Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dúvidas

por Ana Margarida Craveiro, em 16.11.11

Sempre que oiço Louçã ou Jerónimo (ou alguém dos respectivos partidos) a falar sobre urrricos e os bancos, tenho sempre uma dúvida: mas esta gente guarda o dinheiro onde, debaixo do colchão? É que independentemente de eu até poder discordar das políticas dos bancos, e da distribuição de dividendos e blá blá blá, no final do dia gosto de saber que o sítio onde tenho o meu pouco dinheirinho vai continuar de portas abertas. Gosto de saber que o meu pouco dinheirinho não desaparece numa qualquer falência ou bancarrota. Mas isso, sei lá, sou eu. Se calhar as outras pessoas, como o Louçã e o Jerónimo, são mais espertas que eu, e têm o dinheiro numa latinha em casa, à prova de incêndios e intempéries. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro a 16.11.2011 às 17:27

Ana Margarida, o facto de eu, por exemplo, falar contra o mau estado geral das estradas e os maus empreiteiros, não quer dizer que prefira andar por carreiros de cabras. Bom, às vezes tem mesmo de se ir por caminhos alternativos. Há muita gente que deve estar agora a pensar que mais valia ter deixado o dinheiro em casa numa latinha, do que o ter colocado no BPP.
Sem imagem de perfil

De Beirão a 16.11.2011 às 19:15

Este Pedro, lá na sua, está a tomar a árvore (BPP ) por toda a floresta.
Com que então caminhos alternativos à Banca para guardar uns dinheiritos!
Sem imagem de perfil

De Pedro a 17.11.2011 às 09:37

Acho que não me leu bem. Ninguém está contra a existência de bancos. O que eu digo é que um depósito em bancos, até pelo exemplo que dei (posso dar outros, aqui ou lá fora) não é uma protecção divina contra a desgraça e criticar banqueiros não é o mesmo que criticar Nosso Senhor.
Sem imagem de perfil

De io a 16.11.2011 às 18:18

Será que o têm na Venezuela ou Correia do Norte, Cuba..ou assim..!
Sem imagem de perfil

De José Luiz Sarmento a 16.11.2011 às 21:43

Podem tê-lo na Caixa Geral de Depósitos ou no Montepio, que são as únicas alternativas em Portugal à banca comercial privada.
Imagem de perfil

De João Severino a 16.11.2011 às 22:21

Não por aí, mas sim na Suíça...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 16.11.2011 às 18:39

O mais chocante é que os bancos estão em sarilhos porque financiaram o Estado Social do Louçã e do Jerónimo. Estado Social que agora não pagaria se não fosse a magia do BCE.
Mas se os grandes Bancos nesta década que passou se tivessem recusado a comprar dívida e a financiar todos os projectos do Estado os mesmos Louçã e Jerónimo mais os seus amigos nos jornais teriam feitio uma campanha contra os Bancos.
Assim a Esquerda aceitou os Bancos ficando com uma parte do poder para comprar votos e os Bancos apresentaram o preço. Como seriam os contribuintes a pagar a conta ninguém se importou.
O problema chegou porque perderam o controlo viciaram-se no crédito... A montanha de crédito é tão grande que é impossível pagar sem regressar à riqueza dos anos 90.

Sem imagem de perfil

De Sara a 16.11.2011 às 22:41

Sim, claro, é precisamente por isso que os pobres bancos estão tão mal. Coitados dos bancos, que emprestaram dinheirinho aos Estados, ao público que é tão mau gestor e torrou o dinheirinho dos bancos. As minhas condolências, bancos!
Sem imagem de perfil

De Beirão a 16.11.2011 às 19:10

Boa malha.

Outra coisa que me inquieta e, porque não dizê-lo, me faz chegar a mostarda ao nariz, é o que essas duas boas almas (o seráfico Louçã até é economista) acham de onde é que nos vem o dinheirinho para pagar salários, reformas e pensões depois de, como é mais que sabido, o inefável Sócrates e o seu bando terem deixado o país, nem já digo a pão e água , mas, sim, na mais vil falência.
Sem imagem de perfil

De Ulisses a 16.11.2011 às 20:19

Aninhas, este foi mesmo para encher chouriços não foi? Estou quase a considerá-lo o pensamento do dia, profundo...
Sem imagem de perfil

De José Luiz Sarmento a 16.11.2011 às 21:40

Na América há centenas de milhares de pessoas a tirarem o dinheiro da banca comercial privada para o porem em associações mutualistas sem fins lucrativos. Há mesmo movimentos organizados neste sentido.
Em Portugal só há uma instituição de crédito deste género: o Montepio Geral. Mas em contrapartida há um banco público, a Caixa Geral de Depósitos. É nesta que tenho o meu dinheiro, enquanto a não privatizarem. Se a privatizarem, passo-o para o Montepio ou para uma instituição congénere estrangeira.
Sem imagem de perfil

De Rómulo da Silva a 16.11.2011 às 22:05

O meu está num pé de meia debaixo do colchão.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 16.11.2011 às 22:44

Um texto a ler sem preconceitos: Louça sabe do que fala e apresenta soluções.

http://www.esquerda.net/artigo/esquerda-contra-d%C3%ADvidadura
Sem imagem de perfil

De Sara a 16.11.2011 às 22:44

O facto de se criticar uma coisa não faz necessariamente de nós uns anti-coisa. Sobretudo quando não há alternativas. É por saberem que representam praticamente a nossa única alternativa que os bancos podem tudo neste mundo (por isso e por outras coisas mais). É nosso dever reportar abusos e exigir melhor. Ou não?
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 17.11.2011 às 08:46

Se os bancos podem tudo neste mundo porque raio valem hoje 1/10 do que valiam há 2 anos atrás e vários faliram?
Que tal começar-se a deixar entrar mais luz.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 18.11.2011 às 10:38

"... O BCP que em 2007 se transaccionava a 4,22 € está a 0,16 e o BES que estava a 17,26 está a 1,5. E a procissão ainda vai no adro."

Tirado daqui. http://portugalcontemporaneo.blogspot.com/2011/10/ps-liquidou-banca-portuguesa.html

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D