Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não esquecer.

por Luís M. Jorge, em 19.10.11

Quando ouvires Cavaco Silva ou Mira Amaral dizer que não há dinheiro ou falar sobre pensões lembra-te que estás a ouvir pensionistas dourados que recebem 10.042,00€  e 18.000,00€ por mês, lembra-te que discursam pelas suas pensões e pelos seus interesses, lembra-te que na Suíça ninguém pode receber mais de 1700,00€ de pensão de reforma ou que em Espanha esse valor é de 2.290,59€, lembra-te que em Portugal só não há um tecto para o valor das pensões de reforma porque eles estão no poder há mais de 20 anos e a viver à sombra da dívida que agora nos querem obrigar a pagar.

daqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De armendes a 19.10.2011 às 18:08

A minha pensão é de 453€...
Logo, CSilva deve-me : 22,1677704194 equidades.

Excelência

Quando poderei passar por Belem?
Sem imagem de perfil

De Salvador a 19.10.2011 às 18:25

Bem visto. Estou absolutamente de acordo.
Cabe-nos a nós, cidadãos, organizarmo-nos e peticionar que tais limites sejam estabelecidos.
Se estiver para apresentar uma proposta ou petição neste sentido, eu subscrevo.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 19.10.2011 às 18:50

Mas porque é que só nos incomodamos agora? Ah, já sei: quando o descalabro sério começou, apareceu aquele senhor a dizer que "a ética da República é a ética da lei".
Imagem de perfil

De Luís M. Jorge a 19.10.2011 às 19:45

Laura, agora é a oportunidade de mudar estás coisas. Antes havia uma ilusão de riqueza que desapareceu.
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 19.10.2011 às 20:24

Tens razão. claro: agora não se pode alegar o desconhecimento. Por causa da crise e porque já não temos ilusionistas em S. Bento. Mas lembro-me bem da fúria que essa frasezinha do Pina Moura me provocou: já então tudo era tão, mas tão evidente.
Sem imagem de perfil

De luis eme a 19.10.2011 às 19:50

e como os grandes beneficiados das ditas reformas continuarão a ser governantes e deputados, fingem que não ouvem, quando se fala em reformas milionárias e vai continuar tudo na mesma.

e mais, quem continua no activo - como o jeitoso do Mira Amaral no Bic e do Cavaco presidente -, não devia receber um tostão de reforma.
Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 19.10.2011 às 21:20

que injustiça para com o mira amaral, coitado, que recebe uma pensão vitalícia de cerca de 18 000 euros (ao que consta), por ter sido presidente da cgd durante alguns meses.
mas isso deve-se ao facto de ter sido convidado, pelo governo de então, para ocupar esse lugar,o que o levou ao sacrifício de sair da administração do bpi, mantendo contudo essa regalia, da pensão, que lhe era proporcionada pelo bpi.
mas o coitado agora até vai ficar sem o 13º e 14º meses. se tivesse ficado no bpi isso não acontecia, porque essa pensão seria concedida através de um fundo de pensões.
e convém dizer que o presidente cavaco ainda teria direito a acumular mais uma "pensão", porque foi primeiro-ministro, da qual abdicou, e está na presidência de "graça", porque não pode acumular o vencimento de presidente com as pensões que já recebe.
mas na madeira essa acumulação é possível, assim, legalmente e à vista de todos.
e a dr.ª manuela ferreira leite até foi contra a lei que proibiu as acumulações das pensões e vencimentos, e etc...
e convinha explicar que se existe um tecto nas reformas, noutros países, é porque os sistemas de financiamento e descontos são diferentes dos que exsitem em portugal (lá chegaremos (??), porque a visão do psd e cds para a segurança social vai nesse sentido).
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 21.10.2011 às 19:05

De acordo. Também penso que não é legítimo meter o Cavaco no mesmo saco do Mira Amaral e outros, que são muitos, habilidosos como ele. Mais, penso que esta coisa das reformas deveria ser revista rapidamente, proibindo a atribuição de reformas a quem tem bom corpo e boa cabeça para trabalhar, disciplinando a atribuição de compensações tipo "subsídio de integração", limitando-os no tempo e em valor.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 19.10.2011 às 22:59

Que maçador, Luís. Não incomodes os senhores com essas coisas :)
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 21.10.2011 às 18:58

Custa-me ouvir, frequentemente, dizer que A ou B recebe duas reformas, quando isso, muitíssimas vezes, não corresponde à realidade. Eu explico.
Se alguém trabalhar para duas entidades distintas, e cada uma delas estiver sujeita a sistemas diferentes de protecção, na reforma, dos seus colaboradores, é natural que essa pessoa acumule as duas pensões de reforma.
Que essas duas reformas deveriam ser fundidas e transformarem-se numa única reforma, de acordo.
Que há reformas injustas, isso também é certo, assim como há salários injustos, que ninguém pode negar.
Que alguns políticos auferem "reformas" que conseguiram em condições que se não entendem e que, parece-me que não serão aceitáveis, sobretudo enquanto têm muito bom corpo para trabalhar, isso é verdade.
Que alguns privilegiados, tipo Mira Amaral, recebem "reformas" que lhe foram concedidas de forma escandalosa, também concordo.
Mas dizer que o Cavaco, e outros como ele, recebem duas reformas, acho mal, parecendo-me, até, que uma grande parte dessa malta fala por inveja.
Declaração de interesses: Eu não recebo, nem vou receber, duas reformas.
E mais: não acredito que na Suíça o limite das reformas seja 1.700 euros. Essa informação deve ser falsa. Se assim fosse, os espanhóis estavam melhor protegidos na velhice que os suíços. Não acredito.

Comentar post





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D