Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nunca se sabe (2)

por João Carvalho, em 16.01.09

Aproveito o lanço do J.M. Coutinho Ribeiro, com a devida vénia, para confessar o meu pecadilho: ontem fui aqui um tudo-nada provocador naquele momento pré-entrevista. Não o fiz por acaso, porque nunca se sabe e era sempre um risco calculado. Das duas possibilidades, uma resultaria de qualquer modo: a entrevista a Manuela Ferreira Leite seria escalpelizada à exaustão e este blogue ainda contou com número apreciável de comentários inteiramente marginais, mas que reflectem as diferentes sensibilidades de quem passou a frequentar o DO, o que é bom e só nos honra.

Já em outro resultado que eu poderia esperar, a coisa complicou-se. Na minha opinião, Manuela Ferreira Leite mostrou-se (finalmente) mais e melhor. Agora, passado um dia e face aos mais recentes dados da sondagem habitual, talvez possa fazer-se uma reflexão mais assertiva.

Parece cada vez mais improvável o PS repetir a maioria absoluta, como parece cada vez menos provável o PSD substituí-lo. Por um lado, José Sócrates terá de encaixar que a repetição de maiorias absolutas é coisa que ficou na História contemporânea com Cavaco Silva: foi uma vez sem exemplo. Por outro lado, escasseia o tempo para Manuela Ferreira Leite se afirmar: não há-de ser fácil encontrar um projecto claramente demarcado (embora ontem tenha ensaiado alguns passos nesse sentido) e há-de ser impossível explicar o inexplicável, como o caso Santana.

Por muitas razões, entendo que o PSD ainda não concluiu a travessia traumática (que o Partido Republicano dos EUA, por exemplo, vai iniciar agora e que se prevê igualmente longa). Por outras tantas, o PS está objectivamente desgastado e apenas se aguentará porque fica a ideia de que sempre conhece melhor a crise externa e que, por medo nosso, mais vale deixá-lo.

Nada disto é muito novo, excepto o cansaço de ver o panorama desolador que nos é oferecido. Daí que a generalidade dos eleitores se tenha habituado a nunca eleger alguém por mérito próprio, mas por demérito do outro. O que, além de desolador, já é um case study...

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.01.2009 às 10:25

Caro João Carvalho,

Vou voltar a transcrever as frases de MFL:

"Pedro Santana Lopes tem crédito para ser presidente de câmara" [...] "tem obra feita como presidente de câmara" [...] "ser presidente de câmara ou primeiro-ministro é completamente diferente" [...] "fui eu, como presidente da distrital de Lisboa, que escolhi Santana Lopes em 2005"

Está esclarecido? mais objectiva, MFL, não podia ser...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.01.2009 às 13:07

Meu caro Luís Melo, vou transcrever a minha frase sobre Manuela Ferreira Leite: «(...) há-de ser impossível explicar o inexplicável, como o caso Santana.» Está esclarecido? Mais objectivo não posso ser...

Sei que o caso já o envolveu em debate alguns 'posts' abaixo. Acho que estamos - nós os dois - esclarecidos, cada um pensando pela sua cabeça, e quero crer que não é mera teimosia, mas pura convicção.

Ainda bem que é assim, porque dá mais cor ao cinzentismo crescente que nos tolhe tantas vezes. Vá aparecendo sempre e não faça cerimónias para continuar a opinar.
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 17.01.2009 às 13:39

Caro João,

Se fosse inexplicável, não tinha explicação.

MFL explicou, e bem, porque foi contra PSL como PM e é a favor de PSL como Presid. Câmara.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.01.2009 às 14:00

Explicado para si, Luís. O nosso debate não seria diferente do que já foi travado mais abaixo. Para si, ela «explicou, e bem». Para mim, ela tentou; e mal, porque faço parte dos que não estão convencidos.
Sem imagem de perfil

De ana domingues a 17.01.2009 às 18:57

POPULISMO. É o resultado de quem não tem ideias, soluções e convicções. Assim está MFL, LFM e PSL. Assim está o Partido Popular Democrático/Partido Social Democrático. Nem os hermanos do PP os percebem...HA!HA!HA!
Sem imagem de perfil

De arnesto a 17.01.2009 às 20:29

Ó m'lher, arrecolhe-te! Nem o nome do partido por extenso sabes... Chiça!
Sem imagem de perfil

De ana domingues a 21.01.2009 às 13:29

Meu caro senhor ao responder-me assim deve-me estar a confundir com senhora sua Mãe que teve um filho tão básico que não sabe interpretar um texto simples.
Com os melhores cumprimentos

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D