Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como se mata um Khadafi

por Rui Rocha, em 21.10.11

Tudo indica que Khadafi foi conduzido à morte tal e qual como viveu. De forma ignóbil e cobarde. Nada que nos faça perder tempo se o nosso ponto de referência for a relação do próprio Khadafi com a vida e com a morte. O ditador infame, por si, não vale, sequer, o custo de produção das balas que o mataram. Todavia, se sempre o repudiámos em vida, como podemos  tomar-lhe agora o referencial sanguinário para nos pronunciarmos sobre a sua execução? Há aqui um estremecimento que interpela o nosso sentido de dignidade e de justiça. Não me parece que possamos admitir que o nosso sistema de valores está também indexado ao preço dessas mesmas balas. Sob pena de termos de reconhecer que somos mais rápidos a seguir a lição da barbárie do que as revoluções árabes a encontrar o caminho da democracia. Dir-me-ão que não vale a pena perder tempo com o fim do déspota. Respondo que fazê-lo é falar muito mais de nós e muito pouco dele. Para além disso, reclamo para mim uma paz de espírito que me permita continuar a espantar-me com exemplos como aquele que o Luís aqui nos traz. Em rigor, nenhum ditador merece morrer assim. Um julgamento justo, uma pena adequada, a expiação, um a um, de todos os crimes cometidos, a privação do poder de que abusaram, a existência prolongada no limiar da fragilidade humana, é esta a única forma adequada de os matar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


77 comentários

Sem imagem de perfil

De John Aguiar a 21.10.2011 às 15:26

Somos um blogue recente, mas com vontade de crescer. Proponho uma troca de links: http://ocidentesubjectivo.blogspot.com/ (http://ocidentesubjectivo.blogspot.com
Sem imagem de perfil

De Ricochete a 21.10.2011 às 17:00

Quando, se mata um Khadafi ditador, resta-nos os Hipócritas subtis, que, não são notícias pelas suas crueldades contra a Humanidade!
Sem imagem de perfil

De António a 21.10.2011 às 22:58

Nesta onda de libertação nos países árabes resta ainda a ditadura mais sanguinária, anti-democrática , machista e exploradora do seu e outros povos, que é a Arábia Saudita. Nessa não há convulsões, o povo oprimido até parece contente com a sua sorte e porquê? Será que a delapidação das mulheres não é um crime tanto ou mais infame que as torturas de Khadafi ? Os EUA e Israel sabem a resposta.
Dois pesos e duas medidas e hipocrisia é que não suporto.
Sem imagem de perfil

De Janeka a 22.10.2011 às 03:47

Não se trata de hipocrisia oh António. É que é preciso diferenciar os bons dos maus ditadores. E mesmo os maus só se matam em momentos oportunos...
Imagem de perfil

De grelhadamista a 21.10.2011 às 17:43

Gostaria de abordar o assunto e a vossa opinião de como despoletou este interesse internacional por Kadhafi e a Líbia após 41 anos de ditadura e de relacionamentos e o que vai acontecer a seguir? e o povo? e ogás? e o petróleo? e a fortuna do Kadhafi? etc...o papel dos E.U.A., N.A.T.O. E O.N.U.....

http://grelhadamista.blogs.sapo.pt/
Sem imagem de perfil

De luis a 21.10.2011 às 20:48

Não esqueçamos que foi o "ditador" que tirou a Líbia da miséria e do imperialismo europeu e que deu ao povo líbio o prazer de ser um povo. Hoje em dia quem tira ou nacionaliza as matérias primas como o petróleo e o gás natural é-se ou torna-se facilmente um ditador aos olhos do Ocidente. A América é que cobarde-mente ataca países pequenos que não conseguem defender-se e mesmo assim não se metem sozinhos, os lacaios de nós os europeus temos que sempre ir atrás como lacaios. Isso sim é barbárie e vergonhoso. Porque é que não se metem com a Coreia? Heis uma pergunta que deixo aqui.
Sem imagem de perfil

De Eloi Cruz a 21.10.2011 às 23:26

No dia em que atacarem a Coreia do Norte e libertarem aquelo povo do tirano que os (des)governa, aqui estarás novamente a defender esse coitadinho castigado pelo ocidente cobarde.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.10.2011 às 00:52

tens toda a razao.meus parabens pelo teu comentario.
EUA sao os mais criminosos
Sem imagem de perfil

De Petrol a 22.10.2011 às 02:38

100% de acordo
Sem imagem de perfil

De Fernanda a 22.10.2011 às 09:26

Luís, colocação perfeita , concordo em género , numero e grau, e parece-me que o povo europeu é que perdem com essas guerras, afinal são pensões diminuídas , direitos tirados, crise apenas para os que trabalham arduamente. Agora os grandes capitalistas vai explorar o país com as fábricas com mão de obra barata, grandes superfícies de comércio. E o que restou para o povo que realmente pagou tudo isso? Nada, porque simplesmente as fabricas se fecham e as grandes superfície diminuem empregos, mas o lucro é sempre maior.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 22.10.2011 às 14:29

Coitados dos líbios que viviam tão bem e tão ricos. Agora, vão ter liberdade e capitalismo como castigo. Sempre a vossa treta esquerdotoide...
Sem imagem de perfil

De Mariazinha a 22.10.2011 às 11:44

Parabens Luis.

Onde há petróleo há outros interesses que não os do povo que vai em demanda e tem por detrás os interesses ligados ao mundo do petróleo.

Terá sido um ditador?

Portugal tem tanta democracia que até tem mtas famílias a viver em condições pouco dignas após estas medidas todas,mas alguns com os bolsos mais cheios.
Enfim!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.10.2011 às 12:57

De acôrdo prezado amigo! Temos uma Coréia do Norte, uma China Continental, etc., etc. Se porventura os "libertadores da ditadura alheia" se meterem a "democratizá-los" terão como resultado um final humilhante. Pelo menos levarão um belo pontapé no traseiro arrogante!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.10.2011 às 16:36

Hoje em dia é moda atacar os Estados Unidos por tudo e por nada. Já se esqueceram que se não fossem eles estaríamos, provavelmente a falar alemão ou espanhol.
Deixem essa mania de atacar a América. Não há nem nunca houve ditadores bons, metam isso na vossa cabecinha.
Sem imagem de perfil

De armindo martins a 22.10.2011 às 00:14

Senhor Rui Rocha num aceitei ditadores e alguns de meia tigela O Kadafi nesta altura era o maior pulha que havia no mundo O Senhor Staline era um anjo descemos de ipocresias eu andei anos a carregar dos estados unidos e da inglaterra para Libia uma das mais celebres lembra-seda mulher policia morta a tiro pelo segurança da embaixada nessa altura estavamos carregados para sair pa Libia ,julga de descarregaram o navio ,pegaram nos diarios e todos os manifestos levaram e uma semana depois tudo pronto entragaram tudo feito como estavamos a sair de HAMBURG e atracados em MAINLAND . o Senhor tambem pertence a grupo que pensa que o mundo e dos honestos esta cambada são todos uns pulhas agora querem saber se o Kadafi foi morto a tiro de Kalasnikofi ou M 16 ,era Pulha Bandido era E os VASSALOS Americanos Franceses Italianos nestas ocasião Verificasse que Snr . Puttin e um governante sem poder.
Sem imagem de perfil

De gomesdasilvabb@sapo.pt a 21.10.2011 às 16:56

Em que é que nos transformamos quando matamos um assassino? Pois é, não devemos ter orgulho de provocar a morte pois é algo que não temos o direito de tirar. Cumpre-me um só o desejo de que o ser humano como juiz só possa aplicar pena que possa retirar, coisa que a morte não permite. Como podemos dispôr de algo que não nos pertence nem controlamos? A vida é intocável e inviolável é o que faz do homem um ser racional. Alegra-me a democracia e a liberdade dos povos mas lamento a morte de todos os desaparecidos nesta batalha.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2011 às 16:56

Subscrevo, porque esse deverá ser o alcance da DIGNIDADE HUMANA.
Sem imagem de perfil

De RICARDO a 21.10.2011 às 17:05

Khadafi morreu da mesma maneira como tratou o povo do seu pais,durante a sua ditadura.Se foi barbara ou não a sua morte?Fica a questão.
Sem imagem de perfil

De Dinis Jesus a 21.10.2011 às 19:36

Alguem pode, em seu perfeito estado, ter duvidas quanto à barbaridade daquelas imagens? Eu por mim respondo sem medos, NÃO. Independentemente do que possa ter feito em 41 anos, gostava de ver de quantos crimes ia ser acusado, porque não lhe fizeram ao menos como ao desgraçado Sadamm Housein? E se era tão mau porque o bajulavam até ao ano passado estes lideres que agora o ajudaram a derrubar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2011 às 22:11

Concordo plenamente. Aquilo a que todos assistimos, via televisão foi uma execução bárbara e sumária e um acto que deve envergonhar qualquer ser Humano livre, democrata e decente. Fiquei com vergonha do Ocidente, quando vi pessoas como Obama, Cameron e Sarkozy, a congratularem-se com a queda do Ditador. Será que não viram as imagens? E se era ditador (que o era), porque aceitaram durante anos a fio, o seu dinheiro, o seu petróleo, o seu gás natural, os seus investimentos, as suas contas bancárias? E a NATO, que foi criada para com um espirito de protecção e defensivo dos Países da Europa Ocidental fez? Protegeu a Libia? Talvez. Mas também facilitou esta execução bárbara.
Sem imagem de perfil

De Russel a 21.10.2011 às 23:08

Vc fala 'de borla' não sabe o que diz. Onde se informou sobre como Ghadaffi tratava o seu povo? Leu nos artigos dos corifeus do capitalismo anarquista? Ou os seus conhecimentos são assimilados pelos telejornais das tvs ?
Um notável filósofo do século XX disse: "quem não sabe do que fala é melhor ficar calado"
Sem imagem de perfil

De Vitor Raimundo Martins a 21.10.2011 às 17:14

Recuo Civilizacional
Quando as torres gémeas foram destruídas, chocou-me ver e ouvir os gritos de alegria com que uma velhota palestiniana festejou o episódio!
Quando o Saddam Hussein foi enforcado, incomodou-me profundamente a forma humilhante que rodeou a execução, as “bocas” dos carrascos e todo o triste espectáculo que caracterizou a execução da sentença.

Quando o Ossama Bin Laden foi abatido, mais uma vez fiquei desconfortável ao perceber que lhe poderiam ter poupado a vida e que tudo foi feito mediante o olhar dos familiares.

Ontem ao ver as imagens do linchamento do Kadafi, fiquei novamente sem palavras!

Que mundo este, em que uns festejam a morte dos outros, em que tudo aquilo que se estuda nas faculdades de direito é mera retórica!

Esqueçam, os ‘valores’, os ‘princípios’, a moral e a ética estão mergulhadas numa crise mais profunda que a economia mundial.

Estamos a viver um recuo civilizacional inimaginável há uns anos atrás!

Praticam-se abortos como se fosse um método anticoncepcional, suprimem-se medicamentos vitais a quem deles necessita, atrasam-se exames a quem tem doenças oncológicas e mata-se por tudo e por nada ao jeito do “velho oeste”!

Será que a vida humana já não é um direito absoluto, fundamental e inalienável?

Onde iremos parar?

Do Blog "Lutar até Viver"
Sem imagem de perfil

De Dinis Jesus a 21.10.2011 às 19:20

Sábias palavras estas que aqui profere, independentemente do que possam ter feito os mais ignóbeis ditadores ou criminosos, ver imagens como as que vimos e a alegria que tais actos provocam em alguns não pode de maneira nenhuma ser um bom augúrio para a humanidade. Gostava de saber o que vai acontecer aos que fizeram aquele bonito trabalho, que as imagens documentam, ao matar o Sr.
Sem imagem de perfil

De Fernando Marta a 21.10.2011 às 19:42

...perfeitamente de acordo com as suas palavras.
Afinal onde está o Ser Humano que deveriamos ser?
Talvez seja esta uma das razões porque o mundo vive a situação de crise em que está.
Na verdade ouvir dirigentes politicos vangloriarem-se com a morte de um ser humano, apesar de todos os males que causou, não é digno de um Ser Humano.
Liberdade, precisamos de Liberdade, porque nunca deveriamos esquecer que a nossa termina onde começa a dos outros.
Bem Haja.
Sem imagem de perfil

De Viva Petróleo Livre a 22.10.2011 às 02:47

Vitor Raimundo só uma correção. As imagens da velhota na Palestina apareceram descontextualizadas na altura, talvez não por acaso. Isso foi falado na altura. Aquelas imagens diziam respeito sim aos festejos pelo envio de 1 missel do Iraque para Israel durante a 1ª guerra do Golfo (1990), o que concenhamos é totalmente diferente. É preciso ter muito cuidado com as manipulações em que somos facilemente enredados. A ém disso a primeira informação que recebemos, mesmo que falsa tem sempre muito mais impacto que o seu desmentido.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2011 às 17:22

morte muito suave para aquilo que ele fez passar o seu povo...........
Sem imagem de perfil

De Dinis Jesus a 21.10.2011 às 19:23

Poder-se-ia aplicar ao Sr.Pinochet ou esse era menos mau? Sempre foi protegido pelos que agora ajudaram a matar este. Veremos se o povo agora vai sofrer mais ou menos, como no Iraque. Espero sinceramente que menos.
Sem imagem de perfil

De Lili Veloso a 21.10.2011 às 19:56

E à selvajaria do período durante o qual Khadafi governou (aterrrorizou o seu povo e outros povos), responde-se igualmente com selvajaria? Teria sido muito mais educativo e justo para com as vítimas (e seus familiares) que ele fosse sujeito a um julgamento e condenado.
Sem imagem de perfil

De vmpaulinop a 21.10.2011 às 17:37

Talvez seja interessante pensar nos cínicos e nos hipócritas, que resolveram assassinar um ditador sanguinário. Aqueles são os líderes da NATO, os dirigentes dos países europeus, incluindo Portugal, o Sr. Obama e outros.
Enquanto Khadafi lhes interessou "andaram com ele ao colo, deram-lhe beijos (alguns na boca) e serviram-se dele vergonhosamente, agora, através da NATO, que mais não foi que uma organização assassina, também para o povo líbio, executaram-no tão cobardemente, como o acusaram de fazer com o seu povo.
Sem imagem de perfil

De na muge a 21.10.2011 às 18:34

Está tudo dito aqui, só acho que os Americanos não gostavam muito dele, porque ele recebia euros como pagamento, do ouro negro.
Os ditadores do nosso país morrem, porque a cadeira caiu, senão não morriam nunca, nem que os matassem.
Sem imagem de perfil

De Varzino a 21.10.2011 às 23:48

É justamente isso e de todos os comentários este resume o essencial que, em meu entender, a NATO e a hipocrisia dos seus membros deveria ser julgada por crimes contra a humanidade. Sim, porque ninguém fala nos incontáveis mortos vitimas inocentes dos bombardeamentos, ou seriam aviões de papel?
Mundo imundo onde até o ex-aprendiz de tiranete e ex-PM sócrates, bajulou aquando da visita a Portugal.
Sem imagem de perfil

De Tony a 21.10.2011 às 17:47

Mais esclarecimentos em...
http://www.davidicke.com/
Imagem de perfil

De eventualmente a 21.10.2011 às 18:11

Levanta-se sempre esta questão quando um ditator desaparece segundo a máxima "quem com ferro mata com ferro morre". A morte dum ser humano é sempre lamentável. Mas... e quando de humano esse ser (pelos actos, pelo desrespeito pelos humanos comuns, pela ferocidade, pela falta de quaisquer principios de humanidade...) só tem o aspecto exterior?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2011 às 18:18

Sou frontal ente contra a pena e morte, seja esta praticada. Forma ignóbil ou seguindo todos os trâmites da justiça. A vida é sagrada e não há nada, mesmo nada, que possa ir contra este princípio. O maior criminoso, o mais cruel dos déspotas e ditadores ou tiranos, não merecem a pena de morte. Estas casos deixam-me triste e mesmo amargurado. Kadafi teria um castigo muito maior se fosse sujeito a julgamento e condenado a trabalho forçado. Ou outra pena de acordo com os inúmeros crimes que cometeu. O mesmo se diga de Sadan Hussein e outros. Matá-los é para eles a mais suave das penas.
O que eu gostaria mesmo é que das sociedades humanas brotassem líderes verdadeiramente humanos, isto é, preocupados com o bem do seu semelhante mais do que o seu próprioo. Seria sinal de que estas sociedades seriam sãs na sua essência e nunca tolerariam nunca a existência de biltres no seu seio, muito menos assumindo opapel de líderes.

Comentar post


Pág. 1/6



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D