Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há ditaduras boas?

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 11.01.09

A Igreja continua a ser, juntamente com os Estados Unidos, o algoz dos povos latino-americanos. Apoiou Pinochet, Somoza, Baptista, Guzmán Blanco, Porfírio Diaz a ditadura brasileira, foi denunciante de opositores a Rosas e à ditadura Argentina,  conivente e responsável por  milhares de mortes de cidadãos latino-americanos que apenas lutavam pela liberdade.
Agora tudo faz para derrubar Morales e Chavez, enquanto apoia o traficante Uribe e todos os movimentos oposicionistas na Bolívia, Venezuela e Equador.
Para a Igreja, só as ditaduras de esquerda são más. Com procedimentos assim, não é de espantar que haja cada vez mais ateus.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

Imagem de perfil

De Leonor Barros a 11.01.2009 às 16:16

Mais vale acreditar que deus não existe ;-)
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 11.01.2009 às 16:18

Mas isso também dá muito trabalho, Leonor!
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 11.01.2009 às 16:19

As ditaduras de esquerda que o digam, Carlos.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 11.01.2009 às 16:28

E as de direita também, Lonor. Fala-se muito de Fidel, mas não podemos esquecer que , antes, Cuba vivia sob a ditadura de Fulgencio Baptista que era igualmente execrável.
Imagem de perfil

De Leonor Barros a 11.01.2009 às 17:40

Mas nessas, nas de direita, não acreditar em deus não era hipótese.
Imagem de perfil

De André Couto a 11.01.2009 às 16:20

Se a isso somarmos as posições acerca do uso de preservativo, a recente polémica em torno da posição contra a despenalização universal da homossexualidade, entre muitas outras, encontramos o resto da resposta.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 11.01.2009 às 16:30

Infelizmente, a Igreja é , hoje em dia, um somatório de contradições, de onde ressalta constantemente a frase atribuída a S. Tomás ( mas que não foi proerida por ele) "olha para o que eu digo, não olhes para o que faço".
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.01.2009 às 17:02

Deixe-me lembrar-lhe que essas polémicas são virtuais, André. A Igreja tem princípios e há-de sempre ir atrás e devagar, no que concerne a adaptá-los às novas realidades. Nem faria qualquer sentido que fosse na frente.

Quanto aos preservativos, homossexualidade e quejandos, a Igreja teve sempre resposta: castidade. O Homem é um ser dotado de inteligência e do direito de optar em consciência. Quem não aceita, não adere. É simples. E a Igreja, no seu verdadeiro sentido, continua sempre a cuidar de uns e de outros como 'filhos de Deus'.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.01.2009 às 17:13

Aproveito para recordar que a Igreja em Portugal deu bons exemplos durante e depois de 1974. O que nem é espantoso: alguns dos seus membros foram afastados pelo Estado Novo, incomdado este por ouvir algumas verdades que esses membros entenderam (e bem) que constituíam matéria de natureza social que a Igreja não podia (porque não devia) ignorar.

Em suma: a Igreja não foi sempre a mesma em todo o mundo e em todas as ocasiões da História. O que é natural, porque ela é dos homens. De homens e para os homens.

(Mulheres incluídas, claro. Não corro o risco de ser crucificado por causa destas pseudo-modernices que deram lugar a discursos em que chega a ser preciso mencionar 'os' votantes e 'as' votantes...)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.01.2009 às 17:14

ERRATA
incomodado
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 11.01.2009 às 17:49

Ejá para não falar da saudação introduzida por Guterres que criou raizes neste paízinho de opereta: "Portuguesas e portugueses"! Não há pachorra para tanta hipocrisia...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 11.01.2009 às 18:18

Exactamente. Bem lembrado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.01.2009 às 18:14

A tua pergunta é irónica e retórica, Carlos, e traz obviamente implícita uma negativa. E assim é: não há ditaduras boas. Na minha perspectiva, este é um imperativo categórico em política. Claro que haverá sempre umas piores que outras. Mas todas são más.
Abraço
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 11.01.2009 às 18:23

De acordo, Pedro. Pena é que a Igreja defenda umas e condene outras...
Sem imagem de perfil

De Nelson Gonçalves a 11.01.2009 às 18:20

No Chile (os outros não conheço) a igreija católica apoiou as vítimas do Pinochet. Procure por "Vicaria de la Solidaridad" e tente informar-se melhor da próxima vez. E por acaso a igreija evangélica apoiou e bastante a ditadura.

Mata-padres pensava que quera coisa da primeira república. Parece que estava errado.

Nelson Gonçalves
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 11.01.2009 às 18:57

Nelson:
Convido-o a ler outra vez o post, pois o que lá digo é, E REPITO, que a Igreja apoiou a ditadura de Pinochet e não faltam provas a documentá-lo. Nem é preciso recorrer ao Costa Gravas...
Sem imagem de perfil

De Nelson Gonçalves a 12.01.2009 às 11:49

"Nem é preciso recorrer ao Costa Gravas..." O realizador ? Não percebi esta afirmação.

Mas o ponto é que se elementos da hierarquia da igreja católica apoiaram o Pinochet e outros defenderam as vítimas, como é que pode dizer que a igreja católica apoiou o regime do Pinochet ?

Os factos é que após o golpe, até o partido comunista chileno saudou a remoção do poder do Allende . Claro que a breve prazo o Pinochet mostraria as verdadeiras cores.

O que incomodou no seu texto é que você poderia dizer logo que não gosta da igreja católica. Tem certamente muito por onde agarrar se quiser criticar. Agora vir com exemplos de onde partes da igreja actuaram mal é má argumentação. Um outro colega de blog descreveu logo o caso (que eu desconhecia) do bispo do Porto. Em que ficamos, Cardeal Cerejeira ou D. António Ferreira Gomes ? Bartolomeu de las Casa ou Juan Ginés de Sepúlveda ? Qual destes exemplos para defender/acusar a igreja ?

Note que não me incomodam as críticas à igreja. Apenas a forma coxa como foi feita.
Sem imagem de perfil

De patti a 11.01.2009 às 21:13

Mais ateus, não vejo mal ao mundo, agora seitas fanáticas, desviantes da Igreja... ai o caso já muda de figura.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 12.01.2009 às 00:05

Pois, Patti, de seitas fanáticas também andamos bem servidos... E não é só no muito falado Utah, ou no Brasil...
Sem imagem de perfil

De Bruno - Planetas a 12.01.2009 às 19:33

Longe, muito longe da realidade Latino-Americana...!

Comentar post



O nosso livro


Apoie este livro.



Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D