Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Leituras

por Laura Ramos, em 29.10.11

 

É o género de obra que me encanta. Produto de uma investigação apurada e consistente, mas que não despreza, na sua riqueza  documental, a oportunidade estética.

Não é só um livro de autor: é uma construção atravessada de sensibilidade sobre variadíssimos actores da nossa história cívica e cultural. O que exige método, bom olho, ciência e faro de caçador.

Aqui, viajamos pela história do Supremo Tribunal de Justiça, mas é a própria gesta política de Portugal que sedimenta a obra.

– Afinal, o que é da civilização sem ícones, impressões digitais das gerações, fio e meada, legados materiais?

Nada.

E tolos são os que desvalorizam estes vestígios que nos ficam.

Ainda bem que há quem, por entre outros desafios, esteja atento.

Tamanha lavra? É do nosso João Carvalho. E não preciso de tecer loas: que cada um avalie por si.

Por isso, não percam. Foi o que eu fiz. Completamente por conta própria.

– Verdade ou não, João?

Autoria e outros dados (tags, etc)


18 comentários

Imagem de perfil

De Leonor Barros a 29.10.2011 às 16:58

Muito bem, João!
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 18:04

Muito bem? Nunca assines em branco...
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 29.10.2011 às 18:08

Por ti assino, João. Mesmo que não concorde. És o 1% das vezes em que o faço :)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 18:12

Fico todo babado, Leonor. Obrigado.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 18:06

Recebo o que dizes como um cumprimento de amizade. De resto, fico sem palavras.
Beijinhos, Laura.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 29.10.2011 às 19:12

Nada disso, João: gostei mesmo muito. Acabei de o ler hoje. E diria sempre o (pouco) que disse da obra e do autor em qualquer circunstância. Também não precisas de palavras: chegam-me as que, aos milhares, fazem o teu livro ;-) Beijinhos
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.10.2011 às 18:17

Falo do que sei: esta obra de grande fôlego do nosso João é tudo quanto a Laura diz e com a vantagem suplementar de não ter sido escrita em acordês. Só posso recomendá-la também, claro.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 19:10

Agradeço-te o cumprimento, compadre.
Sem imagem de perfil

De Amendes a 29.10.2011 às 19:49

Por falar e Supremo Tribunal de Justiça...

Em Portugal temos dois: - O dito cujo e o Correio da Manhã.

Sentença proferida hoje:

"MATOU a tiro para não devolver 5,2 mihões"

Será que D.L. irá recorrer para o T.Constitucional?

O CM não informa!
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 21:15

Acho que V. se esqueceu de reproduzir tudo o que vem na primeira página do Correio da Manhã.

Não faz mal. Eu reproduzo: «Acusação brasileira: Duarte Lima matou por 5,2 milhões».

Portanto, o jornal deixa claro que está a referir-se aos termos da acusação (conforme se lê no antetítulo). E nem sequer vi a palavra 'matou' escrita em maiúsculas.
Sem imagem de perfil

De Amendes a 29.10.2011 às 22:47


Eu reproduzi o titulo do CM - digital.
O "matou" em maiúsculas foi para realçar o veridito... erro meu.

Veja-se que a chamada de atenção para o jornal impresso tem o mesmo titulo...

Minhas desculpas.

Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 23:08

Desculpado. O jornal impresso tem na primeira página o antetítulo e título que eu já disse: «Acusação brasileira: Duarte Lima matou por 5,2 milhões». Nunca devemos precipitar-nos, porque corremos o risco de não ser justos.
Sem imagem de perfil

De Amendes a 29.10.2011 às 23:20

Meu caro João Carvalho

Quem me induziu em erro foi o CM - digital.

Se tiver dúvidas, agradeço veriifque... todo os titulos da noticia, reproduzem o que escrevi... mesmo a chamada de atenção para o CM -Impresso, o que deduzi ser o mesmo.

Cumprimentos e felicidades

É melhor ler o livro... e deixar o CM em paz.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 30.10.2011 às 00:02

Em todo o caso, até a primeira página do jornal impresso visto na Internet (http://www.jornaiserevistas.com/all/Correio-da-Manha) confirma o que eu disse.
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 29.10.2011 às 21:22

Também tenho um exemplar desta obra especial, tanto mais especial quanto se trata de uma obra de um grande amigo de longa data, com dedicatória e tudo!...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.10.2011 às 22:38

Ainda bem que não dizes há quantos anos somos amigos, amigo!...
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 30.10.2011 às 01:41

Este blogue é suspeitíssimo ;-) Luís, já mandei um guardanapo ao João, que tem a mania de se pôr com coisas, a fingir que não. Cá vai outro para si.
Sem imagem de perfil

De Luís Reis Figueira a 30.10.2011 às 11:57

Obrigado, Laura, dá sempre jeito. Especialmente nos tempos que correm, em que diariamente ficamos de boca aberta pela surpresa das novidades, é sempre bom ter um à mão.
Um abraço.;-))

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D