Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Enganados e mal pagos

por Leonor Barros, em 28.01.12

Acho uma certa piada à indignação que anda por aí porque Alberto João Jardim não se demitiu. Sócrates mentiu e não se demitiu, Pedro Passos Coelho mentiu e fez exactamente o que outros fizeram antes dele, não se demitiu. Não sei qual é a admiração. Neste país ninguém se demite por faltar à sua palavra e mentir vilmente aos portugueses. Deve ser o fado. Admitamos a nossa condição de enganados ou façamos como na Islândia e metamo-los dentro. Diz que o país prospera agora.

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Bartolomeu a 28.01.2012 às 16:31

A "democracia" que não conquistámos com a revolução de Abril de 74, porque não participámos nela, fêz do povo português, uma massa inerte.
Nos países onde as democracias foram ganhas pela força do braço ou do intelecto de um povo, os actos praticados por todos os que atraiçoam os princípios dessa democracia, são repudiados, julgados e condenados.
Os cidadãos desses países sabem, porque lhes foi ensinado de pequenos, que alguém da sua família, arriscou a vida, para lhes dar por herança, liberdade.
Liberdade de ser, de eleger e de exigir. Os cidadãos desses países sabem que a liberdade de ser, começa por respeitar a liberdade do outro e a liberdade de exigir, começa na obrigatoriedade de cumprir.
Aos cidadãos desses países, ensinaram-lhes o significado e o valor da palavra cidadania, por isso... defendem-na e respeitam-na.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 28.01.2012 às 16:50

É um problema de mentalidades e de respeito pelo próximo. A impunidade que se vive neste país e a falta de vergonha na cara não ajudam em nada.
Imagem de perfil

De António Manuel Venda a 28.01.2012 às 17:06

É exactamente como dizes, Leonor. Por que é que haveria de ser apenas o Alberto João Jardim a demitir-se? O que eu não percebo é como é que estes tipos mentem da forma que se tem visto e é como se não fosse nada com eles.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 28.01.2012 às 17:12

Já nem é lata, é mais que isso. Andaram todos na mesma escola, António.
Sem imagem de perfil

De Largo a 28.01.2012 às 17:13

http://www.largodascalhandrices.com/2012/01/humildade-ou-fingimento.html
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2012 às 17:48

A indignação é só porque é mais uma, esta talvez a mais descarada falta de vergonha que, mais uma vez, este político demonstra.
A juntar a tantas outras vezes, a tantos outros políticos.
A questão é que antes, ludibriavam, mentiam, enganavam, assim meio à socapa e nós, de olhos meio tapadinhos, íamos comendo.
Agora, comemos na mesma, mas com uma enorme diferença.
Agora é tudo às claras.
Por isso já começa a ser caricato e ridículo ficarmos indignados.
Já não é preciso. Assumamos de uma vez por todas que somos uns trouxas, uns bananas e deixemos-nos de fingimentos.
Somos trouxas e gostamos. Ponto.

Espera.... há já aí gente a piar... Não somos??
Ainda há gente com eles no sitio??
A sério??
Então estamos à espera do quê?
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 28.01.2012 às 18:46

Agora nota-se mais que refilamos, é verdade. Quanto ao resto, continuamos a ser trouxas. Sempre enganados mas sempre calmos.
Sem imagem de perfil

De O Lendário Fábio Ivanildo a 28.01.2012 às 17:52

(decidindo que o robalo pescado à linha hoje de manhã será acompanhado por um Murganheira Bruto)

Cara Leonor, é fundamental para o equilíbrio das finanças públicas que Alberto João não se demita. Em se demitindo, mergulharia nas profundezas do anonimato e perderíamos motivo de gargalhar, só de o ver na erretêpê E, já se sabe, um povo que não se ri é um povo infeliz e um povo infeliz produz menos. A bem da Nação, portanto, que Alberto João por lá continue.

(decidindo que ainda tenho tempo para um gin tónico)
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 28.01.2012 às 18:56

O argumento é sempre esse, não é bom que quem está no poder se demita porque as consequências podem ser calamitosas. A questão é que devia haver algo chamado 'honra', 'honestidade' e 'hombridade' que desapareceu nos governantes. Por mim, é indiferente que lá fique, é igual aos outros. Pior, concedo, porque é insuportável, grosseiro e mal-educado.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D