Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A entrevista

por Pedro Correia, em 01.09.09

1. Esta noite, na RTP, José Sócrates mostrou ter aprendido finalmente como se chama a presidente do PSD. Em entrevistas anteriores, era incapaz de dizer o nome dela.

2. Nem uma palavra sobre maioria absoluta. Evidente sinal dos tempos: o tema desapareceu por completo do discurso do primeiro-ministro.

3. Foi um Sócrates melífluo, quase humilde, que apareceu perante os portugueses no canal público: nem vestígio do animal feroz. Outro sinal dos tempos.

4. Óbvia a intenção de encostar o PSD à direita conservadora. Manuela Ferreira Leite deve sentir-se realizada: tem feito tudo para isso.

5. Certeira, a crítica à líder do PSD por ter excluído os rivais internos das listas parlamentares. É fácil perceber que este será um dos temas recorrentes da campanha socialista. A frase 'asfixia democrática' vira-se contra Ferreira Leite.

6. Acabaram as críticas ao BE e ao PCP: ao primeiro-ministro agora só interessa rebater o que diz o PSD. Percebo-o bem: ele precisa dos votos da esquerda como de pão para  boca.

7. De política de alianças, nem uma palavra concreta. Mas houve pelo menos uma ideia: Sócrates diz não rejeitar à partida nenhum cenário. É curioso: há dias, em entrevista ao jornal i, um dos vice-presidentes do PSD afirmou exactamente o mesmo.

8. "As coisas começam a melhorar", declarou o primeiro-ministro. Quatro anos e meio depois, com a maior taxa de desemprego das últimas três décadas, eis uma das raras frases de encorajamento que é capaz de dizer aos portugueses. Repito: quatro anos e meio depois. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 01.09.2009 às 22:12

Em termos gerais concordo com a tua análise, Pedro, mas deixo mais comentários para um post sbre o assunto. Neste momento estou a rever a entrevista de MFL. Sou masoquista, eu sei, mas que queres?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.09.2009 às 22:33

Começo a achar que há de facto algum masoquismo, Carlos.
Sem imagem de perfil

De Odete Pinto a 01.09.2009 às 22:30

"...Quatro anos e meio depois, com a maior taxa de desemprego das últimas três décadas" e mais um abalozito de terras, mundial, já agora...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.09.2009 às 22:32

É a vida, como diria o outro. As coisas são o que são.
Sem imagem de perfil

De José Barros a 02.09.2009 às 02:14

Os indicadores económicos já estavam abaixo de 2005 antes da crise, que, como é sabido, só foi sentida aqui em 2008. A ladaínha da crise não cola, porque só explica o agravamento posterior.
Sem imagem de perfil

De Victor Afonso a 01.09.2009 às 23:13

Não estou certo, mas creio ter contado a expressão "em primeiro lugar..." pelo menos umas 35 vezes.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.09.2009 às 01:27

Quanto a isso, não posso dar-lhe razão, meu caro. Eu só contei 34.
Sem imagem de perfil

De tric a 01.09.2009 às 23:38

"5. Certeira, a crítica à líder do PSD por ter excluído os rivais internos das listas parlamentares. É fácil perceber que este será um dos temas recorrentes da campanha socialista. A frase 'asfixia democrática' vira-se contra Ferreira Leite."

realmente, se se virar contra Manuela Ferreira Leite, so existe uma conclusão para este facto, a memoria dos nossos jornalistas e opinions makers tem a duração de pra ai uns 4 meses( e estou a ser benovolente...)e como a memoria é curtissima, não admira que este país viva constantemente em realidades virtuais...

recordo-me dum celebre discurso na Assembleia da Assembleia da Republica, feito pelo Paulo Rangel, em que o principal tema foi a "asfixia democratica" e ainda a Drª Ferreira Leite não era lider do PSD...mas tambem é verdade, isso aconteceu pra ai hà uns 500 anos atrás!! e desde esse celebre discurso, muita coisa mudou... rsrs

Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.09.2009 às 01:29

Não sei de que se ri. Nunca foi o seu forte, mas já escreveu um bocado melhor do que ultimamente. Anda nervoso?
Sem imagem de perfil

De tric a 02.09.2009 às 02:35

João Carvalho, veja esta reliquia que encontrei, ja deve ter pra ai uns 300 anos, de acordo com teste do "carbono simplex" ( Portugal foi pioneiro na utilização desta tecnica, que permite datação em termos de Memoria Perceptiva de "documentos bastante antigos"...)

""(...) De facto, as sucessivas intervenções do ministro da propaganda do PS caracterizam-se pelo dogmatismo, pela política da verdade única e pela incapacidade de compreender que um partido político moderno é mais de que a arregimentação de militantes passivos, que por seguidismo, necessidade ou medo deixaram de ter ideias e vontade próprias."
"Há de facto medo no PS e na sociedade portuguesa, pelos mais variados motivos. Têm medo os empresários, de que não lhes sejam permitidos os apoios, ou os financiamentos dados a outros; têm medo os funcionários públicos, relativamente aos chefes de nomeação política; têm medo os professores, da avaliação e do ministério, avaliação necessária mas imposta; e têm medo muitos militantes socialistas de perderem os seus lugares, ou o acesso aos benefícios pessoais que retiram da actividade política. Lugares e benefícios que há muito deixaram de ser decididos pela razão do mérito e que agora são o resultado da fidelidade ao chefe."
"(...) O PS, como partido político da liberdade e do debate político e das novas ideias para Portugal, já não existe e o que há são sedes sem vida, militantes que olham a competição e a concorrência com medo, a quem permanentemente é incutida a ideia de que divergir e criticar é traição ao PS e bênção para os adversários políticos. "Quem se mete com o PS leva", fez escola no PS."-Henrique Neto
PÚBLICO, 7.02.2009

Ha 300 anos era assim!os nossos antepassados viviam, em puro clima de medo... "Graças a Deus", que hoje Portugal é completamente diferente, adquiriu valores civilizacionais e progressistas, é um Portugal Moderno! respira-se liberdade...

Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.09.2009 às 14:30

Tric, parece-me que estamos de acordo no essencial do que versa neste seu comentário. Excepto numa coisa: não vem ao caso.

O que era suposto estarmos aqui a comentar é o ponto 5 deste 'post' do Pedro. E esse não diz que Sócrates é o maior. Diz apenas que aquela crítica à líder do PSD foi «certeira». E foi.

Sabe o que é que nos distingue? Claro que sabe, mas não faz mal: eu digo. É que, ao olharmos este PS e este PSD, perceber onde resvala um não é o mesmo que inventar que o outro se eleva. Se o seu compromisso partidário lhe diz que deve lutar pela sua dama, faça-o que toda a gente de bem o entende. Mas não espere que os outros sejam cegos.

Comprometidos ou descomprometidos e cada um no papel que assume, devemos todos cultivar a lucidez. Em suma: não se abespinhe por encontrar gente lúcida à sua volta, que até lhe fica mal.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.09.2009 às 23:05

Deixa estar, João: este Tric é um brincalhão
(olha, pareço o Amêijoa: já fiz um poema!)
Sem imagem de perfil

De Bruno - Planetas a 02.09.2009 às 00:10

Sócrates esteve francamente bem na entrevista, distendido, mas firme e determinado em acentuar aquilo que separa ambas visões sobre o País queremos. Não são apenas de diferenças de estilo, falamos sobretudo de concepções do que deve ser a sociedade, a família o estado e tudo o resto. Uma visão progressista ou conservadora, um Estado presente ou um Estado débil e progressivamente desmantelado, um País ambicioso ou envergonhado e deprimido? Estas são algumas das escolhas que todos teremos de fazer em breve.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 02.09.2009 às 01:32

Leia melhor o ponto 7, meu caro. Ainda vai dar muito que falar. Embora possa vir a deixá-lo sem palavras. Mas descanse, que não ficará mudo sozinho.
Sem imagem de perfil

De José Barros a 02.09.2009 às 02:17

Conservador é um governo que quer equiparar a união de facto ao casamento, reduzindo a liberdade de opções das pessoas e obrigando a viver como se casado fosse, quem nunca quis casar.
Imagem de perfil

De Bic Laranja a 02.09.2009 às 00:30

A besta amansada é bem sinal que abriu a 'marketing season'. Obrigado pelo resumo, que supre a minha falta de paciência para lidar com a bestial intrujice.
Cumpts.
Sem imagem de perfil

De José Barros a 02.09.2009 às 02:26

5. Óbvia a intenção de encostar o PSD à direita conservadora. Manuela Ferreira Leite deve sentir-se realizada: tem feito tudo para isso. - do Post

Errado. Votar contra uma lei das uniões de facto que equipara as mesmas ao casamento mostra que Ferreira Leite foi muito mais liberal do que Sócrates nesta matéria. Por outras palavras, não quis impôr o casamento a quem não o quer.

Ao votar contra a lei do divórcio, mais uma vez o PSD foi liberal, mais do que conservador: defendeu o princípio de que o casamento, como contrato que é, deve assentar na violação culposa dos deveres conjugais. Permitir a sua resolução unilateral sem culpa da outra parte é frustrar as expectativas de quem se casou a pensar de que tais deveres - de coabitação, de respeito, de assistência - eram para cumprir. Mais: não atribuir qualquer relevância à culpa no momento das partilhas significa ainda que a violação de tais deveres não tem sanção. Significa, por isso, em última análise, que o casamento não vale o papel em que está escrito.

Concedo que a tarefa de explicar estas coisas não é fácil por parte de MFL: se Sócrates engana este blogue e, em geral, os comentadores políticos vamos tendo, também engana o zé povinho. Como, aliás, tem provado ao longo de quatro anos e meio.
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 02.09.2009 às 11:54

Este seu comentário é muito pertinente e se me permite, irei fazer estas mesmas perguntas lá no meu cantinho.
obrigado.
pedro oliveira
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.09.2009 às 23:05

Com todo o gosto, Pedro.
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 02.09.2009 às 09:19

Não vi a entrevista, pois era dia de aniversário da mais nova.Pleo que leio, e ouvi hoje na antena 1, temos o Sócrates doce a tentar tirar a pele de animal feroz, já tentou várias vezes sem sucesso, vamos ver se se aguenta 3 semanas..Hoje é o debate com Portas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 02.09.2009 às 23:06

E os meus parabéns para a sua mais nova...
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 03.09.2009 às 14:07

Obrigado Pedro. A princesa lá de casa completou 4 anos, muito vaidosos, os pais e o irmão(11) e ela que não larga a caixa da maquilhagem que supostamente era para as bonecas...
abr

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D