Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já passámos por isto

por José Gomes André, em 11.07.09

 

Ao assistir ao entusiasmo grotesco com que alguma imprensa noticia os casos de Gripe A, pergunto-me com frequência se há ainda um resquício de consciência histórica nesta nossa perturbada sociedade. É que por vezes dá a ideia de que a humanidade nunca se confrontou com epidemias, e que a doença não faz parte deste mundo que habitamos. Nessa altura, lembro-me de uma cartinha enviada por Thomas Jefferson a James Madison, em 12 de Setembro de 1793, quando a febre amarela consumia Filadélfia:

"A febre espalha-se. Há agora cerca de 30 mortes por dia. A febre está em todas as praças da cidade. Todos os que podem fogem. A maioria dos postos de trabalho estão fechados ou a fechar. Os bancos encerram hoje. Todos os meus secretários deixaram-me excepto um, pelo que não posso continuar a trabalhar. Vou por isso partir daqui a três ou quatro dias, e talvez o veja em breve. Hamilton apanhou a febre, mas está a recuperar e dizem que está fora de perigo. Melhores cumprimentos, TJ."

Doenças, pânico, epidemias. Uns morrem, outros recuperam. Nada disto é novo, nada disto nos devia surpreender. Mas como dizia uma outra grande figura histórica, "Aqueles que não conhecem a história estão condenados a revivê-la".

[Quadro: O Triunfo da Morte, de Pieter Brueghel, ca. 1562]

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 11.07.2009 às 11:00

Gosto em particular desta soma de números feita pelos média:

Registam-se 71 casos confirmados.

Esqueceram-se de dizer que neste momento só meia dúzia está em quarentena a tomar medicação. Dois ou três em observação e todos os outros já foram tratados ao longo do tempo, estão em casa e já na sua vida normal.

Imagino que continuem a somar, lá para Dezembro teremos números impressionantes.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.07.2009 às 11:23

Certíssimo, meu caro. Haja quem saiba pensar para lá do que os 'media' impingem.
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 11.07.2009 às 13:47

Sim, pelas contas da Srª. Ministra, esta pandemia lá para o Outono, poderá atingir um quarto da população portuguesa(!!), pelo que já fez saber que se encontram encomendadas 2,5 milhões de vacinas! Cá para mim tenho a impressão de que esta 'pandemia' se está a transformar numa 'paranóia' e que, à custa disso, alguém (dos suspeitos do costume, é claro) vai encher os bolsos com mais esta loucura que, mais uma vez, também, todos vamos pagar.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.07.2009 às 14:11

Também acho. Deve ser como a gripe das aves, que ia matar a terça parte da população mundial.
Imagem de perfil

De José Gomes André a 12.07.2009 às 03:27

Acho que as pessoas nem medem bem o que dizem. Falar em 2 milhões de infectados como se nada fosse prova bem o que se pensa de tal afirmação. Porque das duas uma: ou essa hipótese é real - e estaremos perante uma crise económica e social de gravidade ASSUSTADORA, ou é conversa para encher chouriços em período pré-eleitoral.
Imagem de perfil

De José Gomes André a 12.07.2009 às 03:25

Obrigado pelo comentário, caro Daniel. Sinto uma grande revolta pelo tratamento jornalístico deste caso, e talvez uma das piores coisas seja justamente essa enumeração "cumulativa". Portugal "já tem 80" casos, dizem. Mas que estupidez, quando sabemos que 65 ou 70 já recuperaram...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.07.2009 às 23:18

Percebo bem o teu ponto. Quando viajei pela primeira vez para o Oriente, nos anos 70, vacinei-me contra a varíola e a febre amarela, duas doenças hoje praticamente erradicadas (uma delas saiu mesmo do mapa da OMS). Em apenas 30 anos.
Imagem de perfil

De José Gomes André a 12.07.2009 às 03:28

É bem recordado, Pedro... O que me espanta neste caso é o 8 ou 80. Parece que a humanidade nunca enfrentou doenças, e que nunca ultrapassou nenhuma... Que tudo isto é "surpreendente". Não é. Talvez dê jeito, mas não é. Um abraço!

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2015
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2014
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2013
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2012
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2011
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2010
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2009
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D