Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




À atenção dos observadores independentes

por Teresa Ribeiro, em 03.09.09

Se o caso TVI for o que parece, é muito grave. Por isso seria recomendável ponderação aos que desde a primeira hora e presumo que sem acesso a informação privilegiada decidiram que tudo isto não passa de uma sujeira da oposição. A verdade é que faz sentido suspeitar da suspensão em vésperas de eleições de um serviço noticioso que incomodava particularmente o primeiro ministro.

Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém. E este adágio popular aplica-se também a quem se precipitou a ilibar José Sócrates.

Autoria e outros dados (tags, etc)


32 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.09.2009 às 21:04

Inteiramente de acordo, Teresa.
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 03.09.2009 às 21:28

Também se pode aplicar o inverso a este discurso, não é ... ?
Imagem de perfil

De João Carvalho a 03.09.2009 às 22:29

O 'post' focou os dois lados. Ou seja: cada um deles e o seu inverso. Sobra mais algum inverso? Ou não leu o que está escrito?
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 03.09.2009 às 22:54

Acha mesmo ?
Leia bem e veja lá se não parece que está a falar em ambos os casos para o mesmo lado ?
Pode não ter sido propositado, mas parece...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.09.2009 às 23:07

Não percebo nada do que escreveu. Se fosse um pouco mais claro, daria para replicar. Assim nem isso.
Sem imagem de perfil

De M.Coelho a 03.09.2009 às 23:21

Estranho !
Nem eu, pelos vistos, o compreendo a si, nem o Pedro me compreende a mim.
Há dias assim...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.09.2009 às 23:26

Pois há. É a vida.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 03.09.2009 às 23:24

Obrigada, João. Para não variar chego atrasada para responder, no caso ao M.Coelho. E não há mesmo nada acrescentar ao teu comentário...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 04.09.2009 às 00:01

Nunca vens atrasada. Estamos uns para os outros. Cheira-me que esta é uma das marcas já consolidadas de equipa que tem feito a diferença e nos distingue.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.09.2009 às 00:26

Sem dúvida, João e Pedro. Uma marca da casa de que muito me orgulho.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 03.09.2009 às 23:10

Também sem acesso a informação privilegiada, houve quem não tivesse dúvidas em acusasr Sócrates, Teresa.
Como "observador independente", continuo a esperar o desenrolar dos acontecimentos para tomar posição.
Como me dizia há poucos minutos um ex-membro do governo de Durão Barroso, Sócrates criou condições para que suspeitassem dele, o PSD aproveitou bem a oportunidade.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 03.09.2009 às 23:22

Carlos: Pois, acho que o mais sensato é mesmo isso; aguardar os acontecimentos para tomar posição. E é claro que Sócrates criou condições para que suspeitassem dele, facto que qualquer partido de oposição aproveitaria...
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 03.09.2009 às 23:30

Concordo contigo, Teresa, não há dúvida de que Sócrates não merece crédito e de que nada fez para que nesta situação não fosse suspeito, mas pergunto-me até que ponto não se estará a cair no exagero. Sou insuspeita porque não apoio Sócrates nem vou votar nele, mas começa a ser culpado de tudo. Será mesmo?
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 03.09.2009 às 23:42

É isso mesmo, Leonor. Como diz o povo, "Quando um pobre cai no chão, toda agente lhe m... em cima".


Imagem de perfil

De Leonor Barros a 03.09.2009 às 23:56

Começa a ser suspeito que ele seja suspeito de tudo, Carlos. Já quando foi aquela história com a não recondução do João Lobo Antunes pensei nisto, embora o contexto seja diferente.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 04.09.2009 às 00:17

A direita tem os dentes grandes, Leonor! Até dia 27 de Setembro os casos vão suceder-se. A única coisa que interessa é lançar a desconfiança sobre Sócrates. A direita sempe foi pouco apreciadora da vedad, Gosta masi de bisbilhotice.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.09.2009 às 00:00

Um pobre a cair no chão? Estamos a falar de um primeiro-ministro que governa há quatro anos e meio com maioria absoluta, Carlos.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 04.09.2009 às 00:27

Ó Pedro, o teu sentido de humor não está hoje nos seus melhores dias! Sabes muito bem o que penso de Sócrates e não mudei de opinião. Mas este linchamento público que lhe estão a fazer é ignóbil. Como bem diz a Leonor, foi o caso LA. Desde então foi a história dos assessoresde Belém, uma série de insídias dignas de basfond, o caso Alexandre Relvas... Tu achas mesmo que o homem é tão estúpido que, a dias das eleições faça tanta asneira? Pois digo-te- porque o conheço- que não é! Governou mal, fartou-se de fazer asneiras e criar anti-corpos, mas em termso poíticos é um tipo inteligente.
O que hoje ouvi deu-me a certeza de que há realmente uma orquestra afinada a criar casos, para intoxicar a opinião pública. E a fonte não é anónima , nem do PS. É bem credível!
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 03.09.2009 às 23:52

Que sera, sera/ whatever will be, will be. Leonor, o melhor mesmo é esperar que as tais notícias sobre o Freeport apareçam e observar o que entretanto se vai passar na TVI. Não vamos ter que esperar muito até ver as primeiras luzes ao fundo do túnel.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 03.09.2009 às 23:55

Estou completamente desencantada com o panorama político, e não só, do nosso país e até já duvido que se vejam luzes ao fundo do túnel, Teresa. A montanha ainda vai parir um rato...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.09.2009 às 00:17

Muito sensato, Teresa. Eu também continuo à espera de que alguém me explique - de uma forma convincente, note-se - o que aconteceu na TVI. Se foi uma decisão política para silenciar vozes incómodas, é gravíssimo mas parece-me um tiro no pé de Sócrates. Mas a verdade é que neste caso é ele "a mulher de César", e muito terá de ser clarificado sobre todo este assunto que nasceu (por acaso?) em vésperas de eleições legislativas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.09.2009 às 00:22

Factos, Ana. Aqui vão alguns factos:

A ordem para extinguir o Jornal Nacional - que recebeu violentas críticas de José Sócrates, em Abril, no congresso do PS e em entrevista à RTP - veio de Juan Luis Cebrián, administrador da Prisa e há 30 anos o maior aliado do Partido Socialista espanhol na comunicação social. E eis como um espanhol interfere directamente numa decisão editorial do mais relevante canal de TV portuguesa, violando a lei portuguesa. Recordo: em Portugal, nos termos da lei, quem toma as decisões de carácter editorial é a Direcção de Informação, não a administração da empresa, seja ela qual for. E a decisão de retirar MMG do ecrã e de suprimir o JN é uma decisão editorial.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.09.2009 às 00:37

Se Cebrián fez isto de mote próprio para agradar ao poder político português, bem pode limpar as mãos à parede. Mas custa acreditar que um empresário tão experiente possa ser tão desastroso. O timing não podia ser pior para ambas as partes. Humm, esta hipótese não me convence, Pedro. Oops! Já estou a especular!
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 04.09.2009 às 00:39

O timing é péssimo, um erro desastroso para qualquer das partes, se bem que aquele Jornal Nacional e MMG eram uma vergonha.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.09.2009 às 00:47

Pois, Leonor, também nunca fui fã, mas repetindo a citação que o Pedro fez aí mais acima de Mário Bettencourt Resendes, "Portugal ficou menos plural sem o jornal da MMG"
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 04.09.2009 às 00:51

Se é um acto de censura é absolutamente reprovável, sem qualquer desculpa, Teresa, este meu comentário foi só um desabafo. Por razões éticas e a bem da insenção MMG já devia ter saído do cargo, jamais por censura.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 04.09.2009 às 00:44

Um irrefutável facto... de facto.
E a demissão em bloco da direcção de informação só vem confirmar as suspeitas de abuso de poder e de ingerência da administração da TVI. Tudo isto é grave e escandaloso, seja qual for o prisma por que se olhe.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.09.2009 às 00:47

Pois. Um escandaloso abuso de poder a 24 dias de eleições legislativas.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.09.2009 às 00:49

Ora bem, Ana. Também me parece um sinal a ter em conta. Como diz o ditado: Quem está no convento é que sabe o que vai lá dentro"
Sem imagem de perfil

De Pedro Sousa a 04.09.2009 às 02:04

Criticar o timing da decisão é reconhecer que esse telejornal era eleitoralista?
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 04.09.2009 às 09:55

Descule, Pedro Sousa, mas nem estou a perceber muito bem onde quer chegar.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D