Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não esquecer.

por Luís M. Jorge, em 19.10.11

Quando ouvires Cavaco Silva ou Mira Amaral dizer que não há dinheiro ou falar sobre pensões lembra-te que estás a ouvir pensionistas dourados que recebem 10.042,00€  e 18.000,00€ por mês, lembra-te que discursam pelas suas pensões e pelos seus interesses, lembra-te que na Suíça ninguém pode receber mais de 1700,00€ de pensão de reforma ou que em Espanha esse valor é de 2.290,59€, lembra-te que em Portugal só não há um tecto para o valor das pensões de reforma porque eles estão no poder há mais de 20 anos e a viver à sombra da dívida que agora nos querem obrigar a pagar.

daqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De armendes a 19.10.2011 às 18:08

A minha pensão é de 453€...
Logo, CSilva deve-me : 22,1677704194 equidades.

Excelência

Quando poderei passar por Belem?
Sem imagem de perfil

De Salvador a 19.10.2011 às 18:25

Bem visto. Estou absolutamente de acordo.
Cabe-nos a nós, cidadãos, organizarmo-nos e peticionar que tais limites sejam estabelecidos.
Se estiver para apresentar uma proposta ou petição neste sentido, eu subscrevo.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 19.10.2011 às 18:50

Mas porque é que só nos incomodamos agora? Ah, já sei: quando o descalabro sério começou, apareceu aquele senhor a dizer que "a ética da República é a ética da lei".
Imagem de perfil

De Luís M. Jorge a 19.10.2011 às 19:45

Laura, agora é a oportunidade de mudar estás coisas. Antes havia uma ilusão de riqueza que desapareceu.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 19.10.2011 às 20:24

Tens razão. claro: agora não se pode alegar o desconhecimento. Por causa da crise e porque já não temos ilusionistas em S. Bento. Mas lembro-me bem da fúria que essa frasezinha do Pina Moura me provocou: já então tudo era tão, mas tão evidente.
Sem imagem de perfil

De luis eme a 19.10.2011 às 19:50

e como os grandes beneficiados das ditas reformas continuarão a ser governantes e deputados, fingem que não ouvem, quando se fala em reformas milionárias e vai continuar tudo na mesma.

e mais, quem continua no activo - como o jeitoso do Mira Amaral no Bic e do Cavaco presidente -, não devia receber um tostão de reforma.
Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 19.10.2011 às 21:20

que injustiça para com o mira amaral, coitado, que recebe uma pensão vitalícia de cerca de 18 000 euros (ao que consta), por ter sido presidente da cgd durante alguns meses.
mas isso deve-se ao facto de ter sido convidado, pelo governo de então, para ocupar esse lugar,o que o levou ao sacrifício de sair da administração do bpi, mantendo contudo essa regalia, da pensão, que lhe era proporcionada pelo bpi.
mas o coitado agora até vai ficar sem o 13º e 14º meses. se tivesse ficado no bpi isso não acontecia, porque essa pensão seria concedida através de um fundo de pensões.
e convém dizer que o presidente cavaco ainda teria direito a acumular mais uma "pensão", porque foi primeiro-ministro, da qual abdicou, e está na presidência de "graça", porque não pode acumular o vencimento de presidente com as pensões que já recebe.
mas na madeira essa acumulação é possível, assim, legalmente e à vista de todos.
e a dr.ª manuela ferreira leite até foi contra a lei que proibiu as acumulações das pensões e vencimentos, e etc...
e convinha explicar que se existe um tecto nas reformas, noutros países, é porque os sistemas de financiamento e descontos são diferentes dos que exsitem em portugal (lá chegaremos (??), porque a visão do psd e cds para a segurança social vai nesse sentido).
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 21.10.2011 às 19:05

De acordo. Também penso que não é legítimo meter o Cavaco no mesmo saco do Mira Amaral e outros, que são muitos, habilidosos como ele. Mais, penso que esta coisa das reformas deveria ser revista rapidamente, proibindo a atribuição de reformas a quem tem bom corpo e boa cabeça para trabalhar, disciplinando a atribuição de compensações tipo "subsídio de integração", limitando-os no tempo e em valor.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 19.10.2011 às 22:59

Que maçador, Luís. Não incomodes os senhores com essas coisas :)
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 21.10.2011 às 18:58

Custa-me ouvir, frequentemente, dizer que A ou B recebe duas reformas, quando isso, muitíssimas vezes, não corresponde à realidade. Eu explico.
Se alguém trabalhar para duas entidades distintas, e cada uma delas estiver sujeita a sistemas diferentes de protecção, na reforma, dos seus colaboradores, é natural que essa pessoa acumule as duas pensões de reforma.
Que essas duas reformas deveriam ser fundidas e transformarem-se numa única reforma, de acordo.
Que há reformas injustas, isso também é certo, assim como há salários injustos, que ninguém pode negar.
Que alguns políticos auferem "reformas" que conseguiram em condições que se não entendem e que, parece-me que não serão aceitáveis, sobretudo enquanto têm muito bom corpo para trabalhar, isso é verdade.
Que alguns privilegiados, tipo Mira Amaral, recebem "reformas" que lhe foram concedidas de forma escandalosa, também concordo.
Mas dizer que o Cavaco, e outros como ele, recebem duas reformas, acho mal, parecendo-me, até, que uma grande parte dessa malta fala por inveja.
Declaração de interesses: Eu não recebo, nem vou receber, duas reformas.
E mais: não acredito que na Suíça o limite das reformas seja 1.700 euros. Essa informação deve ser falsa. Se assim fosse, os espanhóis estavam melhor protegidos na velhice que os suíços. Não acredito.

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D