Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A star is dead

por Ana Vidal, em 26.06.09

Michael Jackson não era só aquela aberração estética que todos conhecemos. Não era só o eterno protagonista de atitudes polémicas, chocantes até, que o transformaram numa espécie de freak show ambulante. Não era só uma patética encarnação de Peter Pan. Era também um dançarino único e um músico cheio de talento.

 

Era também isto:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


31 comentários

Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 26.06.2009 às 00:28

Ironicamente morreu cedo, como convém a um Peter Pan
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 00:44

É verdade, Teresa, apesar de toda aquela luta aflitiva para se manter jovem. É irónico, mesmo.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 26.06.2009 às 00:29

Confesso a minha limitação. Não consigo dissociar.
Que esteja em descanso.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 00:47

Eu consigo, Maria do Sol. Felizmente. E é tão comum neste mundo de excessos, esse contraste entre a pessoa e o artista...
Sem imagem de perfil

De mdsol a 26.06.2009 às 00:51

O problema para mim não são os excessos. Mas a natureza dos excessos.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 00:56

Eu percebo-a, Maria do Sol. Mas, como disse, consigo dissociar as duas coisas.
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 26.06.2009 às 01:00

Exacto! Provavelmente qualquer coisa geracional. Os anos 80 estão marcados por MJ. Don´t stop till you get enough!
Imagem de perfil

De ariel a 26.06.2009 às 00:32

Lindíssima e sensível homenagem Ana. As estrelas são sempre de outra dimensão.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 26.06.2009 às 00:36

Ariel, as estrelas são concerteza de outra dimensão, por isso são estrelas. Mas há coisas que, para mim, são suficientes para retirar o estuto de estrela por melhor que seja a performance artística. Este é um dos casos. Como disse acima, que descanse em paz!
Imagem de perfil

De ariel a 26.06.2009 às 00:55

Compreendo-a muito bem Maria do Sol, mas ele foi e é uma estrela, malgré tout . E não temos necessariamente de as admirar incondicionalmente .
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 00:52

O álbum History é um clássico que ouço muitas vezes, um best of precioso. E esta canção mostra uma faceta menos conhecida da voz dele, que não se encontra nas mais conhecidas, com outros ritmos.
Acho que ele era mesmo de outra dimensão, para o melhor e para o pior.
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 26.06.2009 às 00:34

Uma estrela que não morreu!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 00:54

Pois não. Foi suficientemente "diferente", em todos os aspectos, para ser lembrado ainda por muitos anos.
Sem imagem de perfil

De Pedro Morgado a 26.06.2009 às 00:53

Concordo. Era único. A minha preferida: http://www.youtube.com/watch?v=znKi6rpfB7A
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 01:02

Linda, essa. É-me difícil escolher uma preferida... talvez esta: http://www.youtube.com/watch?v=b74rzdQOIjI.

Mas daqui a 5 minutos já mudei de ideias. :-)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 26.06.2009 às 01:24

Concordo com a Maria do Sol e respeito os restantes. É-me difícil apreciar sem ser pelo todo que me é dado a conhecer.
Sem imagem de perfil

De patti a 26.06.2009 às 13:10

Mas pincipalmente é feito no Pelourinho de Salvador da Bahía, com os meninos do Olodum.
É magnífica a força deste vídeo!
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 26.06.2009 às 11:27

Michael Jackson não era efectivamente um dos meus ídolos, sem que isso signifique que possa deixar de reconhecer que foi um dos maiores ícones musicais das últimas décadas. Era na verdade um artista de craveira excepcional, mas aquela aura de exotismo, de folclore, de estranheza de que se fez rodear, não contribuíram muito - antes pelo contrário - para o engrandecimento do seu imenso talento artístico, em minha opinião. Sendo um facto incontornável a notícia da sua morte, parabéns Ana, pela homenagem que aqui lhe pudemos deixar e também pelo lindíssimo video do Chaplin (que me fez rir até às lágrimas), acompanhado pela belíssima voz do Michael Jackson.
"And remember: Whatever happens, just keep smiling!"
Imagem de perfil

De João Carvalho a 26.06.2009 às 11:30

Estou inteiramente de acordo contigo, Luís. E creio que a Maria do Sol também.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 12:10

Mas eu estou inteiramente de acordo consigo, Luís. E também com o João e a Maria do Sol, no que toca à personna que foi MJ. Quem eu lembro aqui é o músico excepcional, e foi por isso mesmo que escolhi este video onde só a voz dele está presente, num registo sem esse folclore insuportável. Para imagens, prefiro as de Chaplin, que casam na perfeição com a delicadeza da voz de MJ. De todas as versões que já se fizeram de "Smile", é esta a que prefiro.

Foi de propósito que sacrifiquei as mil maravilhosas canções que ele compôs para escolher uma que não é dele, e que sacrifiquei os originalíssimos passos de dança que ele inventou, negando-lhe a imagem aqui. Tudo isso em nome de uma evocação mais digna de um músico que admiro e que ficará para a história, pelas boas e também pelas más razões.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 26.06.2009 às 13:50

E fê-lo muitíssimo bem e com muito bom gosto, Ana.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 16:48

Obrigada, João.

(Incluo aqui uma errata para o meu comentário anterior, se não te importas: "já foram feitas" e não "já se fizeram". Assim está mais correcto) :-)
Sem imagem de perfil

De patti a 26.06.2009 às 12:41

Estou contigo na aceitação de génios dúbios como este, Ana e também compreendo a Mdsol e o João.

Há um pequeno truque, que apesar de queimar na pele, se for conseguido até resulta: separar o homem do artista. Se assim não for, perder-se-á muito do talento da humanidade. A admiração que temos por alguém que leva a arte a planos do inatingível, implica grandes riscos e arcar sem pieguices com os pecados do artista; também eles muitas vezes incompreensíveis. (Ares da Minha Graça, de hoje)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 13:03

Já lá vou ler-te, Patti. Mas é isso mesmo que dizes: se não conseguíssemos separar a obra do seu criador, perderíamos muito do que de melhor se faz em arte no mundo inteiro. A lista de génios que foam/são execráveis como pessoas, é interminável.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 26.06.2009 às 13:51

Diz muito bem, Patti. É seguramente uma fraqueza minha não conseguir separar com clareza.
Sem imagem de perfil

De patti a 26.06.2009 às 14:00

Nada disso, João; somos só humanos.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 26.06.2009 às 14:09

Obrigado pela compreensão, Patti. Ainda bem que o diz.
Sem imagem de perfil

De Gabriel Silva a 26.06.2009 às 16:19

Uma interessante cover, que desconhecia.

Embora no entanto me pareça que acabe por funcionar como homenagem ao génio do seu autor original: Charlie Chaplin
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.06.2009 às 16:28

Claro que sim, e não há mal nenhum nisso! :-)

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2015
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2014
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2013
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2012
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2011
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2010
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2009
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D