Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




De viagem em viagem

por Leonor Barros, em 17.01.09

Depois de algum tempo na minha mesa-de-cabeceira regressa à estante, provavelmente a sua morada final, a minha primeira leitura de 2009. As críticas favoráveis determinaram a escolha e aventurei-me pela viagem. Tinha acabado de sair de uma outra, algures por Istambul e pela Turquia inóspita, com A Vida Nova, de Orhan Pamuk, um livro perturbante que me deixou inquieta, a prova de que será sem dúvida um bom livro. Só os livros bons são capazes de ficar no leitor depois de lida a última palavra.
A segunda viagem foi então pela mão do Nobel português. Iniciada em Lisboa e terminada em Viena, A Viagem do Elefante é um livro cheio de peripécias e imprevistos e carregado de metáforas ou não fosse a viagem uma das metáforas por excelência da própria vida. Este Saramago, que me deixou até à página 182 a pensar por que seria afinal o melhor Saramago, é de leitura rápida, contrariamente a outros que já li. Contém os ingredientes habituais: o dedo apontado ao clero e aos milagres, a conversa do narrador – ou será do autor? - com o leitor, o sarcasmo e a lucidez de mãos dada, a imaginação prodigiosa de sempre numa escrita sem mácula. Embora as minhas preferências recaiam sobre Memorial do Convento e As Intermitências da Morte este merece o meu aplauso. Sigo agora outra viagem.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Antifassista a 17.01.2009 às 20:22

"escrita sem mácula"?

Olhe que não, Leonor, olhe que não.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 17.01.2009 às 21:39

São, naturalmente, pontos de vista.
Imagem de perfil

De André Couto a 18.01.2009 às 22:39

Concordo com a Leonor, absolutamente "sem mácula".
A título de curiosidade pode dar-nos um exemplo de uma mácula naquele livro?
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.01.2009 às 20:37

Pela minha parte, Leonor, continuarei a guardar o único Saramago tentador, o Saramago do 'Memorial do Convento'. (Ah... esses itálicos nos comentários...)
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 17.01.2009 às 21:42

Ai os itálicos... Já tentei explicar mas não dá aqui nos comentários. Só pelo mail.
Sim, o Memorial também tem um lugar especial, até por outras razões ligadas a Mafra. Depois deste hei-de ler o Ano da Morte de Ricardo Reis, não já.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.01.2009 às 21:59

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De António P. Castro a 17.01.2009 às 21:08

O que mais me seduz neste post é falar-se, a propósito do Saramago, de uma "escrita sem mácula".
Há coisas que não lembram ao mais pintado...
Sem imagem de perfil

De PDuarte a 18.01.2009 às 00:03

Leonor, empresta-o ao Pedro Correia que ele vai adorar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.01.2009 às 00:21

Deixa estar, não vale a pena...
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 18.01.2009 às 10:30

E acha que eu desejo mal ao Pedro? ;-)
Sem imagem de perfil

De Luísa a 18.01.2009 às 04:25

Obrigada pelo seu comentário, Leonor. O Saramago é uma leitura nem sempre acho fácil, com o seu estilo por vezes «ladainhesco» e alguma catequização, que representam para mim penosas travessias do deserto, mas estava com curiosidade, pelo que se ouvia dizer. Fico sabendo que não é inovador (no estilo e, se calhar, na catequização), mas o facto de ser de leitura rápida é um incentivo. Vou abalançar-me à empreitada. :-)
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 18.01.2009 às 10:29

Olá Luísa,
Gosto muito de a ver por cá. Este é um Saramago ao seu estilo, portanto a catequização, que me cansa também e cada vez mais, está lá. O que gostei no livro foi a imaginação e a descrição tão bem feita. Talvez daí a comparação que se faz ao Memorial do Convento. Ler nunca faz mal :-)
Beijinho e bom Domingo
Imagem de perfil

De André Couto a 18.01.2009 às 22:43

Por curiosidade, qual será a próxima viagem?
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 18.01.2009 às 23:04

A próxima é ao Rio de Janeiro com Era no tempo do Rei do Ruy Castro mas algo me diz que se vai meter outra pelo meio.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 19.01.2009 às 10:24

Obrigada, André.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D