Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As "gaffes" de Ana Gomes

por José Gomes André, em 06.07.09

Bem sei que é uma mulher combativa, mas cada vez mais me convenço que Ana Gomes não tem jeitinho nenhum para a política. Depois de uma participação errática e quase sempre disparatada na campanha eleitoral para as Europeias (onde se referiu a si própria como sendo perita em assombrações), Ana Gomes parece decidida a prosseguir uma onda de erros e gaffes

Ao duvidoso slogan da sua candidatura à Câmara de Sintra ("uma mulher às direitas" - expressão que em tudo contrasta com a sua posição ideológica), Ana Gomes juntou uma declaração sui generis: "Sintra é agora a minha causa". Escusado será alertar os leitores para o potencial destrutivo do termo "agora", depois das polémicas que envolveram a sua "dupla candidatura" ao PE e a Sintra.

E porque um disparate nunca vem só, leio hoje o seguinte comentário de Ana Gomes à proposta do PS para acabar com as tais "duplas candidaturas": "Depois da especulação perfeitamente demagógica que foi feita a propósito da minha candidatura (...) às eleições europeias e às câmaras, acho que é uma decisão razoável por parte do partido". Terei percebido bem? Ana Gomes acha portanto positiva a decisão do PS porque reage a uma crítica demagógica? Das duas uma: ou acha a crítica demagógica e deveria condenar a decisão do PS, ou está de acordo com a decisão do partido e nesse caso a crítica que lhe fizeram tinha toda a pertinência. Não acerta uma, é o que eu digo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Antifarsista a 06.07.2009 às 19:02

"Não acerta uma, é o que eu digo".

Pois. Mas a verdade é que o tacho do Parlamento Europeu já ninguém lhe tira.
Sem imagem de perfil

De Dr. Mento a 06.07.2009 às 19:32

A Ana Gomes foi escolhida para candidata à Câmara de Sintra depois de ter perdido as eleições para a concelhia local do PS (para as quais fez uma candidatura bem trapalhona, diga-se em abono da verdade). Só isto diz muito das esperanças do PS em tirar Fernando Seara e a coligação Mais Sintra do poder.
Imagem de perfil

De José Gomes André a 07.07.2009 às 03:44

Suspeito que Ana Gomes vai ter dificuldade em ganhar a eleição. Não ponho em causa as suas qualidades morais e de carácter, mas de facto politicamente... é fraca.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.07.2009 às 21:53

Por mim, continuo à espera que Ana Gomes, Vital Moreira ou qualquer outro membro do vasto elenco da Causa Nossa dediquem uma linha à demissão do ministro Pinho. Vão quase cinco dias e... nada.
Imagem de perfil

De José Gomes André a 07.07.2009 às 03:44

Pois é, camarada. E diga-se de passagem que a malta do Corporações também ficou muda. Coisas de espantar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.07.2009 às 09:42

Isso não sei o que é.
Sem imagem de perfil

De Carlos Santos a 07.07.2009 às 02:55

Eu tive que ler duas vezes e ir ler o outro post duas vezes para encontrar as diferenças. Felizmente encontrei, o que devo dizer, me deixa tranquilo em relação a este blogue. Contudo, a diferença é ainda assim pequena: o que aqui é defendido é que Ana Gomes renuncie à candidatura a Sintra e fique no Parlamento Europeu. Com exactamente os mesmos argumentos, o que o Carlos Vidar defende no 5 dias é que Ana Gomes rejeite o Parlamento Europeu e se candidate a Sintra.
A coisa torna-se complexa de um ponto de vista mental, pelo menos para mim: dá-me a sensação que o Carlos Vidar está a rejubilar pela ideia de Ana Gomes e perder em Sintra. E é estranho ver o 5 dias rejubilar com uma vitória do PSD. Porque suponho que ele não imaginará a CDU a vencer em Sintra. Contudo, a tese aqui apresentada dá-me antes a ideia de querer criar problemas ao PS privando-o da cabeça de lista. Ou seja, mostra possivelmente menos confiança na lista do PSD do que tem o Carlos Vidal...
Por isso, como a dúvida é mais difícil entender os raciocínios do 5 dias, em geral, deixo a dúvida aqui ao autor post: seria possível clarificar porquê defender essa solução e não a do Carlos Vidal? No resto a convergência é clara e o objectico (estranhamente no caso dele) comum. Mas por outro lado preocupa-me essa proximidade entre o PSD e a CDU. Porque se O BE tem uma postura mais aberta, a cdu sabemos onde está e estará. Resta a questão, e o PSD? Tornou-se "colectivista"?
São duas dúvidas eu sei, mas tenho a certeza que serão cabalmente esclarecidas por quem de direito.
Carlos Santos
Imagem de perfil

De José Gomes André a 07.07.2009 às 03:48

Deve ser problema meu, mas a cada dia que passa cada vez menos percebo o que vossa excelência diz. O "outro" post? Não sei do que se fala. O Carlos Vidar? Mas quem é o Carlos Vidar? Eu falei no Carlos Vidar? "Privando-a de cabeça-de-lista"? Mas eu falei em privar alguém do que quer que fosse? Sugeri que Ana Gomes não se candidatasse? O "PSD"? Mas quem é que falou em PSD? E o "colectivismo" tem a ver com quê? Tem a certeza vossa Excelência que o seu comentário se referia a este texto?
Sem imagem de perfil

De João Neto a 07.07.2009 às 16:13

Lol!! Há com cada um!

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2015
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2014
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2013
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2012
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2011
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2010
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2009
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D