Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Melhores filmes de 2008

por Pedro Correia, em 13.01.09

 

Eu e a minha mania de elaborar listas de fim de ano. Qual o melhor filme de 2008? De tudo quanto vi – e foi menos do que noutros anos e muito menos do que gostaria – a longa-metragem que mais me tocou foi O Estado Selvagem, de Sean Penn. Um belíssimo filme, em grande parte rodado no Alasca, que reconstitui a história (verídica) de um jovem, oriundo de uma família abastada de Washington, que após concluir a licenciatura corta todos os vínculos à sociedade e parte em busca de um lugar onde os valores não sejam medidos pelo dinheiro. É um filme que nos faz reflectir sobre o vazio desta civilização materialista e hedonista em que vivemos, com uma soberba realização e um magnífico desempenho do protagonista, Emile Hirsch. Um filme que me despertou a vontade de ler a obra homónima que lhe deu origem, de Jon Krakauer, sobre o jovem Christopher McCandless, nascido em 1968 e falecido em 1992, no Alasca, de fome e frio.

Outros filmes de que também gostei muito no ano passado: Juno, de Jason Reitman - deliciosa comédia juvenil, com uma excelente banda sonora e uma interpretação inesquecível de Ellen Page; Entrevista, de Steve Buscemi – filme com duas personagens num crescendo de intensidade dramática que constitui uma invulgar desmontagem dos mecanismos jornalísticos; Corações, do veterano Alain Resnais – um melodrama fragmentado em múltiplos episódios que nos fala da incomunicabilidade, um dos maiores pecados do mundo contemporâneo; Antes que o Diabo Saiba que Morreste, do também veterano Sidney Lumet – fabulosa digressão pelos meandros do cinema negro, com uma visão dilacerada das relações familiares nos Estados Unidos e um naipe de intérpretes em estado de graça, incluindo Albert Finney, nome grande de muitas décadas da Sétima Arte.
 
Foto: Emile Hirsch em Into the Wild, de Sean Penn

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


3 comentários

Sem imagem de perfil

De João André a 14.01.2009 às 08:57

Gostei das escolhas, embora (ainda) não tenha visto Corações nem Entrevista. Acrescentaria Wall-E, uma filme que consegue maravilhar e preocupar ao mesmo tempo, sempre com uma história bem construída e sem precisar de diálogos reais.
Sem imagem de perfil

De Olho de Lince a 14.01.2009 às 15:08

"O Lado Selvagem" é, de facto, um belíssimo filme. Encantador e marcante. De sublinhar que a leitura do livro homónimo desvenda-nos uma série de interrogações acerca da figura e das motivações de Christopher McCandless, que o filme, dada a sua natureza, não consegue; daí a mais-valia da sua leitura.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.01.2009 às 21:46

Depois do que diz fiquei ainda com mais vontade de ler o livro.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D