Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nota-se que Vítor Gaspar não é um internauta assíduo, ou um homem habituado a conversas de café ou a caixas de comentários online - caso contrário, a analogia salazarenta do deputado João Galamba não o chocaria ou ofenderia, pois ela não mais é do que a versão portuguesa, pequenina e esquerdista da Lei de Godwin. Quanto ao deputado achar que o discurso do ministro das Finanças não tem lugar em democracia, enfim, é uma opinião que não deixa de ter a sua ironia, ainda que decerto involuntária. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De JS a 31.10.2012 às 01:42

A Assembleia dos Partidos, vulgo Assembleia da República, é um espectáculo deprimente, doentio , de muito mau gosto, alheio à triste realidade, ao dia a dia do cidadão comum que, ainda por cima, paga, com o seu pobre nível de vida, aquilo.
Ninguém consegue acabar com semelhante desperdício dos erário público?.
Um gabinetezinho , baratinho, com os 3 representantes era muito mais barato, e salutar.
E o resultado final era precisamente o mesmo.
Imagem de perfil

De João Campos a 31.10.2012 às 13:54

Provavelmente...
Sem imagem de perfil

De António Ferro a 31.10.2012 às 01:52

" a versão portuguesa, pequenina e esquerdista", aqui está um belo tiro no pé. Isso também se insere na lei de goodwin tuga, não?

Já agora, usando os mesmos argumentos, eu poderia dizer que a "versão portuguesa, pequenina e direitista" limita-se a substituir o salazar (sim, em minúsculas) pelo staline. Fazem sempre esta analogia quando ficam sem argumentos.

A realidade é lixada, não é?
Imagem de perfil

De João Campos a 31.10.2012 às 13:53

Teria razão se, nos termos da Lei de Godwin, Staline fosse sequer remotamente equivalente a Hitler - e não é (basta frequentar fóruns de discussão e caixas de comentários para o perceber). No caso português, não temos equivalente - apenas aturámos Salazar, e já foi muito mais do que devíamos ter aturado.

Sim, a realidade é lixada. Muito mesmo. Estamos todos a perceber isso mesmo nos dias que correm.
Sem imagem de perfil

De CeC a 31.10.2012 às 08:18

Convenhamos que até deu uma boa "tacada", como resposta: "A minha geração conheceu, ao contrário da de João Galamba, o regime de Salazar".
Imagem de perfil

De João Campos a 31.10.2012 às 13:54

Sim, a réplica foi boa, mas a pobreza argumentativa do deputado João Galamba é que é confrangedora.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D