Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Da inutilidade da amargura

por Ivone Mendes da Silva, em 17.10.11

Talvez o destino do Homem seja o fracasso, mas vou já avisando que isto não é um aforismo, é um estado de espírito.

Convém, todavia, que isso permaneça numa firme incerteza e se possa retirar do Mal as flores possíveis, sabendo que o cepticismo é estéril e daí não se pode esperar ajuda válida.

Eu não sou sempre assim. Acontece que, ontem, passei metade da tarde a ler Cioran e, durante a outra metade, Baudelaire. Há misturas que não se devem fazer, sobretudo no início da semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


8 comentários

Sem imagem de perfil

De zedeportugal a 17.10.2011 às 20:47

Para desanuviar o espírito recomendo, então, a seguinte leitura breve:
http://umjardimnodeserto.wordpress.com/2011/10/17/o-presente-recusado/

Faço-me desde já perdoar pelo aproveitamento descarado do seu desabafo para divulgar o meu texto (com convite à participação).
Imagem de perfil

De Ivone Mendes da Silva a 17.10.2011 às 21:09

Está perdoado. :)
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 17.10.2011 às 22:41

Ivone... andas a cheirar flores perigosas, insanas... ;) E sabes que já me tinha lembrado do 'Enivrez-vous'? «Il faut être toujours ivre, tout est là ; c'est l'unique question. Pour ne pas sentir l'horrible fardeau du temps qui brise vos épaules et vous penche vers la terre, il faut vous enivrer sans trêve.Mais de quoi? De vin, de poésie, ou de vertu à votre guise, mais enivrez-vous!». Foi o que me apeteceu fazer hoje, depois de ler o Orçamento de Estado. Beber um gin ou dois e, depois, sim, piscar o olho ao legislador e dizer-lhe..: « És um brincalhão! »
:)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.10.2011 às 22:44

Estás a candidatar-te ao comentário da semana, Laura...
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 17.10.2011 às 23:08

Hum... se o prémio for un gin... vou pensar no teu caso ;)) Não, felizmente não sou elegível, há uma inibição estatutária dos autores para o pulitzer do DO, senão eu não disparatava à vontade nestes subterrâneos...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.10.2011 às 23:26

De facto existe essa inibição estatutária. Mas podes disparatar à mesma nos subterrâneos...
Imagem de perfil

De Ivone Mendes da Silva a 17.10.2011 às 22:46

Pois, s'enivrez de poésie, ou de outra qualquer qualquer coisa do género, parece-me ser o único caminho.
Mas que fique aqui exarado que eu não ando a cheirar nada de insano. Tento é não perder a sanidade. ;)
Imagem de perfil

De Laura Ramos a 17.10.2011 às 23:09

Estava a lembrar «as flores do mal», só isso ;)

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D