Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O futebol como metáfora da política

por Pedro Correia, em 29.04.10

 

O futebol pode ser uma metáfora da política. Pensei nisto esta noite, ao ver o jogo das meias finais entre o Barcelona e o Inter, com um Camp Nou cheio de adeptos a incentivar o clube catalão. Durante 90 minutos, o Barça jogou ao ataque, pressionando o último reduto italiano. E chegou a marcar um belíssimo golo, por Piqué. Insuficiente, no entanto, para anular o 3-1 da primeira mão, jogada em casa do Inter.

Sem uma jogada ofensiva, sem um remate à baliza, sem um único avançado, o clube treinado por José Mourinho ganhou o acesso à final com o Bayern de Munique. Só por ter sido eficaz a defender. O espectáculo que deu no estádio foi deprimente. A "justiça" - termo que os nossos comentadores desportivos adoram - do desfecho foi nula. Mas não estamos no reino da estética: como dizia o outro, quem quer espectáculo compra bilhete para a ópera. E também não estamos no domínio da justiça, como se um relvado fosse um tribunal: se estivéssemos, o Barça seria um vencedor obrigatório.

Estamos no domínio dos resultados. Só isso. Mourinho transformou a sua equipa num intransponível muro de betão. Dando mau espectáculo e condenando ao fracasso o futebol de ataque. Mas carimbou o passaporte para a final.

E é por isto que o futebol me parece uma metáfora da política. Não interessa se o espectáculo é feio ou se o desfecho é "injusto".

Só os resultados contam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


318 comentários

Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 29.04.2010 às 08:06

Claro que concordo que o Inter jogou à defesa. Com 10 jogadores desde a meia hora de jogo, era de esperar o quê? Que o Inter atacasse? Uma coisa que o Mourinho tem é não ser irresponsável ! Campeões Europeus é sinónimo de dinheiro, os italianos até precisam. Mas podemos ver o futebol, por outro prisma. Em vez de deprimente porque é que não se vê como lição de táctica Porque é que não se olha para o Inter a cumprir com o que José Mourinho programou. Volto a repetir que o resultado até a expulsão do jogador do Inter era 0-0.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 11:56

Se reler o que escrevi, verá que quero chegar à conclusão a que chegou.
Sem imagem de perfil

De zeparafuso a 29.04.2010 às 12:17

Na metáfora politica, eu não quis no comentário anterior falar sobre isso, não está a falar de Passos Coelho, pois não? è que depois da reunião com Sócrates..............não me pareceu o Pedro Passos Coelho.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:27

Fique descansado. Quando quero falar de pessoas concretas e situações concretas, falo mesmo. E escrevo. Já habituei os leitores a isso.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2010 às 16:24

O Mourinho provou em Milão que a sua equipa é superior à do Barcelona, por isso 3 a 1. Na segunda mão a tática seria a que apresentou;quem precisa de ganhar que se esforce.Então assim fizeram os espanhois;esforço sem soluções para ganhar,mostrando impotencia perante um adversário altamente poderoso que só se esforço em metade do campo.Foi a derrota mais bela que já vi. O Mourinho foi
um estratega genial
Artur
Sem imagem de perfil

De anónimo a 29.04.2010 às 23:09

O que vimos foi um Inter super-defensivo à espera que a sorte lhe sorrisse. O Barcelona foi um digno vencido, mas mostrou porque é a melhor equipa do mundo. Futebol é isto. Quanto à atitude que teve o Mourinho, não lhe fica bem, embora reconheça que levou o Inter aonde nunca tinha chegado. Soube agora que também o Atlético de Madrid (que eliminou o Sporting mesmo sem lhe ganhar) e passou à final batendo o Liverpool que goleou o Benfica... dá para entender?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:31

Mourinho é um excelente treinador, como ontem ficou provado uma vez mais, mas falta-lhe saber ganhar. A manifestação de arrogância que teve no fim ficou-lhe muito mal.
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 30.04.2010 às 03:28

Mais de duzentos comentários?!
Quando o assunto é bola, a paixão incendeia.
Não há dúvidas.
Vai mais um.
Pedro, o Mourinho utiliza, como ninguém, aquela faceta arrogante e irritante.
Faz uso dela para desconcertar os adversários.
E tem tido excelentes resultados com isso.
E é de resultados efectivamente que ele vive e que lhe permitem ser o melhor e o mais bem pago.
O Inter foi totalmente italiano - fez um catenaccio perfeito.
E está na final.
Traduzido em euros, para já, dará o quê?
Uns 30 milhões?
Se ganhar a final, ainda virão mais uns "trocos".
Pragmatismo e negócio, Pedro.
Só isso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:00

Bem, eu escrevi essencialmente sobre política. O futebol só serviu de pretexto. Mas o pessoal agarrou-se ao pretexto. Assim se vê a força do futebol.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2010 às 21:53

De facto "foi mais uma lição táctica do Mourinho", como gostam de salientar os nossos comentadores. Aliás, admito mesmo que o Paços de Ferreira ou o Leixões não seriam capazes fazer melhor. Já o Braga ou Guimarães, não sei não?.. Sinceramente começo a ficar farto desta bajulice em relação ao Mourinho. Qualquer treinador que desse aquele triste espectáculo, no dia seguinte seria crucificado na praça pública. Mas o Mourinho é especial. Faz-me lembrar aquela mãe que vendo o seu filho a marchar com o passo trocado, comenta para o lado que todos levam o passo trocado com excepção do seu rebento. Sobre o que ontem se passou o que me apetece dizer é o seguinte: os ingleses inventaram esta coisa extraordinária que é o futebol. O Mourinho parece querer "desinventá-lo". Por isso: Viva o Futebol!.. Abaixo o Mourinho e todos quantos, a troco de um resultado, o pretendem liquidar!...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:33

Claro que o Mourinho é especial. Mas continua sem saber ganhar.
Sem imagem de perfil

De M. Pereira a 30.04.2010 às 11:00

Creio que muitos de nós não gostamos dele Mou ), mas uma coisa sei eu, ele não sabe é perder, pois amua bastante, não é hipócrita.
Quando ganha, festeja exuberantemente . Afinal não será isso o normal? Ou será que há quem tenha dele inveja?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:02

Claro que há quem sinta inveja dele. É normal. Menos normal é ele ainda não ter sabido aprender a perder nem a ganhar.
Sem imagem de perfil

De assertivo a 29.04.2010 às 21:55

o homem do autocarro tem umfutebol de caridade ou seja:
- Mitomania = tenham pena porque sou portugues, sou o maior, e ainda por cima prepotente arrogante ditador e mitomano!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:33

O autocarro de ontem tinha dois andares.
Sem imagem de perfil

De Bóreas a 29.04.2010 às 08:09

MOURINHO ÉS O MAIOR...

MOURINHO
MOURINHOMOURINHO
MOURINHO
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.04.2010 às 09:36

Não precisa de vir para aqui GRITAR que me faz mal aos tímpanos dos olhos.
A propósito: nunca reparei que tivesse vindo aqui apoiar uma das belezas das sextas-feiras.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.04.2010 às 09:07

Como sabes, começo lentamente a perceber mais alguma coisa de futebol. O que já me permite discordar de ti num ponto: se o jogo pertencesse ao domínio da justiça, o Barça não seria vencedor. Nem o Inter. É que o jogo ainda não teria acabado. Nem acabaria pelos tempos mais próximos.
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 29.04.2010 às 09:38

Podia ser um jogo sumário...com fim à vista.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.04.2010 às 11:04

Hum... Ainda acabava arquivado e sem efeito.
Sem imagem de perfil

De Nuno Pereira a 29.04.2010 às 09:31

Os resultados contam quando viram um caso pessoal!
Mourinho mais do que tudo queria vencer!
Queria vencer a melhor equipa do mundo!
queria vencer Guardiola!
E queria vencer, caso houvesse dúvidas, que é o único a carrilar o Real Madrid para o lugar a que tem direito.
Por isso antes do Inter, estava Mourinho com a sua sede de provar que é o melhor!
A esta hora os jogadores do Inter confessam que nunca tinham sido sujeitos a um massacre do principio ao fim.
O acesso à final para Mourinho é mais um marco como espelhou no final, quando autentico miúdo se pôs aos saltos em pleno relvado. Se vencer a final irá se resguardar no balneário.
Quem gosta de futebol sabe que o Inter só passou porque pôs o autocarro em frente da baliza, mais se assemelhando a um clube aterrorizado pelo papão que tem pela frente.
Mas como os resultados são o cerne da questão, porque o espectáculo é no circo, Mourinho lá continua na senda dos êxitos .

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 11:58

Pois. Foi isso precisamente o que eu escrevi. Mas não é só no futebol que os resultados interessam: é também na política. Com ou sem "autocarro" à frente da baliza.
Sem imagem de perfil

De Nuno Pereira a 29.04.2010 às 12:19

Na politica não existe um Mourinho, para tacticamente construir um autocarro que não deixe entrar os papões que querem esfrangalhar um pobre país que se sujeita a todas as privações.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:28

Resta saber se a culpa será dos politicos ou dos eleitores.
Sem imagem de perfil

De Bilhete de ida a 30.04.2010 às 11:59

"resta saber se a culpa será dos políticos ou dos eleitores."

Quando na politica houver entre eleitores e políticos 10% da cumplicidade, da união, da frontalidade e da responsabilidade que existe entre um treinador como o Mourinho e os seus jogadores, então darei por bem empregue cada cêntimo dos impostos que pago.

Ainda assim, não são os jogadores que elegem o treinador. Nem é o treinador que define ou decide em ultima análise o destino dum clube (leia-se país). Ainda assim, quando um jogo corre francamente mal, o treinador é, regra geral, o primeiro a dar um passo em frente a assumir a responsabilidade.

Ao contrário da politica, o futebol não decide nada na vida dos eleitores mas, em tantos casos, encerra o modelo de compromisso, de empenho, de honra, de responsabilidade colectiva, de espírito de entre ajuda e de consciência de prioridades colectivas que todos nós gostaríamos de ver na politica.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:03

Registo estas suas palavras: «Ao contrário da politica, o futebol não decide nada na vida dos eleitores mas, em tantos casos, encerra o modelo de compromisso, de empenho, de honra, de responsabilidade colectiva, de espírito de entreajuda e de consciência de prioridades colectivas que todos nós gostaríamos de ver na politica.»
Sem imagem de perfil

De Carlos Ventura a 30.04.2010 às 12:35

Quem realmente está por dentro e percebe um pouco de futebol, sabe que aquilo que o Inter fez no jogo de Camp Nou não foi nada do outro mundo! Isto é, não percebo porque toda a gente vem agora dizer que o Mourinho é o mestre da táctica e que foi uma grande victoria do Mourinho sobre o Guardiola, quando aquilo que ele fez foi o mais basico e simples no futebol! Se juntarmos 11 jogadores dentro de campo que nunca tenham jogado juntos e lhes dissermos pra jogarem todos fechadinhos lá atras não é facil marcar-lhes um golo. Agora o que aconteceria com estes jogadores é que iriam perder muitas bolas em ataque porque não existe entrosamento entre eles e provavelmente iriam sofrer alguns golos às custas destas perdas de bola e das rápidas transições do adversario. Ora, neste jogo o Mourinho não se expôs a estas transições do adversário, atacando apenas com 1 ou 2 jogadores a partir da expulsão e com 2 ou 3 jogadores antes desta, logo não considero que Mourinho tenha feito nada de extraordinario, aliás até considero que o seu sistema de jogo foi vergonhoso pra quem gosta de futebol.
No futebol, como na politica, como na vida queremos sempre ganhar. Há pessoas que o fazem de maneira menos digna e por norma são estas pessoas que vingam e que acabam por obter melhores resultados. Mesmo assim eu prefiro ganhar menos vezes mas tentar sempre ganhar de forma digna.
Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:04

Revejo-me em boa parte do que escreveu. Cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De Gomes a 29.04.2010 às 17:35

Que eu saiba a eliminatória é feita em dois períodos de 90 minutos o Barça só atacou nos últimos noventa mas sem resultado, se retirar a cor do seu comentário vai ver coisas que nunca viu antes durante e depois do jogo mas a cor com que comenta turva-lhe a vista, mas não está só, e penso que isso passa com o tempo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:36

Não vi o jogo com nenhuma cor especial. Comecei o jogo a torcer pelo Inter. Na segunda parte torci pelo Barcelona: sou incapaz de aplaudir uma equipa que se revela incapaz de fazer um só ataque. Mourinho pode merecer nota máxima em estratégia, e merece sem dúvida, mas a proliferação de equipas hiper-defensivas mata o futebol.
Sem imagem de perfil

De manuel torrão a 29.04.2010 às 20:30

So queria fazer um reparo ao facto do INTERNATIONALE ,jogar so com dez jogadores e pelo 'belo golo', pena ter sido com dois jogadores do Barça em claro fora-de-jogo,mas ninguém viu!!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:36

O árbitro validou o golo.
Sem imagem de perfil

De Carlos Ventura a 30.04.2010 às 13:11

Em 1o lugar é impossivel haver 2 jogadores um fora de jogo, pois só está fora de jogo se tiver intervenção activa na jogada e isso apenas é possivel em 1 jogador de cada vez(só há uma bola!). Depois, se o Sr analisar bem o lance, não existe fora de jogo do jogador marca o golo(Piquet), embora reconheço que o posicionamento da câmara engane muito. Mas se traçar uma linha paralela à grande área vai perceber que não existe nenhuma infracção.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:04

Também achei que se tratou de um golo limpo. Não houve infracção.
Sem imagem de perfil

De Luis Romão a 29.04.2010 às 20:31

Dizes bem o futebol é um circo, e o mourinho é sem duvida o palhaço maior. Como homem não presta, é uma merda. Como treinador, venha treinar o redondo para ver a competência , que se diz ter. O que fez ontem não foi deprimente, foi um hino ao pior futebol.
Sem imagem de perfil

De Tone a 30.04.2010 às 10:30

Português pequeninho e burro!
Sem imagem de perfil

De jb a 30.04.2010 às 01:11

Meu caro, devo assumir a minha total discórdia, para com o seu comentário. José Mourinho, coordenou um colectivo que na 1º mão da eliminatória em Milão foi evidentemente superior. Para alem de ser uma faculdade simplíssima a de classificar como básica a táctica de Mourinho, para bater o Barça é também neste caso uma manifestação que na mesma linha de coerencia peca claramente pela sua tendencia pessoal. Devo lhe relembrar já que isso pareçe o senhor não ter considerado, que o que José Mourinho fez em campo Nou, foi nada menos que congelar o poderio ofensivo da melhor equipa do mundo e fê-lo durante 75 minutos com apenas 10 jogadores. Conseguiu novamente controlar como um verdadeiro estratéga os movimentos de Xavi e Messi, algo que nenhuma outra equipa na atualidade teve capacidade de fazer. Mourinho tem realmente um comportamento peculiar que em muitas ocasiões revela um individuo arrogante e pretencioso, agora retirar-lhe o mérito com argumentos camuflados de alguma razoablidade, pareçe-me no minimo um exercicio de opinião vulgar e por isso mesmo, dispensável.

Com o devido respeito. Não se deve banalizar as capacidades profissionais de alguem em detrimento das nossas paixões inconscientes
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:15

Concordo consigo: "Não se deve banalizar as capacidades profissionais de alguém em detrimento das nossas paixões inconscientes." Como não fiz nada disso, não enfio a carapuça. Quanto ao jogo propriamente dito, confesso que fiquei chocado ao ver Eto'o a jogar como defesa esquerdo. Nunca pensei.
Sem imagem de perfil

De Pedro Mendes de Sousa a 30.04.2010 às 01:12

Quem gosta de futebol também sabe que se vence um jogo nos 90min, mais, e que um bom espectáculo de futebol dispensa fitas, porque se eu quiser teatro não é a um estádio que me dirijo.

Na entrevista do Mourinho à RTP'N percebi o porquê de todo aquele festejo, pois para ele, mais do que vencer "aquela a que chamam melhor equipa do mundo", foi vencer nas 4 linhas, isto porque a dita "melhor equipa do mundo", sendo a "melhor equipa do mundo", não precisava de:

Lançar foguetes a noite inteira em frente ao hotel do Inter para que os jogadores não descansassem.

Inventar que Eto'o tinha impostos para pagar, de maneira a incomodar o jogador.

E dentro das 4 linhas:

Fazer teatro num lance normalíssimo que valeu um 2º amarelo e consequente expulsão. Só não viu quem não quis, porque para actores ainda têm muito que treinar.

Graças a Deus a "melhor equipa do mundo" este ano não foi levada ao colo na semi-final (recorde-se com o Chelsea), e portanto ficou pelo caminho.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:17

Falando do que sucedeu dentro das quatro linhas: jogar com sete defesas, incluindo Eto'o, é um facto excepcional. Só o Mourinho era capaz dessa proeza, não é verdade?
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 29.04.2010 às 09:31

Não concordo que o espetáculo do Inter tenha sido deprimente. O Inter jogou muitíssimo bem. Não sofrer golos a jogar contra o Barça (o único que sofreu foi num fora-de-jogo claríssimo) requer uma equipa perfeita, e foi isso que o Inter foi. Os jogadores do Inter exibiram a sua altíssima craveira ao conseguirem defender 90 minutos sem perder a concentração.

Também não concordo que a justiça do resultado tenha sido nula. Efetivamente, o Barça basicamente não criou jogadas de golo iminente. O Barça teve a bola e atacou, mas não criou nada de perigoso. Como tal, o empate a zero adapta-se perfeitamente.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.04.2010 às 09:44

Nem precisava de vir dizer isso. Se V. concordasse é que seria espantoso.

Já agora, também discordo de si. O Inter não jogou contra o Barça: o Barça é que teve de jogar contra o Inter. Quando V. fala em concentração, parece o ministro das Finanças, o que não lhe dá especial prestígio. E quando diz que houve justiça, é evidente que está enganado: se fosse uma questão de justiça, o jogo ainda estaria longe de ter acabado.
Sem imagem de perfil

De helena a 29.04.2010 às 15:39

será que nos estamos a esquecer que o inter ganhou a primeira mão?
Sem imagem de perfil

De Carlos Ventura a 30.04.2010 às 12:41

Sim, o Inter ganhou na 1a mão. Mas toda a gente viu como essa vitoria foi conseguida! Com uma "pequenina" ajuda do Sr Olegário...ainda há tugas que se ajudam uns aos outros!
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:18

Benquerença foi patriota. Já merece uma comenda.
Sem imagem de perfil

De Marco silva a 30.04.2010 às 11:39

Eu nao vos percebo, voces sao mesmo tristes.

O futebol e so ataque? O Mourinho provou que nao. Eu adoro futebol ofensivo, mas neste caso nao tinha outro remedio, em Italia ganhou 3-1, nao chega? Depois fez o que as equipas italianas fazem melhor, defender, e bem.

Sempre que haja um portugues de alto nivel como o Mourinho, deviamos apoia-lo, e nao estar sempre a critica-lo. Ele e um VENCEDOR!!! E e PORTUGUES!!!

E por isso que somos uns tristes, vejam Espanha, ou Inglaterra por exemplo, por mais arrogante que seja a personagem, nao deixa de ser do seu pais e apoiam-no em tudo.

E um orgulho ter um vencedor com marca portuguesa. E arrogante, pois sim, ainda bem!!!! Pois merece, por tudo o k fez e ainda vai fazer, seguramente.

Ele que ganhe um mundial com Portugal e tenha de fazer o que fez com o Barça!!!
Aposto que todos vao dizer que e o maior...

Tristes...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:18

O futebol é só ataque? Nem pensar. Com Mourinho não se corre esse risco.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 11:59

Empate a zero? Que empate a zero? Você viu mesmo o jogo?
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 29.04.2010 às 12:37

O jogo ficou 1-0 graças a um golo obtido em fora-de-jogo, como referi no meu comentário. Bem arbitrado, o jogo ficava 0-0. O que,. como disse, seria um resultado inteiramente justo, dada a inoperância atacante do Barça e a perfeição defensiva do Inter.

O resultado 1-0 foi construído pelo fiscal-de-linha.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 29.04.2010 às 12:49

Não concordo consigo. Não sei por quê, mas não concordo e a culpa é sua.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 13:16

Ah, afinal sempre viu o jogo. Cheguei a julgar que não o tinha visto.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Sardo a 29.04.2010 às 14:09

Caro Luis,, bem arbitrados os dois jogos, em Milão teria ficado 2-1 para o Barça e ontem 2-0. Ou o golo de Maicon (o 2-1 em San Ciro) não resultou num contra-ataque depois de uma falta não assinalada sobre Messi? Ou o 3-1, por Milito, não foi em offside no momento em que Snejider cabeçeia? Ou o Cambiasso não derruba Messi dentro da área com 2-1 pro Inter? Ou o amigo Olarápio Benquerença não é amigo de Mourinho (desde os tempos de Leiria)? Ou o Muntari não estava ontem a colocar Piqué em jogo (veja as imagens)? Ou o ressalto em Touré não bate na barriga e ressalta para o Barça, sendo perfeitamente casual e sem intenção, sobrando para o golo de Bojan? Ou, ainda na primeira parte, o Ibrahimovic não sofreu penalty de Lucio, de tal forma que teve de trocar a camisola que ficou rasgada (!!!)?
Mas, ainda por falar em justiça, não teria jogado o Chelsea com o Barça, depois de em Milão ter sido roubado em 3 penalties (ficou 2-1 pro Inter)? Por mim, entregue-se já o caneco, pois parece que Platini e seus muchachos querem fazer o favor a Mourinho. É, sem dúvida, o melhor do Mundo e já provou isso há muito tempo, mas sem as ajudas que tem tido, ficaria demonstrado que um grande treinador não faz uma grande equipe...
Cumprimentos.

PS: no primeiro comentario escreveu que "o Barça basicamente não criou jogadas de golo iminente. O Barça teve a bola e atacou, mas não criou nada de perigoso". Então o remate do Messi na primeira parte, ao qual o Júlio César respondeu com uma grande defesa, não conta? O cabeçeamento do Bojan, 2 mins antes do golo, que quase deu golo (o J. César desviou com o olhar), não conta? Podia aqui dar outros exemplos de chances claríssimas, mas, como escreveu o Pedro, devia ter visto um outro jogo qualquer...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 15:36

Viu um jogo que terminou empatado a zero.
Sem imagem de perfil

De Antonio a 29.04.2010 às 19:26

é impressao minha ou anda aqui gente com azia??
A Arrogancia dos espanhois foi vencida por um Mourinho esperto!
Onde se admite fazer barulho até as quinhentas para nao deichar os jogadores do inter dormir?
So mesmo dos anti mourinho!!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:38

Não confunda catalães com espanhóis. Eles detestam que se faça essa confusão.
Sem imagem de perfil

De Antonio a 30.04.2010 às 01:37

Chineses nao sao certamente!!!
Penso que o Sr tambem anda com azia, com tanta raiva até dava pra desconfiar que é barcelonêz, o amigo, porque nao vai ter com o Mourinho e lhe da uma tareia? Se é isso que lhe possa aliviar a dor, faça-o ou cale-se deuma vez por todas...
Sem imagem de perfil

De Bernardino a 29.04.2010 às 22:15

Ó Ricardo, tu és um português de gema, um verdadeiro desportista! és o típico pai de família, o típico adepto português, que por mais justo que seja o resultado depende sempre se é a nossa equipa ou se é a adversária. E jamais darás razão ao adversário. Se perdes foi roubo de igreja , se ganhas foi uma grande e justíssima vitória. Infelizmente 60 % dos portugueses são assim. TODOS OS DOMINGOS VEMOS ISSO NOS COMENTADORES DOS DIVERSOS CANAIS DE TELEVISÃO. Não descortino um verdadeiramente imparcial.
Sem imagem de perfil

De Ansi Evora a 30.04.2010 às 01:43

Peço desculpa por me intrometer na conversa, mas gostava de relembrar o jogo do ano passado entre Barçelona e Chelsea. Será que está tudo amnésico.
Há coisas que me fazem uma impressão terrivél, o Chelsea foi ROUBADO indecentemente, e agora vêm defender tão ilustre bandeira. Não ganho nada com estes comentários avulsos, mas fico preplexo como as pessoas se esquecem da história recente recheada de factos marcantes. Também me causa alguma impressão que se tenha tanta inveja de um Português Bem Sucedido. Mourinho é extraordinário no que faz, para além disso é um lider natural que não teve paciência para aturar o Snobismo e a Esperteza Saloios que atrofiam esta sociedade. Para além disso É Português. Estaria sempre com ele em detrimento de outro qualquer. Em relação aos Autocarros, tenham paciência. Qual é o objectivo de Mourinho? Resposta: Ganhar a Champions. Pois então que se trabalhe para atingir o objectivo, se traçem as estratégias necessarias, que se façam as cedências, e que se sonhe com o objectivo realizado.
Não conheço nenhum pais Europeu em que um Portugês seja recebido de braços abertos, excepto talvez a Itália. Se ele tem o previlégio de ser disputados pelos maiores clubes Europeus, pois que usufrua dessa condição.
De Espanha, o que vem, não é para entreter. NADA.

Sem imagem de perfil

De Tone a 30.04.2010 às 10:37

Mais um benfiquista com dores de cotovelo....
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 29.04.2010 às 10:17

Os meus conhecimentos acerca do futebol são reduzidos, mas a comparação parece-me legítima. De qualquer modo, a passagem do Inter às meias finais resulta da aplicação em campo de uma lógica táctica inteligente dirigida à neutralização do ataque adversário, o que se torna digno de realce, independentemente do espectáculo ausente.
E, como é dito acima, é a vitória do homem acima da vitória do clube, numa perspectiva individualista e egocêntrica de um desporto necessariamente colectivo. De lamentar, apesar do reconhecido mérito.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:00

"Aplicação em campo de uma lógica táctica inteligente dirigida à neutralização do ataque adversário." Era precisamente aí que eu queria chegar.
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 29.04.2010 às 12:30

Rectifico, passagem à final e não às meias finais... Eu bem avisei...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 15:36

Agora vem aí o Bayern. Será que Mourinho também vai levantar os dedos no final?
Sem imagem de perfil

De Quico a 29.04.2010 às 18:18

É de prever que sim, como português que sou, espero que sim.
Mourinho já deu provas que é muito bom em jogos a eliminar. Ontem foi mais uma. Jogou feio, é verdade, mas foi eficaz. Preferia ter visto ele a jogar como fez contra o Chelsea ou contra o Barca em casa, mas ontem não foi possível.
E se querem levantar a questão de arbitragens antigas lembrem-se como o Barcelona chegou o ano passado à final.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:39

Jogou feio e foi eficaz: plenamente de acordo.
Sem imagem de perfil

De Quico a 30.04.2010 às 00:14

Não tive tempo para comentar o essencial… fiquei pelo acessório.
Agora sim:
Mourinho jogue feio ou bonito (que também sabe quando pode) é eficaz. Se é justo ou não cada qual que julgue por si.
A política joga quase sempre feio e tem sido a maior parte das vezes ineficaz, mas é sempre justa. Os votos dão-lhe legitimidade para fazer o jogo.
Ou a metáfora é com as eleições / propaganda? Assim estarei plenamente de acordo – só os resultados contam.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:21

A regra é mesmo esta, tanto na política como no futebol: só os resultados contam. Sem resultados, nada feito. O político pode falar muito bem no Parlamento, pode exprimir ideias sensatas, mas se não consegue ganhar eleições, nada feito.
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 30.04.2010 às 00:35

Espero que não (e refiro-me efectivamente ao levantar os dedos e não ao resultado do jogo).
Tão essencial quanto saber estar na derrota (para a assimilar, digerir e ultrapassar) é saber estar na vitória. E isso não acontece quando se celebra ao sabor da provocação e do desânimo do adversário, como que endeusando a derrota do outro e menosprezando o verdadeiro sentido do sucesso e do objectivo alcançado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:21

Mourinho não soube ganhar. Como noutras ocasiões não soube perder.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2010 às 22:25

Prosa espectacular, pena que raramente surjam aqui prosas com este nível, com certeza todos aprenderíamos a escrever e a falar melhor. Continue. PS. Eu sei que mal sei escrever, mas gosto de ler.
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 30.04.2010 às 00:50

Afinal os elogios não são todos para o Mourinho! (isto em jeito de brincadeira, é claro)
Agradeço.
Sem imagem de perfil

De Sílvia a 30.04.2010 às 01:00

Afinal os elogios não são todos para o Mourinho!
(isto em jeito de brincadeira, é claro)
Agradeço. Todos temos sempre algo a aprender, e a partilha de ideias permite que esse algo vá acontecendo.

(Agora sim, está completo.)
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Correia a 29.04.2010 às 10:34

Sobre o jogo de ontem, não posso opinar porque não tive a oportunidade de o ver (nem os resumos). Mas, sobre o jogo da primeira mão (trata-se de uma eliminatória com dois jogos), e esse vi, o Inter foi bastante superior ao Barça, principalmente na segunda parte. O resultado final de 3-1 talvez tenha sido “injusto”.

Aliás, os espanhóis revelaram mau perder ao apontarem o dedo ao árbitro do encontro, se bem se recordam, um português. Mau perder esse que considero ter roçado a arrogância, tanto mais que esse árbitro também teve algumas decisões que prejudicaram o Inter, não só para esse jogo, como, por exemplo: o cartão amarelo a Stankovic, impossibilitando-o de jogar a segunda mão.

Além disso, sabemos que o futebol italiano é conhecido (e reconhecido) pela sua imagem de marca: o catenaccio, sistema com forte ênfase defensivo. Portanto, o Inter e o Mourinho, com base no que foi escrito, só respeitaram essa tradição. Refira-se que o estilo do futebol italiano não é o meu preferido. Muito longe disso! Mas…

Por tudo isto, não concordo totalmente com a análise do Pedro ao resultado final desta eliminatória. Contudo, concordo totalmente com os dois últimos parágrafos, ou seja: a relação metafórica entre futebol e política, excelente!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:03

Ora bem, Gonçalo. Este texto pretendia apenas estabelecer um paralelo entre a política e o futebol, que funcionam apenas em função dos resultados. A exibição pode ser fabulosa, mas de nada vale se conduzir à derrota.
Não pude ver o jogo da primeira mão, apenas vi este. O 'catenaccio' está também muito longe de ser o meu sistema preferido. Penso, aliás, que se todas as equipas jogassem desta maneira o futebol já não seria o espectáculo de multidões que hoje é.
Sem imagem de perfil

De Sergio a 29.04.2010 às 18:09

Não é bem assim; explique-me porquê das grandes assistencias no football Italiano, sabendo que uma das suas caracteristicas é precisamente o jogo defensivo.
É verdade, já me esquecia que apenas pretendeu comparar o football com a política.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:40

Pretendi comparar football com politics. Isso mesmo. That's right.
Sem imagem de perfil

De Pedro Mendes de Sousa a 30.04.2010 às 01:29

Por uma ordem de ideias seria:

«Pretendi comparar "Football" com "Πολιτικά".»

haha
Imagem de perfil

De João Campos a 29.04.2010 às 12:22

O Barcelona a queixar-se do árbitro? Não se queixaram nas meias-finais do ano passado, quando jogaram contra o Chelsea.... :)
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 29.04.2010 às 13:08

Eh eh, como bom castelhano-descendente adoro ver os catalães a levar na cornetinha...ala Madrid...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 13:18

Mas não deixava de ter alguma graça ver o Barcelona jogar no Santiago Bernabéu.
Sem imagem de perfil

De cr a 29.04.2010 às 11:16

Alguém me diz porque o Mourinho estava com ataques epilépticos no final do jogo ?
ou estaria " possuído " sei lá...
aqueles dois dedos em riste e aquele estrebuchar, até pensei que lhe ia dar uma coisita má...
Numa avaliação simples de espectadora, sem licenciatura em futebol, achei um jogo péssimo, sem graça alguma.
Vi uns esforçados rapazes de camisolas ás listas verticais, correrem todo o jogo para furar uma " barreira de betão", vi uns rapazes vestidinhos de branco, que quase podiam estar sentados em cadeirinhas de praia, á volta do monga do guarda redes que em cãmara lenta pontapeava a bola.
Se formos pelos objectivos, o rapaz dos ataques epilépticos, atingiu-os, sem graça, com uma " placagem " desarmoniosa. Acredito que se fosse possível aquele jogo continuar, iria até ao " esfalfamento" dos moços das listas verticais, que iriam caindo no campo,um a um, vencidos e no culminar da resistência.
Jogar com graciosidade não dá de facto dinheiro...
Temos pena, mas também o dinheiro não será tudo na vida... (para alguns)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:04

Se bem entendi, o Mourinho esticou os dedos indicadores como metáforas dos dedos médios.
Sem imagem de perfil

De cr a 29.04.2010 às 12:40

claro...claro, nem me lembrei dessa metáfora...
o que vale é esta sabedoria do Pedro Correia, sempre pronto a explicar com delicadeza a uma senhora.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 13:19

Talvez eu esteja enganado. Talvez ele tivesse esticado os médios como metáforas dos polegares.
Sem imagem de perfil

De LEOPOLDO a 29.04.2010 às 18:57

Eu gosto do futebol, e parece que ainda têm dúvidas que o Mourinho é um grande treinador, e ainda por cima português, bem como o Ronaldo, Rui Costa, Figo, Eusébio, e tantos outros, O nosso mal é que nada que é "criado" em Portugal é bom, os outros são sempre melhores.
Talvez por isso merecemos a ESCUMALHA que nos governa e os pseudo-heróis gatunos que "nasceram" após o 25 Abril.
Respeitemos aqueles que elevam o nome de Portugal, seja no desporto, ciências, literatura, artes
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 23:40

Se o Eusébio fosse treinado pelo Mourinho jogava à defesa e não ao ataque.
Sem imagem de perfil

De Aevora a 30.04.2010 às 01:54

Mentes brilhantes estas, que infelizmente não nos iluminam o caminho.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:22

Você é accionista da EDP?
Sem imagem de perfil

De André a 29.04.2010 às 11:21

Na minha opinião o *jogo* foi espectáculo. Não foi de bocejar a toda a hora, como pode transparecer ao ler o seu post. Foi espectáculo da parte do barça, sempre com a sua pressão ofensiva, e foi espectáculo da parte do Inter, com a sua disciplina táctica. Parece fácil ser-se um "intransponível muro de betão". Pois é, mas não é. Eles conseguiram-no frente a uma das melhores equipas do mundo. Muro de betão encontra o barça jornada sim jornada sim na liga espanhola, e essas, sucumbem a seus pés. Se foi um jogo diferente? Foi. Se foi igualmente espectacular e condizente com uma meia-final da LC? Também foi. Minha opinião claro.. mas eu gosto de futebol.

um abraço
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:06

Eu também gosto de futebol. E, se reparar bem, elogio Mourinho e o Inter. O problema em futebol, como na política, é que dificilmente há margem para proporcionar um bom espectáculo e conseguir bons resultados. Na dúvida, a táctica predomina. E a estratégia também.
Abraço.
Sem imagem de perfil

De Carlos Ventura a 30.04.2010 às 12:55

O Braça no ano passado também dava espectaculo e ganhou todas as competições em que entrou. Eu diria que neste jogo o Inter acabou por vencer com muita sorte, porque ao jogar daquela maneira expos-se a sofrer bastante e nalguns casos poderia mesmo ter sofrido golos, só não sofreu por falta de pontaria de alguns jogadores do Barça, algo que náo é habitual. Também é importante referir que se o 3o golo do Inter no jogo da 1a mão(em claro fora de jogo) não tivesse sido validado o Barça teria passado a eliminatória.
Cumprimentos,
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:23

Obrigado pelo seu contributo. Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 29.04.2010 às 11:22

O Mourinho é realmente o melhor, no entanto não posso deixar de concordar com o que escreve o Pedro.Eu prefiro o futebol do Barça, mas o raio dos milhões....
abr
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.04.2010 às 12:09

Comecei o jogo a torcer pelo Inter, acabei a torcer pelo Barça: sou incapaz de apoiar uma equipa que abdica totalmente do ataque, como ontem aconteceu. Reconheço, no entanto, que a equipa de Mourinho foi superior - não em jogo jogado mas em inteligência táctica. A "justiça", em futebol, é uma liberdade poética. Analisar um jogo com base no critério da "justiça", como faz a grande maioria dos nossos comentadores, é não perceber nada do essencial.
Abraço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2010 às 20:47

Inteligência táctica??? Onde? Qualquer treinador sabe fazer aquilo que o Mourinho fez: Pediu aos jogadores para sofrerem. E eles, esses sim mereceram ganhar contrariamente ao treinador, sofreram como se vê pouco.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 29.04.2010 às 21:54

Claro que é inteligência táctica, em quantos jogos o Messi foi anulado, que me lembro 2 ou três, e contra quem, o Inter de Mourinho, isto é inteligência táctica e conhecer o jogo como um todo, saber o que tem que ser feito e dar a entender aos jogadores como o devem fazer, isto é inteligência táctica
Sem imagem de perfil

De Hugo Lemos a 30.04.2010 às 10:05

Mourinho, um dos melhores treinadores de futebol. O que é o futebol? É um jogo jogado por 2 equipas de 11 jogadores, numa área rectangular, com uma bola e duas balizas, no final ganha quem marca e quem não sofre golos. O resultado final desta meia-final foi de 3-2, a equipa defensiva de Mourinho marcou 3 golos ao Barcelona, actual campeão europeu. O Inter em casa ganhou 3-1, o Barcelona ganhou 1-0. Qual das equipas foi a mais eficaz em termos ofensivos e defensivos? O Inter claro! No futebol, o resultado final é o mais importante, defendeu bem e atacou quando teve que atacar e bem, já que marcou por 3 vezes. Já o Barcelona, ataca, ataca, mas defender, não defende tão bem, não tem o mesmo rigor táctico que a equipa de Mourinho. As pessoas gostam de futebol de ataque, golos, mas as equipas e clubes, vivem de resultados e lá está dinheiro. O importante para a equipa de Mourinho, era sem dúvida, a passagem da eliminatória e foi isso que conseguiu, alcançou os seus objectivos. No futebol, não existem regras quanto ao estilo de futebol que temos que jogar. O futebol de ataque é bonito mas nem sempre dá frutos, porque não se pode atacar e defender tão bem. Exemplos: A Grécia, defendeu bem mas soube marcar, foram campeões europeus. O Benfica do Trappatoni, marcava, mas defendia os resultados. No final, todos nós queremos ganhar, seja qual o meio. Se o nosso clube Sporting, Benfica ou Porto, estivessem na final como o Inter, e a jogar um futebol do mesmo nível, iríamos estar preocupados com o estilo, ou felizes da vida e com faixas no Marques? Futebol é táctica, é divertimento, é alegria, é tudo!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:25

Futebol são resultados. Se o Mourinho não tivesse ultrapassado a eliminatória, todos quantos vieram aqui elogiar-lhe a táctica estavam a dar-lhe na cabeça.
Imagem de perfil

De Clube bolsadoslotos a 30.04.2010 às 13:16

Gosto também muito mais de desporto.
Gosto de me rir quando ouço ou leio comentários sobre os jogos. Não consigo rir-me até ao fim dos programas com dores de barriga.
O Sr. Pedro Correia, desculpe-me, ao ler este seu comentário fico com a impressão de que não terá visto o jogo inteiramente.
Parece esquecer o fim para que eles jogam.
É, o Barça, perdeu 3-1 em Itália, mesmo não tendo nenhum jogador expulso...
Agora o Inter só perdeu 0-1, com um jogador explulso logo no começo do jogo.
Resultado: O Barça perdeu por 3-2. Por isso, o Inter continua. Outros campionatos terão as suas condições próprias. Neste é assim. Ganhou o Inter.
Ah! É verdade, o treinador... Bem, para que servirão os treinadores?
Não, eu não sou mais adepto de um nem de outro, mas como desportista não posso deixar de ver assim. Simpatiso com os dois.
Saudações desportivas.
Cândido
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.04.2010 às 20:28

Mas isso que anota aqui vem precisamente ao encontro do meu raciocínio: em futebol só os resultados contam. Se Mourinho não tivesse passado a eliminatória, estava agora a ser criticado duramente por todos quantos hoje o elogiam. O que não faria dele menos bom estratego do que é. Mas sem resultados, nada feito.

Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Clube bolsadoslotos a 03.05.2010 às 18:15

Peço desculpa, pois eu é que não tinha lido todos os seus outros comentários. É realmente assim.
Cumprimentos
Cândido

Comentar post


Pág. 1/11





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D