Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como era de esperar

por Rui Rocha, em 03.11.11

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.11.2011 às 12:34

À atenção dos portugueses entusiasmados com o anunciado referendo na Grécia. Será que revelarão idêntico entusiasmo por eventuais referendos noutros países?
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 03.11.2011 às 13:02

Espero que sim, Pedro. É uma questão de coerência.
Imagem de perfil

De Luís M. Jorge a 03.11.2011 às 12:52

Mal de nós se as questões europeias começarem a ser decididas pelas capas dos tablóides alemães, Rui.

Quanto aos referendos são um direito de todos, e não sei que problema há neles: clarificam, esclarecem e dão poder de decisão a quem interessa — aqueles que pagam, em Atenas ou em Berlim.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 03.11.2011 às 13:02

O ponto não é o mensageiro, Luís.

Concordo contigo quanto ao que dizes no segundo parágrafo. E também me parece que à construção europeia tem faltado democracia.

Pelo que tenho visto do que vamos escrevendo sobre o assunto, apenas divergimos no que diz respeito a "este" referendo grego. Nas actauis circunstâncias, pretende-se tudo menos devolver a decisão ao povo.
Imagem de perfil

De Luís M. Jorge a 03.11.2011 às 13:28

Ok, acabo de fazer um posto em que explico qual é, na minha opinião, a grande vantagem do referendo.
Sem imagem de perfil

De sampy a 03.11.2011 às 14:40

Mas quantas vezes será preciso dizer que não vai haver referendo nenhum?!
Tratou-se apenas de uma manobra para travar os militares. E o objectivo está, para já, conseguido. É assim tão difícil de perceber?
Claro que a "bomba" causou muita confusão e danos consideráveis nos mercados. Mas tudo isso é recuperável. O que não podia acontecer era um golpe militar na Grécia, agora que se está prestes a atacar o Irão. Simplesmente não é hora de brincar com os turcos.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 03.11.2011 às 14:57

Também me parece que é cada vez mais provável que o referendo caia, Sampy. Em todo o caso, nem que seja como linha de análise especulativa, é interessante perceber como nos situamos face a essa eventualidade.
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 03.11.2011 às 15:00

Li algures que referendo é uma coisa totalmente diferente do que o governo grego quer fazer. Referendo é antes e exigido pelo povo, depois e exigido pelo governo é um plebiscito.
No meio desta confusão toda dei por mim a pensar: ninguém me perguntou se eu queria entrar para a então CEE, se estava de acordo com este ou aquele tratado, se admitia substituir a minha moeda, etc. Concluí: tudo isto tem sido feito nas minhas costas, a propalada democracia, inventada pelos gregos note-se, pura e simplesmente não existe em todos os sentidos.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 03.11.2011 às 15:17

Leu e pensou bem, Singularis.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D