso acaba por ser um elogio a esse programa.
Tens-me lido mal, Carlos. Nunca defendi nem elogiei o espaço informativo da MMG: defendo, isso sim, o direito à existência desse espaço informativo, sobretudo quando é líder de audiência, o que é muito diferente. É uma posição de princípio. Não abdico desta posição - e faria o mesmo se estivesse em causa o 'Avante', o 'Povo Livre', 'O Crime' ou a 'Gaiola Aberta'.
Além do mais, sou frontalmente contra toda a espécie de censura. E aqui sinto-me muito bem acompanhado pelo Sindicato dos Jornalistas, pela ERC e até, vê lá tu, pelo António Marinho Pinto.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.09.2009 às 20:06

Também estou de acodo com o SJ e com a ERC ( embora tu e eu discordemos várias vezes dessas duas entidades).
Não concordo contigo é quando dizes que isto foi Censura, ou que esteja em causa a liberdade de expressão. Esse é que é o ponto essencial e tem remetido para declarações patetas e patéticas de MFL e outros ´dirigentes do PSD. A tentativa de acusar Sócrates de ser responsável parece-me muito desonesta e carece de fundamento.
Teria havido Censura, se a peça não fosse transmitida. Foi para o ar, não foi? Outra coisa que nos separa (talvez..) é que eu não considero que o mau jornalismo deva ser defendido a coberto da liberdade de imprensa.
Acredito que foi uma decisão meramente empresarial, até prova em contrário.
Quanto a Paes do Amaral, respondo-te com o mesmo argumento que utilizei para a citação de Rangel.
De qualque modo, num post acima, deixo outras citações que, presumo, não te provocarão tanto espanto. E vão todas no mesmo sentido do qu tenho defendido.
Abraço
Sem imagem de perfil

De Carlos Pimentel a 05.09.2009 às 17:23

O exemplo, Pedro, nã terá sido o mais feliz, por vir de quem vem, no entanto, para mim, o abstruso branqueamento de MMG e da sua "praxis" jornalística não deixa de causar uma certa perplexidade.

No dia em que o seu tufão é despoletado, à noitinha MMG disse à comuniação social que estava "muito triste" com o que se passara; não percebo bem porquê, do dia para a noite, de nódoa no panorama do jornalismo nacional, nódoa mais ou menos consensual no entendimento duma larga percentagem dos seu pares, passou a mártir da liberdade de imprensa... Coitada, não é? Não Pedro, também para ela, o caso não lhe foi de todo desfavorável, pelo contrário.
Sem imagem de perfil

De Ana Cleto a 05.09.2009 às 18:33

"nódoa mais ou menos consensual no entendimento duma larga percentagem dos seu pares"

Já agora, pode revelar-nos que estudo de que empresa de sondagens lhe permite fazer essa afirmação?
Sem imagem de perfil

De Carlos Pimentel a 05.09.2009 às 19:06

Olhe, Ana Cleto, parece-me que essa é uma pergunta marginal mas, se faz ou fazia parte do meio, pergunte, logo será elucidada.
Sem imagem de perfil

De Ana Cleto a 05.09.2009 às 21:26

Excelente resposta, não haja dúvida. Parabéns!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.09.2009 às 18:39

Basta ler o "Público" de hoje, Carlos, para se perceber que a surpresa não foi assim tão grande e a razão que levo MMG a dar uma entrevista ( ao Público) no dia em que foi formalizada a suspensão do Jornal da Manuela
( Para quem não souber, era assim que o jornal da Sexta estava inicialmente para se chamar)
Sem imagem de perfil

De LCalvo a 05.09.2009 às 18:46

E se, talvez, o 'problema' não fosse aquele jornal... mas fosse, isso sim, o cancelar/suspender/acabar com um jornal?

Hoje, aquele.
Amanhã, qual poderá ser?
Sem imagem de perfil

De Carlos Pimentel a 05.09.2009 às 19:53

Meu caro, que MMG surpreenda, pela negativa, não é notícia, que se auto-promova, também não.
O importante é que nos concentremos no essencial. Estamos a 20 e poucos dias deste último e eu, meramente preocupado com as dificuldades burocráticas que se colocam, quando julgamos necessário instalar um condutor no sistema de esgotos aqui da junta, por mim, acho que é muito importante não colocar todos os ovos no mesmo saco; estou convencido de que os portugueses concordam comigo, mas, ainda assim, sem descurar potenciais aliados, parece-me vital repetir: todos os ovos no mesmo saco dão uma omelete inodora.
Sem imagem de perfil

De A. Pinto Pais a 05.09.2009 às 18:19

Citado e citador estão muito bem um para o outro, não haja dúvida.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 05.09.2009 às 21:53

Escusa de vir ensaiar cenas gagas. Concorde-se ou não com Emídio Rangel ou com o Carlos Barbosa de Oliveira, o caso aqui chamado é sucinto o bastante para lhe tirar o direito a este tipo de classificações generalistas. Muito abusivas.
Se V. acha que os dois estão bem um para o outro, eu também acho que V. está bom para o pior que o País tem, que é este costume rasteiro de tentar resumir tudo a uma classificação bacoca em jeito de filosofia de mesa de café.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 05.09.2009 às 22:54

Não te amofines, João! O Pinto não deve poder abrir a boca em casa e vem para as caixas de comentários mostrar-se valentão, quando não passa de um pobre coitado. que se esconde atrás de um heterónimo, para aliviar as suas frustrações. Ele quer conversa, mas da minha parte não leva nem mais uma palavra. Deixemo-lo continuar a cacarejar, até chegar o momento de lhe cortar o pio.
Apostas que um dia destes volta aí com um comentário que usa com frequência: Você sabe quem eu sou?
Se calhar é o assessor anónimo.
Sem imagem de perfil

De A. Pinto Pais a 06.09.2009 às 00:28

Admiro a sua profundidade analítica. Acho que deve ser da PDI, pelo que não vejo terapêutica possível.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 06.09.2009 às 00:56

Também sou um admirador da sua capacidade de análise patente acima.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.09.2009 às 04:10

O Sr. Carlos não percebe? Eu sim.
A questão não é a estética do espaço... É o seu direito à superfície.

Geometria 1-0-1, caro Sr. Carlos.

Um abraço do
Menino Carlinhos

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D