Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Para ver se isto tudo muda"

por Pedro Correia, em 11.07.13

«É uma jogada de risco [a do Presidente da República] porque os partidos estão realmente tão desacreditados e tão mal que temo que não sejam capazes disso [de um acordo]. E isso é dramático para o regime. E por isso eu defendo também reformas no regime para ver se isto tudo muda.»

 

«Não sei se os partidos se conseguem entender. Mas foi-lhes dada pelo Presidente da República uma oportunidade única de se poderem credibilizar perante a opinião pública.»

 

«Eu estou muito mais confortado com esta intervenção do senhor Presidente da República do que com uma outra qualquer, ou que dissolvesse ou que reconduzisse [o Governo] da forma como os dois partidos que neste momento têm maioria negociaram as coisas.»

 

«Vale a pena perdermos uns dias e tentar arranjar uma coisa mais coerente do que ir já para uma solução qualquer, seja a dissolução [da Assembleia da República] que as pessoas não querem, seja a continuidade deste Governo reformulado, que as pessoas também não querem.»

 

Rui Rio, juntando-se ao discurso antipartidos a pretexto da intervenção de ontem do PR

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Palha d'Aço a 11.07.2013 às 13:04

... no que foi secundado por Antóno Costa, já que o Zezinho inexiste...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.07.2013 às 13:26

Em tempo de "salvação nacional" todos contam, Palha d' Aço. Você também. Sem esquecer a Aguarrás.
Sem imagem de perfil

De (adenda) a 11.07.2013 às 13:13

Afinal, o título não condiz lá muito com o conteúdo...

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2013/07/11/rui-rio-e-antonio-costa-defendem-renegociacao-do-memorando
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.07.2013 às 13:49

No PS, Costa apressa-se a dar a táctica. A política tem horror ao vácuo.
Sem imagem de perfil

De da Maia a 11.07.2013 às 14:25

Aspiradores de memória:
1) A demissão de Paulo faz esquecer a de Vitor.
2) O revogação da demissão faz esquecer as demissões.
3) A palhaçada da salvação dos salvados nacionais faz parecer Paulo um actor sério no meio do circo.

Alguém já disse, não me lembro quem, que se tratava de um problema entre os credores e a administração da massa falida.
Sem imagem de perfil

De serviços do Alexis, mudo tudo num ápice a 11.07.2013 às 16:10

As mudanças dão-me jeito, é o meu business. Mas esta é mesmo inesperada, isto estava tudo tão bom com o grande líder Passos Coelho, mesmo mesmo mesmo à beirinha da retoma. Cá pra mim a única coisinha que ele, esse grande governante que não abandona o barco, fez menos bem, é que não devia ter deixado o seu sócio (ups), companheiro corrijo ainda a tempo, Dòtor Relvas ter saído do desgoverno, a coisa (mudança) seria muito menos enfandonha. Aliás, eu que percebo de mudanças, não percebo a recusa em deixar sair o Sr. Portas e ter deixado saír o Dòtor Relvas, mistérios... O desgoverno nunca mais teve a mesma patine.
Sem imagem de perfil

De am a 11.07.2013 às 17:27

O discurso do PR veio de Jupiter... demorou 2 anos a chegar!

Este país é ingovernável!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.07.2013 às 02:34

Já os romanos, coitados, diziam isso.
Sem imagem de perfil

De amendes a 11.07.2013 às 17:45

Este precioso discurso ( guardado na gaveta desde 1911)

Foi (é) um balsamo para os politógos encartados das TVS...

Ontem:

RTP - 2 / SIC -2 - TVI -1 ( nos telejornais)

RTP INF - 10 / SICN 8 / TVI INF 12 ( ao longo da noite)
Total: - 35

Hoje espera-se a mesma fornada!

Oxá-la consigam esclarecer sua Exª o Presidente.



Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.07.2013 às 02:34

Sinto-me esmagado com tanta sapiência televisiva. A pátria está salva. Pelo menos a pátria que permanece sentada no sofá, serão após serão.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D